sábado, 31 de março de 2018

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ JÁ ENSINARAM JESUS COMO TODO-PODEROSO


A estratégia de Satanás e seus demônios sempre foi rebaixar a Pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Na história das TJs, desde 1870 quando o Charles Taze Russel, aos 18 anos, arvorou-se como Pr. Russell, nosso arqui-inimigo, o Diabo, destituiu Jesus de todas as prerrogativas divinas na mente de RUseell. Já mostrei em outros textos que de início Russell cria que Miguel adorava Jesus de forma relativa, ou seja, adorava a Jeová através de Jesus, mas depois Miguel passou a ser Jesus; de início, admitia-se que se podia adorar Jesus, mesmo sendo inferior a Deus-Pai.

Mas atualmente, Jesus, para essa organização, é o único "deus" no universo que não deveria ser adorado, nem pelos cristãos, nem pelos não-cristãos. E sobre Jesus ser Todo-Poderoso, conforme Apocalipse 1:4; 16:6? O Corpo Governante das TJs, sua liderança mundial, atualmente nega que Jesus seja o Todo-Poderoso, e afirma que Jesus é "Deus Poderoso" apenas. Além disso, seus seguidores apregoam: Quem confessa Jesus como Todo-Poderoso peca contra a Palavra de Deus, a Bíblia. Entretanto, em 1917, o livro The Finished Mystery (O Mistério Consumado), na página 15, publicou a seguinte explicação sobre Jesus:

The Finished Mystery, página 15, edição de 1917.
A tradução reza: "Aquele que é, e aquele que era, e aquele que há de vir, o Todo-Poderoso. - É desde Sua ressurreição que a mensagem tem saído - 'Todo o poder no ceu e naterra é dado a mim'. (Mat 28:18) Consequentemente, é apenas a partir de então que Ele poderia ser chamado de Todo-Poderoso".

Visto que as TJs ensinam que são alimentadas espiritualmente por Jeová, através do "Escravo Fiel e Discreto", de Mateus 24:45-47, onde estava o "jeová" das TJs que não revelou de 1870 a 1917, fora os anos que este ensino foi considerado correto, que Jesus não podia ser chamado de Todo-Poderoso? Será que ele estava no banheiro com o deus Baal fazendo alguma necessidade, que se esqueceu de mostrar àqueles "zelosos" Estudantes da Bíblia que não seria correto chamar Jesus de Todo-Poderoso?

É bem verdade que afirmar que Jesus tornou-se Todo-Poderoso é uma heresia, pois só um pode ser Todo-Poderoso, ou seja, o nosso Deus-Triúno. Não há outro como Ele! Todavia, eles compreendiam que se Jesus recebeu todo o poder no céu e na terra (Mateus 28:18), Jesus só podia ser Todo-Poderoso mesmo. Apenas não entendiam que Jesus era Deus, ou existia na forma de Deus (Filipenses 2:5-8), fez-se homem, deixou tudo nas mãos do Pai para esse fim, e ao ser ressuscitado recebe do Pai novamente todo o poder.

Com isso em mente, pergunto: Merece crédito o Corpo Governante das TJS? Jamais! Por isso, precisamos ajudar as TJs, na maioria das vezes, muito educadas e bem intencionadas, sinceramente enganadas, a se libertarem dessa organização de maus intérpretes das Escrituras. - Fernando Galli.

quinta-feira, 29 de março de 2018

MAÇONARIA - O RAMO DE ACÁCIA NOS FUNERAIS MAÇÔNICOS


Nos funerais maçônicos, os maçons dão volta ao redor do caixão, apanham um ramo de acácia do caixão, levam-no ao nariz e depois o devolvem no caixão. Veja o que certo dicionário sobre a Maçonaria [1] afirma sobre a acácia e o ramo dela:

Dicionário de Maçonaria, página 22.
Então, na Maçonaria, a acácia e seu ramo têm a ver com a imortalidade da alma. Todavia, de onde vem a prática de levar o ramo de acácia ao nariz?

Se lermos na Bíblia Ezequiel 8:16-18, veremos que os israelitas estavam envolvidos na adoração do deus Sol. O relato diz:
"E levou-me ao pátio interior do templo do SENHOR; e lá estavam cerca de vinte e cinco homens, à entrada do templo do SENHOR, entre o pórtico e o altar, de costas para o templo do SENHOR, e tinham o rosto virado para o oriente; e adoravam o sol, virados para o oriente. Então me disse: Viste, filho do homem? Por acaso essas práticas abomináveis que cometem aqui são pouca coisa para a casa de Judá? Depois de terem enchido a terra de violência, tornam a provocar-me à ira. Vê, eles levam o ramo ao nariz. Por isso também agirei com furor; o meu olho não poupará, nem terei piedade. Ainda que me gritem bem alto aos ouvidos, não os ouvirei."
Embora o significado exato de levar o ramo ao nariz seja obscuro, de qualquer forma está associado com a adoração falsa e, principalmente, faz parte das práticas consideradas por Yahweh como abomináveis. Tão abomináveis que o relato de Ezequiel 8:14, 15 e contexto anterior fala a respeito de adoração ao deus Tamuz, e ao preparar o leitor para o que seria exposto ou denunciado, fala-se de se ver abaminações maiores do que estas. Champlin [2] fala o seguinte sobre esta prática:

O Antigo Testamento Interpretado Versículo Por Versículo, p. 3220. Volume 5.

A pergunta que não quer calar é: Seri correto um cristão ser maçom e participar num ritual claramente pagão para simbolizar a imortalidade da alma de um falecido, sendo que um dos maçons grita alto na mente do morto: "Irmão fulano! Para a luz!"

É óbvio que é inconcebível um cristão ser maçom, muito menos se valer de práticas pagãs vivas em sua sociedade secreta. Isto seria abominação para Deus pois além de ser um resgate da prática pagã no culto ao deus Sol, é um símbolo de que o maçom, em sua imortalidade da alma, está partindo para a luz na loja celestial, conforme creem. Isto nada tem a ver com Cristianismo.- Fernando Galli.
_________________________

[1] Figueiredo, Joaquim Gervásio 33o. Dicionário de Maconaria : seus mistérios, seus ritos, sua filosofia e sua história, p. 22. Editora Pensamento.
[2] Champli, R. N. O Antigo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, p. 3220. Volume 5. 2a. Edição. São Paulo : Hagnos, 2001.

APOLOGISTA TJ FULMINADO AO REFUTAR UMA CARICATURA DA TRINDADE


A desonestidade intelectual de certo testemunha-de-jeová motivou-me a escrever uma resposta bíblica a seus esforços de mal informar seus leitores a não crerem na Trindade. Segundo ele, estamos errados em crer que o Pai, o Filho e o Espírito Santo sejam a mesma pessoa, e todo o seu artigo tenta provar que estamos errados em crer assim. Ocorre que NÃO CREMOS que o Pai, o Filho e o Espírito Santo sejam a mesma pessoa. Então, em que cremos e qual a resposta que temos para o vulgo Apologista da Verdade?

quarta-feira, 28 de março de 2018

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - ELAS ADORAVAM A JESUS DE FORMA RELATIVA (REVISADO E AMPLIADO EM 28.03.2018)

Todo perito sobre Testemunhas de Jeová reconhece que em momento algum a organização TJ ensinou que Jesus devesse ser adorado no mesmo sentido que elas adoram ao "jeová" delas. Mas sabemos também ela, desde os dias de Russell, ensinou a adoração relativa a Jesus, ou seja, adorar a Jeová através da adoração ou reverência a Jesus.

Conforme veremos a seguir, as TJ jamais afirmaram que se adorava a Jesus por se gostar muito dele, conforme alguns apologistas mentirosos afirmam na internet.

Veremos também que a organização TJ mudou várias vezes de ensino sobre se seria correto ou não adorar Jesus neste sentido de adoração relativa.

