TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - A ONU É SERVA DE SATANÁS OU DE DEUS?


Quando lemos as interpretações do Corpo Governante TJ sobre o livro de Apocalipse encontramos o que há de pior no universo da hermenêutica e exegese. Por exemplo, você sabia que as TJs consideram a ONU como instrumento de Satanás para desviar as pessoas do que o Reino de Deus realizará na terra?

A ONU - Organização das Nações Unidas tem o seguinte objetivo: “Nós, os povos das Nações Unidas, resolvidos a preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra, que, por duas vezes no espaço da nossa vida, trouxe sofrimentos indizíveis à humanidade, . . . e [desejosos de] unir as nossas forças para manter a paz e a segurança internacionais, . . . resolvemos conjugar nossos esforços para a consecução desses objetivos.” - Preâmbulo da Carta das Nações Unidas.

Em outras palavras, a ONU tem como objetivo buscar a paz entre as nações. É uma organização perfeita? Não, pois é composta de homens imperfeitos. Mas segundo a Bíblia, são autoridades para o nosso bem. Veja o que diz a Bíblia:
"Todos devem sujeitar-se às autoridades do governo, pois não há autoridade que não venha de Deus, e as que existem foram ordenadas por ele. Por isso, quem recusa sujeitar-se à autoridade opõe-se à ordem de Deus, e os que fazem isso trarão condenação sobre si mesmos. Porque os governantes não são motivo de temor para os que fazem o bem, mas sim para os que fazem o mal. Não queres temer a autoridade? Faze o bem e receberás o louvor dela. Porque ela é serva de Deus para o teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não é sem razão que ela traz a espada, pois é serva de Deus e agente de punição de ira contra quem pratica o mal." - Romanos 13:1-4.
Perceba que o texto de Paulo, inspirado, fala que ir contra a autoridade implica em sofrer dela a punição pela espada e punição, e instrumentos de temor para quem não faz o bem. Então, quando países que fomentam o terrorismo e o uso de armas químicas sobrem sanções da ONU e a aprovação desta instituição para que haja espada e punição para os que não fazem o bem, segundo o texto bíblico. 

Guerras para acabar ou pelo menos diminuir drasticamente o mal, simbolizados aqui por espada e punição, têm o aval divino, pois o texto diz: "não há autoridade que não venha de Deus" e "pois é serva de Deus e agente de punição de ira contra quem pratica o mal." Portanto, nesses casos, a Lei Não Matarás nada tem a ver com isso, quando Deus usa as autoridades para matar quem desobedece as autoridades e ainda faz o mal. É Deus usando seus servos, não do ponto de vista religioso, mas do ponto de vista da autoridade, para extirpar a injustiça. Em Israel, por exemplo, havia a Lei de Deus para não matar. Mas se israelitas cometessem certos tipos de pecado, eles seriam mortos. Bastava um falso profeta, por exemplo, pregar rebeldia contra Deus e seu povo, ou contra a Palavra de Deus, e ele deveria ser morto! Por quem? Por pessoas como Pedro, que defendeu Jesus sem ser autoridade constituída? Não! Mas por pessoas com autoridade.

No contexto cristão, Deus põe como autoridade governos e organizações para que haja ordem e paz. Como Deus faz isso? Através do homem. Deus permite que nós, não importa onde e qual religião, escolhamos nossas autoridades humanas para que haja ordem e paz no mundo. Mas a mãe de todas as idiotices na arte de interpretar a Bíblia diz que a ONU é a imagem da besta do Apocalipse, que ela blasfema contra Deus por achar que pode fazer apenas o que Deus pode fazer, ou seja, trazer a paz, e ao mesmo tempo declaram que a ONU existe sob a permissão de Deus. Observe:
"As Testemunhas de Jeová encaram a Organização das Nações Unidas do mesmo modo como encaram outros organismos governamentais. Reconhecem que as Nações Unidas continuam a existir com a permissão de Deus. Em harmonia com a Bíblia, as Testemunhas de Jeová dão a todos os governos o respeito que merecem e obedecem a eles enquanto essa obediência não as faça pecar contra Deus." - A Sentinela de 1 de outubro de 1995, p. 7.
"A ONU não possui as soluções. E por que não? Porque o Dador da vida de toda a humanidade não é o dador da vida da ONU. A duração da vida desta será curta, porque, segundo o decreto de Deus, ela “há de ir para a destruição”. Os fundadores e os admiradores da ONU não têm seus nomes registrados no rolo da vida de Deus. Como poderiam homens pecaminosos, mortais, muitos deles zombando do nome de Deus, realizar por meio da ONU aquilo que Jeová Deus declarou que está prestes a realizar, não por meios humanos, mas por meio do Reino de seu Cristo? — Daniel 7:27; Revelação 11:15. A ONU, na realidade, é uma imitação blasfema do Reino messiânico de Deus, o qual é regido pelo Seu Príncipe da Paz, Jesus Cristo — de cujo domínio principesco não haverá fim. (Isaías 9:6, 7) Mesmo que a ONU conseguisse arranjar uma paz temporária, logo irromperiam de novo algumas guerras. Essa é a natureza de homens pecaminosos. “Os nomes deles não foram inscritos no rolo da vida desde a fundação do mundo.” O Reino de Jeová por Cristo não somente estabelecerá paz eterna na Terra, mas, à base do sacrifício resgatador de Jesus, ressuscitará os mortos, os justos e os injustos que estão na memória de Deus. (João 5:28, 29; Atos 24:15) Isso inclui todos os que permaneceram firmes apesar dos ataques de Satanás e seu descendente, e outros que ainda terão de mostrar-se obedientes. É óbvio que o rolo da vida de Deus nunca conterá os nomes de empedernidos adeptos de Babilônia, a Grande, nem de quaisquer que continuarem a adorar a fera." - Clímax de Revelação, pp. 248, 249.
Toda essa baboseira acima, de quinto naipe, é uma interpretação de Apocalipse 17:8, onde lemos: "A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo e irá para a perdição. Os habitantes da terra, cujos nomes não foram escritos no livro da vida desde a fundação do mundo, ficarão admirados quando virem a besta que era e já não é, mas voltará." Entendem que a besta que era e já não é ... e que voltará se referia à Liga das Nações, que desapareceu com o advento da Segunda Guerra Mundial, mas que retornou como Nações Unidas. Os TJs relacionam isso com a ferida de morte que a besta que surge do mar sofre, mas que depois sara. (Apocalipse 13:3) E por pregar a paz, coisa que apenas Deus pode trazer, então a ONU, com seus membros e países apoiadores, serão destruídos. E ainda acusam nós, cristãos, ao apoiarmos as resoluções de paz da ONU, ou avais de guerra, de estarmos adorando a fera.

