TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - O QUE SIMBOLIZAM OS DOIS BASTÕES QUE SE TORNAM UM?

Em Ezequiel 37:15-17, lemos sobre dois bastões se tornarem um. Leia o texto, analise a correta interpretação dessa passagem e segure o fôlego, porque no mínimo achará cômica a interpretação incompetente que o Corpo Governante das TJs dão para o cumprimento moderno deste texto.
"E a palavra do SENHOR veio a mim: Ó filho do homem, pega um pedaço de madeira e escreve nele: Para Judá e para os israelitas, seus companheiros. Depois pega outro pedaço de madeira e escreve nele: Para José, madeira de Efraim, e para toda a casa de Israel, seus companheiros. E junta um ao outro, para que se unam e formem um só pedaço na tua mão."
Qual a interpretação correta do texto? Um de nossos comentários bíblicos responde:

O QUE SIGNIFICA SER "MANSO"?

.No seu famoso Sermão do Monte, Jesus proferiu as seguintes palavras: "Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra." (Mateus 5:5) Interpretando este texto pelo Dicionário Aurélio, chegaremos à conclusão de que Jesus falava dos "de gênio brando, ou índole pacífica; bondosos, pacatos", ou de quem é "sereno, sossegado, tranqüilo, quieto".  Mas será que era isso mesmo que Jesus tinha em mente?

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SUA 331a. MUDANÇA DE ENSINO - QUEM REPRESENTA O HOMEM COM O TINTEIRO E SEUS SEIS SECRETÁRIOS?


A mais nova luz que o "jeovã TJ" envia para a seita. Em nossas contas, trata-se da 331a. mudança de ensino em 142 anos de história sectária. Antigamente, antes de março de 2016, o Corpo Governante ensinava que na visão de Ezequiel 8:6-12. 9:2, 3, o homem vestido de linho e seus secretários simbolizavam o restante ungido, ou seja, os poucos dos 144 mil que ainda vivem antes de Jesus e seus anjos trazerem o Armagedom. Na interpretação antiga, as pessoas eram marcadas espiritualmente com tinta, por assim dizer, para a sobrevivência, conforme reagiam à pregação TJ, e quando viesse o Armagedom os anjos do "jeová TJ" iriam poupar as pessoas marcadas para a sobrevivência. Mas e agora?

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - 330a. MUNDANÇA DE ENSINO: QUANDO O POVO DE DEUS FICOU SOB O CATIVEIRO DE BABILÔNIA, A GRANDE?


Antes de 1o de março de 2016, o Corpo Governante ensinava que assim como o povo de Deus ficou sob o cativeiro de Babilônia, por um período de tempo, entre 607 a 537 a.C., assim também na história moderna dos TJs, o suposto povo de Deus ficou debaixo do cativeiro de Babilônia, a Grande, o império mundial da Religião Falsa, em 1918 e 1919, quando a liderança da seita ficou na cadeia, presa. Mas a luz do "jeová" TJ mudou, e agora uma nova interpretação, tão desprezível quanto a primeira, veio à tona. Qual seria?