Veremos também as malandragens de seus apologistas virtuais, tentando dar a entender que elas sempre adoraram a Jesus no sentido de "dar honra" e "gostar muito dele", como na frase: Eu te adoro, meu querido Querubin". Observamemos também que não importa qual o significado de "adorar" que os TJs queiram dar quando afirmavam que adoravam Jesus, o que nos interessa é provar suas constantes mudanças sobre se seria correto ou não adorar a Jesus.

terça-feira, 27 de março de 2018

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - COMO AINDA ENSINAM A TRATAR DESASSOCIADOS


Lamentavelmente, toda a semana recebo ligações de ex-TJs, desassociadas ou dissociadas da STV (Sociedade Torre de Vigia), que reclamam pela forma como seus parentes desta organização sectária os tratam. Embora em artigos passados já expusemos o ostracismo praticado pela STV, faremos uma atualização de textos extraídos da literatura TJ, provando que nada mudou. Na verdade, piorou! Observe:
PROVA 1 - "A desassociação é outra forma de disciplina de Jeová. Ela protege a congregação de má influência e pode ajudar na recuperação do pecador. (1 Cor. 5:6, 7, 11) Roberto ficou desassociado por quase 16 anos. Nesse período, seus pais e irmãos seguiram firme e lealmente a orientação da Palavra de Deus de parar de ter convivência com transgressores, nem mesmo os cumprimentando. Roberto foi readmitido há alguns anos e está progredindo bem espiritualmente. Quando lhe perguntaram o que o motivou a voltar para Jeová e seu povo depois de tanto tempo, ele respondeu que o modo como sua família agiu o influenciou muito. “Se minha família tivesse tido nem que fosse um mínimo de contato comigo, por exemplo, apenas para ver como eu estava, isso teria me deixado satisfeito. Não teria contribuído para que meu desejo de estar com eles me motivasse a voltar para Deus.”" - A Sentinela 15 de junho de 2013, p. 28.
RESPOSTA CRISTÃ - Usar 1 Coríntios 5:6, 7, 11 para justificar não ter contato com a pessoa da própria família é um disparate, uma farsa religiosa típica de um movimento considerado na Rússia como extremistas. Paulo pede para expulsar um imoral do meio da Igreja porque ele de dizia irmão, como se tudo estive bem, mas tinha relações sexuais com a mulher de seu próprio pai. Paulo diz para os cristãos em Corínto não se associar com imorais, avarentos, etc. Mas isto é no contexto de IGREJA, não família! Não há nada no texto onde se afirme que as famílias, ou os pais de uma pessoa devidamente disciplinada, não possam conversar com ela. Por isso, na Parábola do Filho Pródigo, o pai recebe o filho de braços abertos, quando ele se arrepende. Nada no texto diz que o pai esperou muitos meses ou um ano, como faz a organização TJ, para receber o filho no convívio da família. - Lucas 15:11-32.

Outro absurdo é: O que deve motivar uma pessoa excluída do rol de membros de uma igreja cristã a retornar nos caminhos do Senhor? Na Parábola do filho pródigo, encontramos a resposta. O filho promete a si mesmo:  "Vou me levantar, irei até meu pai e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti." (Lucas 15:18) Foi o genuíno arrependimento e a humildade! Quando um cristão se arrepende de verdade, ele não o faz por temer ou não suportar mais as consequências presentes ou futuras. Ele simplesmente afirma: Pequei! Faz como Davi, ao se arrepender. (2 Samuel 12:13) São entristecidos segundo a vontade de Deus, para que se arrependam, "pois a tristeza segundo a vontade de Deus produz arrependimento". (2 Coríntios 7:9, 10) Mas aqueles que agem como Judas sentem remorso. Eles não voltam para a organização a que pertenciam não porque estão arrependidos, nem porque Deus os entristeceu, mas porque a disciplina se tornou insuportável. Não foi amor a Deus, mas uma fuga da situação imposta pelo movimento. Por isso, o sectário acima afirmou que se a família TJ dele tivesse tido algum contato com ele, ele não teria buscado a voltar para Deus. Então, voltar para Deus dependia de a família dele conversar com ele ou não. E como fui TJ quase 17 anos, afirmo: Todos, todos, todos os TJs retornam para fugir das consequências da desassociação. Eu disse TODOS! Mesmo que alguns afirmem que voltaram para o movimento, porque quiseram ter o favor de Jeová, na verdade, conforme se deixou vazar no texto TJ acima, são as consequências da desassociação ou dissociação que movem a pessoa a se "arrepender". 

Com isso em mente, veja outros textos onde pais ou filhos TJs são impedidos pela STV TJ de conversarem ou terem contatos uns com os outros quando uma das partes é desassociada:
PROVA 2 - "Veja o caso de uma irmã cujo filho adulto durante certo período amava a Jeová. Mais tarde, porém, sem arrependimento ele escolheu levar uma vida de pecado. Assim, foi desassociado da congregação. A nossa irmã amava a Jeová, mas amava também o filho, e achava extremamente difícil obedecer à ordem bíblica de evitar a associação com ele. Que conselho você daria a essa irmã? Um ancião ajudou-a a ver que Jeová entendia a sua dor. O irmão sugeriu que ela pensasse na dor que Jeová deve ter sentido quando alguns de seus filhos angélicos se rebelaram. Raciocinou com ela que, embora saiba como essa situação pode ser sofrida, Jeová requer que pecadores não arrependidos sejam desassociados. Ela aceitou de coração os lembretes e apoiou lealmente a desassociação. Essa lealdade alegra o coração de Jeová. — Pro. 27:11." - A Sentinela 15 de fevereiro de 2011, pp. 31, 32.
RESPOSTA CRISTÃ - A tolice desse movimento ao interpretar a Bíblia é ridícula! Afirmam no texto acima, entre linhas, que assim como a Bíblia não registra contatos e conversas de anjos fiéis com anjos expulsos dos céus, assim também aquela mãe deveria evitar contatos com seu filho desassociado. Que pena! Pois comparar seres angelicais caídos, os quais jamais se arrependerão, e já estão condenados, com pessoas que são disciplinadas por má conduta, mas podem ser ajudadas pelo amor e atenção da própria mãe - sim, isso é de uma burrice interpretativa incomparável! 

É tão absurda essa política de desassociação que eu gostaria de inserir uma informação valiosa aqui. Imagine que um filho TJ aos seus 20 anos, já casado e morando num outro lar, estivesse em coma num hospital precisando de transfusão de sangue, e seus pais TJs, em acordo com os médicos, decidissem doar sangue para seu filho. Daí, esse filho sai do coma e depois de receber alta do hospital, ouve de seus pais: "Nós ajudamos a salvar a sua vida com uma transfusão de sangue! Doamos sangue para você. Nós entendemos que Jeová não proíbe transfusões de sangue." Então, esse filho, por ser fiel à organização TJ, denuncia seus pais para os anciãos. Você sabe o que acontecerá com esses pais? Eles serão expulsos dali, e o filho deles não poderá mais manter contato com seus pais, a menos que um assunto de máxima urgência justifique esse contato. Veja as provas disso abaixo:
PROVA 3 - "Coerente com esse entendimento da questão, a partir de 1961, quem quer que desconsiderasse esse requisito divino, aceitando transfusão de sangue, e manifestasse uma atitude impenitente seria desassociado da congregação das Testemunhas de Jeová." - Proclamadores do Reino, p. 183.
PROVA 4 - "Depois de ouvir um discurso numa assembléia de circuito, um irmão e sua irmã carnal se deram conta de que precisavam mudar o modo como tratavam a mãe, que morava em outro lugar e havia sido desassociada seis anos antes. Logo depois da assembléia, o irmão ligou para a mãe e, depois de reafirmar seu amor por ela, explicou que não falaria mais com ela, a não ser que um assunto familiar importante exigisse esse contato." - Nosso Ministério do Reino, Agosto de 2002, p. 4.
RESPOSTA CRISTÃ - Embora o caso acima seja fictício, se tivesse de fato ocorrido, e os pais não se arrependessem de ter doado sangue a seu filho, eles realmente seriam desassociados e seu filho, salvo pelos pais, se fossem fiel ao "jeová-TJ" e à "religião TJ", não poderia ter contato com eles até a sua readmissão.

Como conclusão, peço aos que lerem essa matéria que não a guardem como tesouro escondido. As pessoas precisam saber desse tratamento desumano praticado pelas TJs. Não se trata de pregar o ódio religioso, pois isso seria pecado da mesma forma como não salvar a vida de alguém com o sangue. Mas precisamos avisar a todos: A organização TJ age assim quando alguém sai, ou por viver em pecado, ou por meramente discordar dos ensinos e, desejar, por exemplo, ser de outra religião. Por isso, espalhem esse texto. Ajudará em muito a que mais e mais pessoas que iniciaram um estudo com os asseclas do Corpo Governante, abandonem essa religião e venham a conhecer uma igreja cristã e o próprio Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Eu afirmo com muita alegria: Sinto-me um privilegiado por Deus ao ter sido liberto por Ele dessa organização de ensinos aberrantes como os mencionados acima. 

É importante também o meu testemunho. Já me emocionei com muitos relatos de TJs, como o de pais ex-TJs me ligarem alegando abandono de filhos TJs; de uma avó que discordou amigavelmente da organização TJ e foi ser batista, e ouviu de seu neto querido de onze anos: "Só visitaremos a vovó quando a senhora retornar a Jeová"; de uma filha desassociada em prantos que ao visitar sua mãe num domingo, ouviu: "Filha, você não pode mais entrar aqui em casa, a menos que retorne a Jeová"; e do marido ex-TJ que ouviu da esposa: "Você não tem mais autorização de Jeová para ensinar a Bíblia para nossos filhos, muito menos para mim. Não serei obrigada a tolerar isso de você!"