É óbvio que não vamos comentar todas as bobagens que os TJs creem sobre ONU e Apocalipse, pois teríamos que escrever uma Enciclopédia aqui. Mas para finalizar este texto, teceremos alguns comentários:

1. Nós sabemos que a ONU jamais trará a paz como Deus nos dará nos novos céus e na nova terra. (2 Pedro 3:13) Mas enquanto a promessa de Deus não se cumpre, cabe ao cristão e às organizações como a ONU empenhar-se pela paz. Não é porque não conseguiremos a plena paz que nossos esforços por ela nos condenam como adoradores de besta. Não é porque a ONU tem o texto de Isaías 2:4 inscrito num muro em sua sede, onde se diz que as espadas serão transformadas em relhas de arado, e suas lanças em podadeiras, que ela está afirmando que trará a paz que apenas Deus pode trazer. A ONU apenas se inspirou na Palavra de Deus na elaboração de seus princípios. E isso é muito louvável! Não é porque um policial jamais conseguirá trazer a paz que Deus promete que não o chamaremos caso nosso lar estiver sendo invadido e percebermos que ele está atirando em nossa casa. 

2. Os TJs são ensinados por seus mentores intelectuais a serem neutros em assuntos políticos. A Bíblia não ensina isso em lugar nenhum! Deus põe as autoridades nos seus lugares para elas serem servas dele, portanto é óbvio que os filhos dele, a sua igreja, devam participar da escolha dessas autoridades, seja ela municipal ou até mundial. Não há sequer um texto na Bíblia que nos proíba votar nelas. É claro que podemos não votar em quem nos persegue, mas isto é uma opinião pessoal. Jesus disse que seu reino não era desse mundo, por isso negou-se a ser feito rei aqui na terra. (João 6:51) Mas isso era o caso de Jesus, não nosso. Jesus disse: "Vós sois daqui de baixo, eu sou lá de cima; vós sois deste mundo, eu não sou daqui.". (João 8:23) Então, devemos cuidar daqui de baixo da melhor forma possível, mesmo que jamais conseguiremos trazer os benefícios que o reino de Deus nos dará um dia, para todo o sempre.

3. A besta que é, que era e que volta é um símbolo do mal. O dragão dá poder à besta, e tudo o que a besta faz, ou tudo o que o Anticristo faz, em todas as eras, é o próprio Satanás ou Dragão agindo. Satanás, com a morte de Cristo, é descrito como que destruído, ou morto, simbolicamente (Hebreus 2:14). Durante os mil anos ele está amarrado, e depois dos mil anos retorna. Uma das cabeças dessa besta é um símbolo do próprio domínio do diabo, inconstante e sem poder nenhum sobre o Reino de Cristo. É uma imitação, uma paródia, daquele que realmente é, que era e que há de vir, o próprio Deus. (Apocalipse 1:8) E nos tempos do fim, esse Anticristo retorna como um derradeiro ganhador de almas para o inferno, que é no final dos mil anos. 

Mesmo que minhas interpretações sobre o Apocalipse estejam incorretas, pois assumo ser muito limitado em desvendar os mistérios de Deus, tenho plana certeza de que a interpretação TJ para a besta, e esta estar relacionada com a ONU, é a mais errônea que já conheci. Ela só faz sentido na mente de pessoas que acreditam num corpo de doutrinas e interpretações que já mudaram 341 vezes.

De minha parte, eu oro pela ONU. Óbvio que sei que ela NUNCA trará a paz que Deus nos dará no seu reino. Mas elogio e oro pelos esforços dela, apesar de seus erros típicos de organizações humanas, para que Deus a use como instrumento de paz no mundo. - Pr. Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

A FAMÍLIA INTERNACIONAL (OS MENINOS DE DEUS) - DENÚNCIA SOBRE A SEITA DO SEXO.