Aos ex-TJs que me ligam, ou até me adicionam no ZAP (16 99454-3942), saibam que vocês são amados pelo Deus da Bíblia, e que estou à disposição de vocês para ajudá-los dentro de minhas possibilidades. Quero ajudá-los biblicamente, e apresentar a vocês o Deus que conheci. Atualmente sou pastor cristão, e declaro já ter ajudado mais de 200 TJs a saírem dessa "religião", e a todas elas preguei Cristo para elas, sendo que algumas dele afirmaram ter se convertido a Jesus. - Pr. Fernando Galli.

terça-feira, 20 de março de 2018

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - AGORA SÃO 341 MUDANÇAS DE ENSINOS!


Queremos informar com efusão de espírito que temos mais duas grandes ajudas em nosso ministério cristão apologético. Dois anciãos TJs da Sede Mundial TJ nos EUA, que já discordam dos ensinos TJs e inclusive creem na Trindade, juntamente com suas esposas, estão nos ajudando com muitas pesquisas. Eles me garantiram que são muito mais de 336 mudanças de ensinos TJs. Como eles estão revisando os cálculos e estamos trocando informações, descobrimos mais cinco mudanças de ensinos que não havíamos contabilizado. Nunca nenhum apologista aqui no Brasil havia descoberto essas mudanças ou pelo menos comentado. Observe:

Quem compõe o Corpo de Cristo de 1 Coríntios 12:27 e Efésios 4:11, 12

1a. LUZ - O CORPO DE CRISTO É A IGREJA, COMO UM TODO, QUE VAI REINAR COM CRISTO - "Os membros do corpo de Cristo, a Igreja, são também designados como seguidores de seus passos; e como tais eles são chamados a sofrer com ele para que eles possam reinar com ele." - A Harpa de Deus, p. 189.


2a. LUZ - O CORPO DE CRISTO SÃO APENAS OS 144 MIL - "Por ‘se pertencerem uns aos outros’, os membros do Israel espiritual — o “corpo do Cristo” — falam a verdade uns com os outros e cooperam plenamente entre si. Cada um realmente pertence a todos os outros." - A Sentinela 15 de novembro de 2002, p. 9.

RESPOSTA CRISTÃ - Acima vimos que depois do primeiro ensino, houve uma mudança de ensino.

A primeira luz era a correta, de acordo com a Bíblia. Em momento algum a Bíblia ensina que apenas os 144 mil (Israel espiritual para os TJs), ou um grupo menor de adeptos do Cristianismo, compõem o Corpo de Cristo, e que o grupo maior, a Grande Multidão, não faça parte do Corpo de Cristo, mas apenas colabore com ele. Esta segunda luz é uma heresia, e das bravas!

Quando ocorreria na era moderna o derramamento 
do espírito santo, predito por Joel 2:28-32?

1a. LUZ - O DERRAMAMENTO MODERNO DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS OCORRERÁ NO TEMPO DEVIDO DE DEUS. SEM DATA DEFINIDA - "mas no tempo de Deus, ele derramará seu espírito sobre toda a humanidade, para que todos pode entender o seu maravilhoso plano. Joel 2: 28,29." - A  Harpa de Deus, pp. 189, 190.



2a. LUZ - O DERRAMAMENTO MODERNO DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS OCORREU EM 1918, NÃO PARA TODA A HUMANIDADE, MAS PARA UMA CLASSE ESPECÍFICA DE CRISTÃOS - "Esta profecia mostra uma explosão ou derramamento do espírito de Deus sobre uma classe para um propósito específico. Ele teve uma realização em miniatura no Pentecostes e é completamente cumprido depois que o Senhor vem ao templo em 1918". - Profecia, 1929 p. 194.

Profecia, p. 194. Publicado por J. F. Rutherford.
3a. LUZ - O DERRAMAMENTO MODERNO DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS OCORREU NÃO EM 1918, MAS EM 1922 - "A evidência é forte que o derramamento do espírito santo segundo a profecia ocorreu em 1922. (Atos 2:18; Joel 2: 28, 29)" - Luz, 1930, Vol. 2, p. 230.

Luz, Vol. 2, p. 230.
4a. LUZ - O DERRAMAMENTO MODERNO DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS COMEÇOU DESDE 1914 - "Todavia, para completar o paralelo em todos os seus aspectos, também tem havido um derramamento do espírito santo de unção sobre “toda sorte de carne”, nos nossos “últimos dias”? (Atos 2:16-19) Não hesitamos em dizer que tem havido um cumprimento notável de Joel 2:28, 29, desde o ano de 1914, que abalou o mundo." - A Sentinela 15 de maio de 1981, p. 29.

5a. LUZO DERRAMAMENTO MODERNO DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS OCORREU EM 1919 - "Por volta de 1918, sua pregação havia praticamente parado. Ainda assim, isso não durou muito. A partir de 1919, Jeová começou a derramar seu espírito sobre o seu povo dum modo que fazia lembrar o Pentecostes de 33 EC." - A Sentinela 1 de maio de 1998, p. 14.

RESPOSTA CRISTÃ - Acima vimos, então, depois da primeira luz, QUATRO mudanças de ensinos sobre o "espírito santo TJ".

Para nós, cristãos, a profecia de Joel 2:28, 29 cumpriu-se no Pentecostes de Atos 2. E desde então, todo cristão tem sido batizado com o Espírito Santo no momento de sua conversão, que é o mesmo que nascer do Espírito (1 Coríntios 12:13; João 3:3-6) Alguns cristãos piedosos admitem um cumprimento maior dessa profecia, quando no tempo do fim, os cristãos recebem um renovo do Espírito Santo com seus dons. Mesmo que cristãos tenham pontos de vista diferentes sobre o assunto, a Igreja de Cristo tem a liberdade de expressá-los, e somos instados a mesmo assim ser um só povo cristão. Mas um grupo religioso, que se diz dirigido pelo Espírito Santo de Jeová, obrigar seus fieis a engolir uma interpretação que mudou quatro vezes sobre quando o Espírito Santo foi derramado é um grande contrassenso. Ou seja, nem o "espírito santo TJ" sabe quando ele foi derramado. Isso parece até piada. E de mau gosto ainda!

Portanto, tomemos cuidado sobre como os TJs se apresentam com o papo de serem guiados como organização pelo "espírito do jeová-TJ". Precisamos, é óbvio, respeitar a liberdade religiosa dos TJs, mesmo porque são pessoas muito especiais, honestas, esforçadas para a ganhar a salvação por obras e fé, extremamente obedientes à sua liderança mundial. Mas não podemos ficar calados diante de seus erros religiosos. - Pr. Fernando Galli.

domingo, 18 de março de 2018

MAÇONARIA E SEU DEUS GENÉRICO


Se há um assunto que chama atenção do crente em nossas igrejas é a tal Maçonaria possuir membros batizados e com cargos até de pastores nas igrejas evangélicas. Seria correto ou não um cristão ser maçom? Esperamos que cada matéria aqui postada sobre a Maçonaria lhe ajude a crer que não!

G.A.D.U. - Grande Arquiteto do Universo

A Bíblia diz que para nós há um só Deus, o Pai, e um só Senhor, Jesus Cristo. (1 Coríntios 8:5, 6) Também, a Palavra de Deus nos ensina sobre o Espírito Santo de Deus, junto ao Pai e ao Filho, sendo estas Três Pessoas o nosso único Deus. Os cristãos conhecedores da doutrina enaltecem, onde estejam, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, e jamais deixariam de falar neles, pois cada uma das Pessoas da Trindade exerce em nossas vidas um papel maravilhoso. Então, o Deus da Bíblia nos ensina que Deus exaltou a Jesus de tal maneira que Ele possui o nome acima de todo nome. (Filipenses 2:9-11) Você não se sente feliz, meu irmão em Cristo, em falar desse nome em todo o lugar que você vá?

Por outro lado, o deus da Maçonaria tem um título conhecido como G.A.D.U., ou o Grande Arquiteto do Universo. Quem é esse deus, e como a Maçonaria o encara? Observe como um dos Dicionários escritos por maçons define o deus deles:
"Deus - Ser Supremo em que se alicerçam todas as religiões, e cuja denominação varia em cada povo, seita e instituição. A Maçonaria o designa sob o sugestivo título de O Grande Arquiteto do Universo, O Grande Geômetra e O Altíssimo." - Dicionário de Maçonaria, página 117, Editora Pensamento, Joaquim Gervásio de Figueiredo 30.o.
Quando conversamos com um maçom, que professa ser cristão evangélico, afirma ele que o Deus dele no Cristianismo é o mesmo deus na Maçonaria. Mas quando o pressionamos com perguntas mais contundentes, do tipo "o deus da Maçonaria" é Jesus?", então ouvimos a clássica resposta:
"Na Maçonaria, não mencionamos o nome Jesus, para não constranger aqueles maçons que não são cristãos, como o judeus, os budistas, e assim por diante." 
De fato, a maioria dos ex-maçons falam que na loja a que pertenciam, durante suas reuniões, não se podia fazer alusão ao nome Jesus. Por quê? Ex-maçons e hoje realmente convertidos ao nome de Jesus são unânimes em confessar: A Maçonaria prega um deus genérico, que visa se adequar e respeitar toda forma de crença. Mas será que o Deus Verdadeiro é assim? O que mostram as Escrituras? Para respondermos a essas perguntas, analisaremos biblicamente juntos a definição acima de "deus", conforme a Maçonaria.

"Deus - Ser Supremo em que se alicerçam todas as religiões". O Budismo se alicerça em muitíssimos deuses, inclusive em Buda. O judaísmo em Yahvéh, mas apenas como um único ser pessoal. O Espiritismo Kardecista e suas ramificações se alicerçam num deus não triúno como o da Bíblia, e seus escritores dizem que Jesus não é Deus, e que o Espírito Santo é, na verdade, todo espírito santo que, após sucessivas reencarnações, se tornou puro. Assim, se maçons budistas, judeus, espíritas e "cristãos" se reunissem para falar sobre o seu Deus, a que conclusão chegariam? Que todos eles têm o mesmo deus? Assim, perguntamos aos maçons, principalmente aos que estão entre nós:
Como Jesus encara, e como sua consciência se sente, em saber que ali, no templo maçom, durante as reuniões deles, você não pode falar do nome que está acima de todo nome, mas apenas usar G.A.D.U. ou simplesmente DEUS?
Sem dúvida, as religiões dizem estar alicerçadas no Deus Supremo, mas o cristão não deveria crer que o Deus Supremo é o Deus de todas as religiões, e que seja adorado por elas. A Bíblia diz: "Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro e eu sou o último, e além de mim não há Deus." (Isaías 44:6) Você que é maçom e está entre os cristãos, esqueça por um instante as conveniências e benefícios materiais trazidas pela Maçonaria e responda:
Você tem certeza absoluta, pelo conhecimento que adquiriu da Bíblia, de que o Deus - Pai, Filho e Espírito Santo - ouve as orações que os maçons fazem durante suas reuniões, principalmente quando sua loja o invoca? Você faz as mesmas orações que eles?
Você tem certeza absoluta de que Jesus está ali presente quando oram a G.A.D.U.? O Deus a quem a Maçonaria invoca é o mesmo de Isaías 44:6, o primeiro e o último?
Jesus disse:
"Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles." (Mateus 18:20)
Ao invocar o deus G.A.D.U., os maçons o fazem em nome de quem?

"e cuja denominação varia em cada povo, seita e instituição." - Que realmente as religiões denominam Deus de modos variados, não há dúvida. Mas, para o Cristianismo, a única religião verdadeira, qual a denominação de Deus? Dentro do que podemos conceber, baseados na Palavra de Deus, a Bíblia, Deus não seria apenas o Grande Arquiteto do Universo, ou Criador, mas o Salvador, em Cristo Jesus. Crêem os maçons, e ensinam isso em seus lojas, nos seus temploes, que Jesus seja o Salvador, e que morreu por todos? (João3:16) De quem nesses encontros os maçons falam mais: do seu padroeiro São João Batista ou de Jesus Cristo?

Os Maçons costumam dizer que a Maçonaria também não se aprofunda em falar de Jesus, porque nãó é uma religião. Mas então por que ela fala num deus G.A.D.U.? É incoerente. Em outros artigos provaremos que a maçonaria é sim uma religião, ou seita. É, no mínimo, curioso que a maioria dos dicionários maçons definam as palavras "Deus", "Jeová", "Espírito Santo", mas Jesus Cristo jamais é definido. Mas perguntamos aos maçons que se consideram cristãos evangélicos:

Qual a sua definição cristã sobre Deus? Se sente bem em estar numa loja maçônica que lhe proíbe falar sobre Jesus?

"A Maçonaria o designa sob o sugestivo título de O Grande Arquiteto do Universo, O Grande Geômetra e O Altíssimo." Uma definição precisa ou genérica de Deus? Bem genérica! Onde entra Jesus nessa definição? Jesus disse: “Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.” (Mateus 12:30) Será, então, que o deus da Maçonaria é o Deus da Bíblia? Impossível.

Lamentamos muito haver maçons no meio evangélico. Entre nós, dizem adorar a Jesus, mas nos templos e em suas lojas maçônicas adoram a quem?

Sabemos que no meio de nossas igrejas cristãs existem pastores, diáconos, presbíteros, obreiros, e membros em geral filiados à maçonaria. Esta matéria não visa ofendê-los pessoalmente, embora, para nós, a Maçonaria jamais teve a aprovação de Deus. Se você tem um pai ou é esposa de alguém que foi convidado a ser maçom, diga a ele que você rejeita essa proposta, que não aceitaria ter um pai ou esposo maçom. Faça isso para o bem espiritual dele. - Fernando Galli.

sábado, 17 de março de 2018

PORNOGRAFIA - UM MEIO PERFEITO PARA DESANIMAR O CRENTE

Ultimamente, tenho gasto um tempo com reflexões sobre o crente e sua relação pessoal com Deus. Muitos dos que se sentem fracos na fé não se dão conta da importância de retomar o caminhar com Deus. Precisam ser feitos fortes na fé. Embora peçam o tal de "renovo" espiritual, vivem a esperar por Deus fazer por eles que poderiam já estar praticando. Então, pense num crente (ou "crente") que assiste a filmes pornográficos. Ele compactua o que vê, pois reage com prazer àquela porcaria. Através desses filmes, o esposo ou a esposa cometem adultério no coração, por imaginarem-se com outra pessoa. (Mateus 5:28) O esposo preferirá masturbar-se a satisfazer as necessidades e vontades sexuais da esposa. Os filhos crescerão viciados nestes filmes e na prática da masturbação. Tais sofrem as consequências da escravidão sexual, em vez de uma luta contra a tentação sexual. Há diferença? O Dr. STREET comenta:

COMO JESUS NOS AJUDA A LIMPAR O NOME DO SERASA E SPC?



"Mais vale o bom nome do que as muitas riquezas" (Provérbios 22:1) O que significa, nesse texto, a expressão "o bom nome"? R. N. CHAMPLIN comenta que o bom nome tem a ver com a natureza da pessoa e que ela não pode ser hipócrita. - O Antigo Testamento Interpretado Versículo Por Versículo, página 2647. Volume 4. Editora HAGNOS. 

Nome tem a ver com fama, reputação e imagem que os outros fazem da pessoa. Como cristãos, precisamos mostrar que o nosso nome está à altura do nome de Jesus. (Efésios 4:1) Junto com a nossa reputação está o nosso nome pessoal. Muitos cristãos têm boa fama na vizinhança, entre os amigos, na família, mas possuem seus nomes no SCPC e SERASA, que são servços de proteção ao crédito; uns porque administraram mal o seu dinheiro; outros porque imprevistos lhe sobrevieram, pois a Bíblia diz: "Porém tudo depende do tempo e do acaso". (Eclesiastes 9:11) Uns estão com seus nomes "sujos" por malandragem; outros por terem problemas com compulsão em comprar.

Como o cristão sincero e temente a Deus reage quando seu nome fica "sujo"? Ele fará de tudo para pagar as dívidas. Ouve-se de cristãos frases do tipo: "Depois de 5 anos, caduca"; "Deus proverá!"; "Preciso repreender o Diabo! Ele que me causou isso!"; "Deus, em nome de Jesus, eu determino que meus credores me perdoem". O cristão honesto não deveria agir assim. Mas e se ele não tiver como pagar? Deus entenderá o assunto, mas o cristão procurará seus credores para explicar a situação.

Outro ponto importante: Pode ser que o cristão não possa pagar a dívida, mas e se ele tiver bens que possam ser vendidos para limpar o seu nome? Não ensina a Bíblia que um bom nome vale mais do que riquezas?

E se alguem dissesse: "Não me diga que o seu Jesus vai me tirar do SCPC e do SERASA?" Então, poderíamos responder:
"Amigo, quando Jesus falava sobre ter em mente o real desafio de segui-lo, ele disse: "Se um de vocês quer construir uma torre, primeiro senta e calcula quanto vai custar, para ver se o dinheiro dá." (Lucas 14:28, Nova Tradução na Linguagem de Hoje) Portanto, se você já tivesse conhecido a Jesus e obedecido a suas palavras, seu nome estaria sujo?" Se você fosse levar a sério as palavras de Jesus, jamais, não é mesmo?"
Não estou criticando pessoas com seus nomes sujos. Mas em muitos casos isso se dá por irresponsabilidade. Vemos essa mesma irresponsabilidade quando cristãos, ao fazerem suas compras, mesmo sem dinheiro, afirmam: "Fui pela fé!" Mas será que Deus é o responsável por casos assim ou é obrigado a cobrir nossos rombos financeiros? Evidentemente que não! Portanto, da próxima vez que pretendermos comprar algo, oremos a Deus e perguntemos: Deus, em nome de Jesus, o SENHOR assina em baixo o que vou comprar?"

Nnão significa necessariamente que não possamos parcelar o valor total caso não tenhamos o valor à vista, mas a pessoa prudente analisará os riscos com oração. Perguntemo-nos: O dinheiro que entrará é certo? Se eu fosse demitido após a compra conseguiria pagar com tranquilidade? E principalmente: Não seria melhor economizar e comprar à vista com desconto?

Se seu nome está sujo, peça para irmãos experientes ajuda para por em prática o princípio de Lucas 14:28. Este princípio é tão bom que não só nos ajuda a manter o nome limpo, como também a limpar o nome sujo. Como disse certa irmã: "A melhor quebra de maldição que já fiz foi quebrar meu cartão de crédito". Ou seja, "se o teu cartão te faz tropeçar, quebre-o." - Fernando Galli.

MAÇONARIA - HERESIAS DO GRAU 33 DO RITO ESCOCÊS


Aos meus queridos pastores e diáconos maçons, vulgos cristãos, bem como membros comuns, enganados pelo poder das trevas. Vocês ousaram pela curiosidade adentrar numa ordem satânica, ritualisticamente mística e sincrética. A luz de Jesus Cristo não lhes foi suficiente para tirá-los das trevas, mas vocês precisaram bebericar em algo a mais para saírem das trevas para a luz. Então, vamos aos fatos, extraídos dos livros secretos de vocês:

MORMONISMO - A BÍBLIA FOI TODA ALTERADA?


Orson Pratt foi um dos líderes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (SUD), ou mormonismo. Nasceu em Hartford, Nova York, EUA, aos 19 de setembro de 1811 e faleceu aos 3 de outubro de 1881. Fez parte do primeiro Quorum de Doze Apóstolos da Igreja SUD.

.
Como sabemos, os mórmons usam o Livro de Mórmon, como um outro evangelho de Jesus Cristo. Mesmo assim, muitos deles usam a Bíblia dos cristãos para tentar defender os ensinos de seu profeta-mor, Joseph Smith Jr. Além disso, usam nossa Bíblia para dar a aparência de que eles são cristãos. Mas como os mórmons, na verdade, encaram a Bíblia?
.
Discutindo a declaração de Orson Pratt
.
Todas as vezes que abordo os mórmons, sempre com muito respeito, pergunto: Como vocês encaram a Bíblia? Quase todos eles dizem: "Nós gostamos da Bíblia." Outros respondem perguntando: "Bíblia? Você então deve gostar de ler a Bíblia?" O Livro de Mórmon afirma:

"O livro de Mórmon é um volume de escrituras sagradas comparável à Bíblia." - O Livro de Mórmon, 1995, Introdução, página V.
.
Mas o que Orson Pratt, tido como membro do original grupo de Doze Apóstolos, disse sobre a Bíblia?
.
"Os manuscritos hebraicos e gregos da Bíblia, dos quais as traduções foram feitas, estão evidentemente muito alterados. [...] Essa incerteza, combinada às imperfeições dos tradutores não inspirados, resulta a Bíblia em todos os idiomas, na atualidade, enfatizamente as palavras de homens, em vez de pura Palavra de Deus." - Orson Pratt, A Series of Panphlets, 1851, páginas 70, 71..

"Quem, em seu juízo perfeito, poderia, por um só momento, supor que a Bíblia em sua forma atual seja um guia perfeito? Quem sabe se ao menos um versículo escapou de corrupção?" - Orson Pratt, Divine Authenticity of the Book of Mormon, página 47.
.
Quando mostramos essas citações aos mórmons mais experientes e dizemos que Orson Pratt é o autor delas, e então perguntamos se ele tinha razão ao considerar a Bíblia como muito ou totalmente alterada, eles são obrigados a admitir que Orson Pratt falou a verdade, pois os mórmons jamais discordam do que afirmam qualquer um de seus Doze Apóstolos. Mas a pergunta é: Quais são as provas que eles teriam de que a Bíblia está muito alterada e que talvez nenhum versículo da Bíblia tenha sobrevivido à corrupção? Evidentemente, nenhuma prova é apresentada.
.
Todavia, Orson Pratt e os mórmons de hoje devem ser questionados com palavras temperadas com sal (Colossenses 4:6), pois precisamos evangelizá-los. A verdade é que nós temos provas de que desde a primeira edição do Livro de Mórmon até a atual, 3913 alterações foram feitas. Pode um livro inspirado por Deus, comparável a Bíblia, mudar tanto? Bem, se fosse inspirado não deveria mudar nenhuma vez. A Verdade jamais pode mudar. Mesmo com tantas mudanças, os mórmons creem nas seguintes palavras:

"Declarei aos irmãos que o livro de Mórmon era o mais correto de todos os livros da terra, e a pedra angular da nossa religião." - Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, página 178.

Vejamos se é tão correto assim. Evidentemente, não temos espaço e tempo para mostrar as 3913 mudanças, mas daremos poucos exemplos.
.

Portanto, o Livro de Mórmon tem mudanças. Essas 3913 mudanças forma denunciadas num livro escrito por ex-mórmons, chamados Jerald and Sandra Tanner. Nos casos acima, essas mudanças dão um significado diferente ao texto, e as três primeiras chegam a alterar até a doutrina mórmon sobre a pessoa de Deus. Com essas pequenas provas, cai por terra a afirmação de que o Livro de Mórmon é omais correto de todos os livros. Mas e quanto às declarações de Orson pratt? Bem, se os mórmons acham que todos os versículos da Bíblia foram corrompidos, então deverão explicar por que há tantos versículos no Livro de Mórmon idênticos aos da Bíblia. Veja como isso é verdade:
.
Bíblia - "O Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como uma pomba". - Lucas 3:22.
Livro de Mórmon - "O Espírito Santo desceu do céu e permaneceu sobre ele na forma de pomba." - 1 Nefi 11:27.
.
Bíblia - "tendo testificado que este é o Filho de Deus". - João 1:34.
Livro de Mórmon - "tendo testificado que ele é o Filho de Deus." - 1 Nefi 11:7.
.
Bíblia - "no poder do Espírito Santo". - Romanos 15:13.
Livro de Mórmon - "pelo poder do Espírito Santo." - 1 Nefi 10:17.
.
Bíblia - "o mesmo ontem, e hoje, e eternamente." - Hebreus 13:8.
Livro de Mórmon - "o mesmo ontem, hoje, e sempre." - 1 Nefi 10:18.
.
Bíblia - "muitos prmeiros serão derradeiros, e muitos derradeiros serão primeiros." - Mateus 19:30.
Livro de Mórmon - "muitos derradeiros serão primeiros, e muitos primeiros serão derradeiros." - 1 Nefi 10:18.
.
Bíblia - "perturbar os retos caminhos do Senhor". - Atos 13:10.
Livro de Mórmon - "perturbar os retos caminhos do Senhor." - 1 Nefi 13:27.
.
Bíblia - "as branquearam no sangue do Cordeiro." - Apocalipse 7:14.
Livro de Mórmon - "branquearam no sangue do Cordeiro." - 1 Nefi 2:11.
.
Bíblia - "sangue, fogo, e vapor de fumaça". - Atos 2:19.
Livro de Mórmon - "sangue, fogo e vapor de fumaça." - 1 Nefi 22:18.
.
Bíblia - "este Melquisedeque...a quem também Abraão deu o dízimo de tudo." - Hebreus 7:1, 2.
Livro de Mórmon - "este mesmo Melquisedeque a quem Abraão pagou...o dízimo de tudo." - Alma 13:15.
.
Bíblia - "e ouviu palavras inefáveis, de que ao homem não é lícito falar." - 2 Coríntios 12:4.
Livro de Mórmon - "e ouviu coisas inefáveis, de que ao homem não é lícito escrever". - 3 Nefi 26:18.
.
Bíblia - "A caridade é sofredora, é benigna; a caridade não é invejosa...não se ensoberbece...não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." - 1 Coríntios 13:4-7.
Livro de Mórmon - "A caridade é sofredora, é benigna; a caridade não é invejosa...não se ensoberbece...não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." Moroni 7:45.

Conclusão

Ao evangelizar os mórmons, convide-os para raciocinarem sobre isso. Orson Pratt equivocou-se ao achar que os 31.173 versículos da Bíblia foram alterados. Jamais ele pôde provar isso. Todavia, você e sua igreja poderão convencer aqueles mórmons que, sinceramente enganados, contradizem as Escrituras Sagradas, a Bíblia, por crer que ela seja completamente alterada. - Fernando Galli,

Créditos - Foto de Orson Pratt - http://en.wikipedia.org/wiki/Orson_Pratt

ADQUIRA O LIVRO CONSPIRAÇÃO ADVENTISTA

Ficha Técnica: 172 páginas, 14cm x 21 cm.

Sinopse: Discute as principais crenças adventistas e prova que a trindade adventista não é tão cristã e ortodoxa quanto parece.

Preço: 25,00 Reais com Envio Incluso.

Como Adquirir: Ligue para 16 3392-7212 para anotar a bancária para fazer o depósito. Assim que o confirmarmos, enviaremos para você.


O ESPÍRITO SANTO - QUEM É ELE


Antes de Jesus morrer por nós, Ele prometeu enviar o Espírito da Verdade, o Consolador, aos seus discípulos.

"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós." - João 14:16, 17.

Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito." - João 14:26.

Sua promessa se cumpriu em Pentecostes, no ano 33 d.C., quando o Espírito Santo foi derramado aos cerca de cento e vinte discípulos, em Jerusalém. (Atos 2:1-4) Este Espírito Santo é uma das Pessoas da Trindade Divina. O mesmo Espírito que pairava por sobre as águas na criação da vida na terra, o mesmo que criou os céus e a terra junto com o Pai e o Filho, o mesmo que criou o homem. (Gênesis 1:1, 2, 26) E foi o Espírito Santo quem:

"aplicou a obra redentora de Jesus Cristo à criatura de Deus, tornando dessa forma real a salvação". - Erickson, Millard J., Introdução à Teologia Sistemática, página 344, Editora Vida Nova, 2005.

Foi Ele também quem inspirou a escrita da Palavra de Deus. (2 Pedro 1:21) E desde Pentecostes do ano 33 até hoje o Espírito Santo de Deus tem sido a Pessoa específica por meio de quem o Deus Triúno tem agido na vida dos cristãos. Wayne Gruden, téologo respeitadíssimo nomeio cristão, escreve:.

"De que maneiras específicas o Espírito Santo traz a bênção de Deus? Podemos distinguir quatro aspectos da obra do Espírito Santo para fornecer evidências da presença de Deus e abençoar: (1) o Espírito Santo dá poder; (2) o Espírito Santo purifica; (3) O Espírito Santo revela; (4) o Espírito Santo unifica." - Grudem, Wayne, Teologia Sistemática Atual e Exaustiva, página 531, 1a. Edição de 1999, reimpressão 2005, Editora Vida Nova.

Tem permitido, desde a sua conversão, que esse Espírito aja em você cada dia com maior liberdade? É você grato por essa atuação maravilhosa em sua vida, por ler sua Palavra, a Bíblia, e conhecê-la a ponto de defender a sã doutrina contra os argumentos errôneos e as heresias ensinadas a respeito do Espírito Santo?

Conceitos errôneos sobre o Espírito Santo

Desde cedo na história da Igreja surgiram heresias contra a Pessoa do Espírito Santo. O Macedonianismo, ou pneumatomaquismo, defendido por Macedônio, Bispo de Constantinopla, século IV, defendia que o Espírito Santo era um ser criado. O Inimigo da Verdade, Satanás o Diabo, continuou tentando obscurecer o entendimento e a compreensão sobre o Espírito Santo, no decorrer da história. O Islamismo entende que Maomé, 600 d.C., era o pariklytos "o que é louvado", mas Jesus prometeu o "Parákletos", no grego koiné (João 14:16, 17), significando "Consolador". Outras heresias absurdas surgiram no século XIX. Os mórmons passaram a divulgar a crença de que o Espírito Santo é um Deus à parte do Deus Pai e do Deus Filho. É a doutrina da Pluralidade dos deuses. As testemunhas-de-Jeová (1879) bem como outros grupos sectários no século XX, negaram a pessoalidade do Espírito Santo, reduzindo-o a uma "força ativa" ou à "manifestação dopoder de Deus", como ensina a Igreja de Deus do Sétimo Dia também. O Espiritismo Kardecista ousou reivindicar ser o cumprimento da promessa do Espírito Consolador. A Igreja Apostólica Santa Vó Rosa, depois de um início até que cristão, cuja missão era evangelizar os católicos, entendeu que com a morte de sua visionária, a Sra. Rosa, ela havia se tornado o Espírito Consolador. A Legião da Boa Vontade entende ser o Espírito Santo como uma falange de espíritos. Todas essas seitas, por não compreenderem o que a Bíblia revela sobre o Espírito Santo, acabam criando suas heresias bizarras contra o Pai, o Filho, e a própria Palavra de Deus. Por isso mesmo, o Espírito de Deus advertiu: "Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios." - 1 Timóteo 4:1.

O Espírito Santo e sua Divindade

Muitos cristãos se perguntam: por que é mais difícil compreender a pessoa do Espírito Santo. Isto se dá porque temos menos revelações bíblicas sobre Ele do que as Pessoas do Pai e do Filho. E por incrível que pareça, tanto os nossos queridos irmãos pentecostais como os chamados "tradicionais" ou não-pentecostais, que preferem ser chamados de "não-pentecostistas" deveriam aprofundar-se mais no estudo do Espirito Santo, chamado na teologia de Paracletologia. Ambos os grupos, e até os neopentecostais, imaginam o Espírito Santo como inferior ao Pai e ao Filho, devido à falta de um quadro concreto de figuras. Por exemplo, o Pai lembra-nos nossos pais, o Filho lembra a nós, pois Ele se fez homem, e foi visto e descrito por testemunhas oculares, e lemos mais de 1100 vezes o seu nome no Novo Testamento. Mas com quem ou o que compararíamos o Espírito Santo?
.
Mesmo assim, temos ótimas bases bíblicas para crermos no que o Espírito Santo revelou sobre si mesmo nas Escrituras. Neste primeiro estudo, provaremos sua Divindade. Se alguém lhe dissesse:
.
"Paulo é engenheiro e está feliz" e depois "O homem que está feliz é engenheiro",
.
você teria dificuldades de entender que "Paulo" e "homem" foram usados de modo intercambiável, ou seja, são termos que se referem ao mesmo ser e trocados em frases diferentes? O mesmo ocorre com as palavras "Espírito Santo" e "Deus". Isso nos ajuda a provar a Divindade do Espírito. Veja o relato sobre o que fizeram Ananias e Safira, em Atos 5. Eles venderam um terreno, guardaram para si parte do valor, e depositaram aos pés dos apóstolos a outra parte da quantia, como se ela fosse cem por cento do dinheiro arrecadado. Diz o relato:.

"Então, disse Pedro: Ananias, por que encheu Satanás teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, reservando parte do valor do campo? Conservando-o, porventura, não seria teu? E, vendido, não estaria em teu poder? Como, pois, assentaste no coração este desígnio? Não mentiste aos homens, mas a Deus." - Atos 5:3, 4.

A quem mentiu Ananias (e Safira)? A Deus! Mas o texto disse também: "ao Espírito Santo". Não há como negar que o Espírito Santo não seja Deus, muito menos a sua Pessoalidade. Não se mente a uma força, a uma falange de espíritos, mas a homens ou a Deus. Nesse caso, mentiram a Deus.
.
Outra prova concreta, evidente, de que o Espírito Santo é Deus é quando Paulo atribui a Ele um atributo que só Deus possui: a Onisciência. Só Deus sabe de todas as coisas, e só Deus sabe sobre si mesmo. Mas e o Espírito Santo - sabe Ele de algo sobre Deus? Observe:.

"Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus." - 1 Coríntios 2:10, 11.

O Espírito de Deus a todas as coisas perscruta. O que isso quer dizer? A palavra grega para "perscrutar" é "ereunáo" ou "eraunáo" e significa "sondar, pesquisar, examinar". (Dicionário VINE, página 1002, 3a. Edição, 2003, CPAD) Assim, o Espírito Santo examina as coisas de Deus. Compreende que, dentro da natureza humana, assim como só o espírito do homem pode conhecê-lo, dentro da natureza Divina so o Espírito Santo conhece Deus? Isso nos lembra o que Jesus disse sobre sua relação com o Pai:

"Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar." - Mateus 11:27.

"Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém sabe quem é o Filho, senão o Pai; e também ninguém sabe quem é o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar." - Lucas 10:22.

Não é interessante que ninguém conhece o Pai senão Jesus, ninguém conhece o Filho senão o Pai, ninguém conhece a Deus senão o Espírito Santo? Assim, entendemos que a Bíblia identifica o Espírito Santo como Deus. Mas há outras provas incontestáveis. Jesus, depois de ressurreto, aparece aos discípulos, e dá-lhes uma ordem:

"Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo." - Mateus 28:19, 20.

Pai, Filho e Espírito Santo são colocados em igualdade, tendo a mesma autoridade, ou nome. Não há como negar a Divindade do Filho e do Espírito Santo num texto assim. Os que negam a Divindade do Espírito Santo afirmam que poderíamos dizer:
.
"Faça isso em nome da lei e do Rei."
.
Assim, o Rei e a Lei teriam a mesma autoridade, mas o Rei seria um ser pessoal e a lei não. E não sendo ela pessoal, não seria o Rei. Esse argumento seria bom se no grego bíblico houvesse essa expressão "em nome da lei" ou algo parecido. Por exemplo, veja o seguinte comentário refutando esse argumento:.

"Na realidade, a palavra grega que significa "nome" (onoma) é empregada cerca de 228 vezes no Novo Testamento, e, excetuando-se quatro nomes de localidades (Mc 14:32; Lc 1:26; 24:13; Atos 28:7; cf. Ap 3:12) sempre se refere a pessoas. Procurar lançar a expressão idiomática moderna "em nome da lei" para dentro do texto de Mateus 28:19, tão antigo, é simples anacronismo." - Bowman Jr, Robert M., Por que Devo Crer na Trindade, Uma Resposta às Testemunhas de Jeová, página 132, 2a. Edição em Português, 2001.

O que seria anacronismo? Nesse caso, seria como alguém tentar usar a expressão "estou um prego" típica da nossa linguagem atual, para provar que um escritor brasileiro há quatrocentos anos tivesse usado a palavra "prego" nesse mesmo significado, ou seja, estar imóvel, de tão cansado. Assim, a expressão "em nome da lei" é anacrônica, ou fora de moda, em relação ao dias de Jesus, e não pode ser usada para explicar se o Espírito Santo é ou não um Ser pessoal e Divino. Mas para os insistentes, podemos citar os seguintes textos, que colocam o Espírito Santo em igualdade com o Pai e o Filho:.

"A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós." - 2 Coríntios 13:14.

Aqui, Paulo conclui sua carta desejando que a graça de Jesus (outras vezes se diz "graça de Deus", como em Tito 2:11), que o amor de Deus (outras vezes se diz "amor de Cristo", como em Romanos 8:35; 2 Coríntios 5:14) e que a comunhão do Espírito Santo (outro texto diz que "nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo", em 1 João 1:3) sejam conosco. Então, essa "intercambialidade" é muito significativa! E esse paralelismo entre Pai, Filho e Espírito Santo é suficiente para crermos na Divindade e na Pessoalidade do Espírito Santo. Mas como última prova de tal entendimento, observemos aseguinte comparação de textos:.

O Pai é Senhor – "Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado." – Lucas 10:21.
O Filho é Senhor – "Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa." – Atos 16:31.

O Senhor é o Espírito - " O Senhor é o Espírito, e onde há o Espírito do Senhor, ali há liberdade." - 2 Coríntios 3:17.

Se o Pai é Senhor e Deus, o Filho é Senhor e Deus (João 20:28), e o Espírito é nosso Senhor, ou no grego "o Senhor" (ho kyrios), então como não crer que o Espírito Santo seja Deus?

Conclusão

Que nosso amor ao Espírito Santo seja sempre o mesmo pelo Pai e pelo Filho. Ele está atuando em nossas vidas de forma maravilhosa, É nosso amigo íntimo. Jamais deveríamos considerá-lo como inferior ao Pai e ao Filho, ou como um mero "espírito santo". - Pr. Fernando Galli.

ABERRAÇÕES - ELA ESTEVE QUINZE VEZES NO INFERNO E O DESCREVE


Ela diz ter ido SETE vezes ao céu e QUINZE vezes ao inferno. Pra. Yonara. O que você lerá a seguir é um resumo de um vídeo postado abaixo. É uma pregação não Cristocêntrica, pois o centro das atenções é a ida dela ao inferno, e não "Bibliocêntrica", pois o relato dela é a base da "mensagem". Trata-se de um evangelho do medo, para assustar ignorantes em Bíblia.

O CATOLICISMO ROMANO E A TRANSUBSTANCIAÇÃO


Segundo a crença da  Igreja Católica Apostólica Romana, na Eucaristia Católica Romana, ocorre o seguinte milagre:

COM QUEM MAIS VOCÊ E SUA IGREJA SE PARECEM: COM GAIO OU DIÓTREFES?


João, o discípulo amado de Jesus, escreve sua terceira carta, sendo esta endereçada a Gaio, um irmão em Cristo que andava na verdade e tinha excelente testemunho dos irmãos, principalmente dos missionários. Por quê? Devido a sua hospitalidade. João escreve a Gaio:
"Amado, procedes fielmente naquilo que praticas para com os irmãos, e isto fazes mesmo quando são estrangeiros,  os quais, perante a igreja, deram testemunho do teu amor. Bem farás encaminhando-os em sua jornada por modo digno de Deus; pois por causa do Nome foi que saíram, nada recebendo dos gentios. Portanto, devemos acolher esses irmãos, para nos tornarmos cooperadores da verdade." (3 João 5-8) 
Ser hospitaleiro para com os missionários era o mesmo que ser ao próprio Jesus, que disse: "Que recebe a vós, recebe a mim." (João 10:40) Todavia, com proceder contrário a Gaio, que acolhia os irmãos, principalmente os viajantes (missionários), havia um certo Diótrefes que não praticava a hospitalidade (característica cristã daqueles que lideram uma igreja) (1 Timóteo 3:1, 2) e nem permitia que que outros fossem hospitaleiros. Além disso, ele apreciava ter a primazia, como que gostando de se considerar seu próprio deus e senhor; não reconhecia a autoridade de João por não acolher seus representantes ou enviados; e para piorar as coisas, falava palavras maliciosas - era um crítico. - 3 João 9-12.

Uma igreja sem uma liderança exemplar em acolher missionários, cuidando deles, recebendo-o em seus lares, incentivando outros da igreja a fazer o mesmo, deveria rever seus conceitos. Por exemplo, quando viajo para palestrar ou pregar, entendo que sou missionário. E nas minhas mais de 400 igrejas em que fui recebido como missionário e professor de apologética e evangelismo, conheci muitos Gaios, o que me encorajou bastante. Mas conheci também muitos irmãos "quebra-gaios", bem parecidos com o Diótrefes daqueles idos. Que acha de eu pregar de manhã numa Igreja longe de casa e ter que esperar na rua para pregar de noite? Ou então, quando ofereço meus livros, que me ajudam no meu sustento, e o pastor me pede um dízimo do que foi vendido? Outro me deixou no shopping, porque a esposa dele disse que a casa dele estava desarrumada, e a igreja, com 300 membros, não tinha um irmão para me hospedar.

Além de mim, quantos tristes relatos já ouvi de missionários que:
  • Visitaram uma igreja, estavam sem dinheiro, e além de não receberem uma oferta ou ajuda de custo, tiveram que passar fome naquela noite, porque o pessoal da cantina da igreja e a liderança não se preocuparam em oferecer-lhes comida; 
  • Uma irmã missionária na África contou-me também que ela e seu esposo, de repente, receberam a notícia de uma igreja aqui em São Paulo que não receberiam mais ajuda, e que deveriam fabricar suas tendas lá. Motivo? A crise mundial!
Hospitalidade não se mostra apenas por receber em casa. Aliás, qual foi a última vez que você ou sua igreja hospedou missionários e proveu sustento e ajuda para eles? Graças a Deus, conheço igrejas missionárias. De verdade! Mas, os Diótrefes modernos continuam não recebendo os irmãos. Por ironia, Diótrefes significa "nutrido por Deus", mas quem o imita precisa se nutrir da verdade. Quer um bom começo, oh Diótrefes? Seja um missionário itinerante por um mês. Depois ponha em prática 1 Pedro 4:9: "Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração." -  Fernando Galli.

MAÇONARIA - SER MAÇOM É PECADO? - Parte 1

No meio evangélico, costumamos ouvir expressões de maçons, adormecidos (inativos) ou não, de que graças à Maçonaria, os Cristãos foram protegidos contra o Catolicismo Romano, nos séculos XIX e XX. Isso de fato aconteceu mesmo. Mas por quê? Por que o Catolicismo Romano se opunha à Maçonaria veementemente. Então, os maçons procuraram se aliar e recrutar cristãos protestantes e evangélicos. Todavia, me incomoda a frase dita por alguns:
.
"Se não fosse a maçonaria, o protestantismo cristão não teria crescido no Brasil e no mundo, e hoje não teríamos tantos evangélicos como temos."

Até parece que a Igreja fundada por Jesus Cristo (Mateus 16:18) dependeria, para crescer, de uma "sociedade discreta e secreta", que jamais usa o nome Jesus dentro de seus templos! É como se Deus tivesse precisado da Maçonaria. Pura heresia! Veremos, a seguir, que é pecado ser maçom, e que você, leitor, caso saiba em sua igreja haver um pastor maçom, num espírito de humildade e oração, deverá se empenhar em arrancá-lo dessa ordem de cunho satânico. Vejamos as provas, então, de que é pecado ser maçom.
.
As Heresias Maçônicas

1. A maçonaria põe o cristão em contato com não cristãos, os quais passam a se chamar de irmãos.
.

Quem será esse senhor homenageado pelos maçons? O nome de é Albert Pike. Segundo uma obra feita por Maçons, ele foi "uma pessoa notável. Nasceu em Massashusetts, e viajou muito pelo sul e pelo oeste dos EUA, como professor, jornalista e advogado; depois, foi juiz da suprema Corte do Estado de Arkansas. Foi iniciado na Maçonaria em 1850 e uniu-se ao Rito Escocês em 1853, logo se tornando membro influente. Compreendia o fundo místico daMaçonaria e ajudou a refazer a redação de todos os graus do Rito Escocês. É consenso que Pike merece o crédito pelo sucesso da organização e do crescimento do Rito Escocês nos EUA. Suas obras, particularmente Moral and Dogma, contém ensinamentos valiosos e são lidas e apreciadas ainda hoje." - A Maçonaria - Símbolo, Segredo e Significado, página 200, W. Kirk MackNulty.

Se um maçom que professe ser cristão batista, presbiteriano ou metodista, por exemplo, tivesse vivido nos dias de Albert Pike, evidentemente ambos se tratariam de irmãos. Mas em que cria Albert Pike? Era cristão? Cria em alguns deus? Cristão ele não era, mas ele tinha uma religião, pois todo o maçom deve pertencer a uma entidade religiosa. Qual era ela? Observe a resposta em seus próprios escritos:

"Para vocês, Soberanos Grandes Inspetores Gerais, nós dizemos isto, que vocês podem repetir para os irmãos dos graus 32, 31 e 30: A Religião Maçônica deve ser, por todos nós iniciados dos altos níveis, mantida na pureza da Doutrina Luciferiana"; "Sim, Lúcifer é Deus..."; "E a verdadeira e pura religião filosófica é a crença em Lúcifer, o igual de Adonai; Mas Lúcifer, Deus da luz e Deus do bem, está lutando pela humanidade contra Adonai, o Deus da escuridão e do mal." - Instructions to the 23 Supreme Councils of the World, Albert Pike, Grand Commander, Sovereign Pontiff of Universal Freemasonry, July 14, 1889.

Primeiro, ele chama a "Maçonaria de Religião Maçônica". E além disso, ele era satanista, luciferiano. Para ele, a verdadeira e pura religião filosófica seria a crença em Jesus? Não, em Lúcifer. Mas ele morreu com todas as honras de um maçom, e pior, o evangélico que é maçom considera Albert Pike como seu irmão, que hoje, segundo a crença maçônica, está no Oriente Eterno, a Loja Celestial. Chamar um satanista de irmão? Inconcebível. Certa vez, um pastor maçom no meio Batista ouviu-me falar de grupos que ensinam ser Jesus irmão de Lúcifer. Ele sorriu e exclamou: "Quanta bobagem!" Após isso, pergunteia ele se era verdade que ele era maçom, e ele disse que sim. Então, perguntei novamente: Se Albert Pike vivesse em nossos dias como maçom, e ao mesmo tempo fosse um satanista, o irmão, dentro da sua Loja Maçônica, o chamaria de irmão? O pastor me respondeu: "Isso é um segredo maçom". Respeitei a resposta dele, mas convicto não ser para mim um segredo. É óbvio que ele o chamaria de irmão. O que a Bíblia tem a dizer sobre isso?

"Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz." - 1 Pedro 2:9.

"Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?" - 2 Coríntios 6:14.

Na Maçonaria, o Cristão também chamaria espíritas, muçulmanos, budistas, xintoístas, judeus e outros de irmãos. E são irmãos por quê? Maçons já me responderam:
.
"Irmãos porque, segundo a maçonaria, todos somos filhos do Grande Arquiteto do Universo".
.
Mas a Bíblia ensina que todos seriam filhos de Deus (se G.A.D.U. fosse o nosso Deus realmente)? São filhos de Deus aqueles que receberam Jesus em suas vidas. (João 1:12) Mas na Maçonaria, quando todos, muitas vezes de mãos dadas, oram a G.A.D.U., oram eles em nome de quem? Não me cansei de ouvir de maçons que não oram ali em nome de Jesus. Outro ex-maçom me disse:
.
"Em algumas lojas, há evangélicos que realmente chegam a fazer um culto dentro do templo maçônico, mas isso é mera fachada para dar uma aparência de que a maçonaria não é contra Jesus Cristo." Continua ele: "Quantas vezes soube de que os espíritas maçons também ministraram passes em algumas lojas, e católicos maçons rezaram terços ali!"
.
Ora, isso se chama sincretismo religioso, o que a Bíblia jamais aprovaria.

2. A Maçonaria obriga o cristão, ao ser iniciado, a fazer um juramento no mínimo anticristão, mesmo que atualmente carregado de palavras simbólicas (mas outrora literais).
.
Aqui está o juramento que todo maçom faz ao ser iniciado na Maçonaria:

“Eu, (nome), juro e prometo, de minha livre e espontânea vontade, pela minha honra e pala minha fé, em presença do Supremo Arquiteto do Universo, que é Deus perante esta assembléia de maçons, solene e sinceramente, nunca revelar quaisquer dos mistérios que sempre ocultarei e nunca revelarei qualquer uma das artes secretas, partes ou pontos dos mistérios ocultos da maçonaria que me vão ser confiados, senão a um bom e legítimo irmão ou em loja regularmente constituída, nunca os escrever, gravar, traçar, imprimir ou empregar outros meios pelos quais possa divulgá-los. Juro também ajudar e defender meus irmãos em tudo o que puder e for necessário, e reconhecer como Potência Maçônica regular e legal no Brasil o Grande Oriente do Brasil, ao qual prestarei obediência. Se violar este juramento, seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado, e meu corpo enterrado nas areias do mar, onde o fluxo e o refluxo das ondas me mergulhem em perpétuo esquecimento, sendo declarado sacrílego para com Deus, e desonrado para com todos os homens. Amém”. - Ritual e Instruções do Aprendiz-Maçom do Rito Escocês Antigo e Aceito (São Paulo: Grande Oriente de São Paulo, 1984).

Consegue imaginar qualquer apóstolo de Jesus Cristo, ou o próprio Jesus Cristo, fazendo tal juramento? Evidentemente, guardar segredos existe até nas igrejas cristãs. Se um pastor ouve bondosamente um irmão que pecou gravemente, e decide guardar segredo, principalmente diante das evidências de arrependimento, ele não deveria sair contando isso. Mas diria ele a Deus que se contasse esse segredo, que sua língua fosse cortada, seu corpo enterrado, etc.? Claro que não, pois ele é morada do Pai e do Filho (João 14:23) e santuário do Espírito Santo de Deus (1 Coríntios 6:19). O que dizer então de fazer um juramento desses fora do contexto cristão? E o mais curioso, é que o maçom faz esse juramento com as mãos sobre o seu Livro Sagrado: A Bíblia, a Toráh, o Alcorão, o Veda, e outros.

3. A Maçonaria ensina como o maçom pode ser salvo - sendo lapidado.

Além de não mencionar o nome Jesus Cristo em suas sessões, o maçom é ensinado a atingir a perfeição. Veja a ilustração abaixo, extraída de A Maçonaria - Símbolos, Segredos, Significado, página 160, W. Kirk MacNulty

"A escada de Jacó é a escada da consciência, pela qual o homem emprende a ascenção mística. Os três degraus principais são a fé, a esperança e a caridade." (Quadro 1, esqueda)
"A Pedra Bruta, recém-chegada da pedreira, deve ser cortada na forma adequada para que possa ser colocada no edifício. Representa o Aprendiz que começou sua jornada e deve trabalhar para aperfeiçoar-se." (Quadro 2, direita, superior)

"A Pedra polida é a que foi cortada e recebeu a forma própria para ser colocada no edifício. Representa o Aprendiz que terminou seu trabalho e estápronto para receber o Segundo Grau." (Quadro 3, Esqueda, inferior)

"A Chave era símbolo utilizado no século XVIII, mas foi abandonada nos anos recentes. É a chave da Loja, e representava a Língua em que podiam ser comunicadas as palavras que estabelecem a identidade do maçom." - Quadro 4, direita, inferior.
Ilustração e comentário: Maçonaria - Símbolo, Segredos, Significados, página 160.
O que teria a ver essa "pedra bruta" e a "pedra cúbica" com a salvação do indivíduo? Passamos a entender melhor quando comparamos com outros Dicionários Maçons. Lemos:

"A Pedra Bruta é a imagem da alma do profano antes de ser instruído nos mistérios maçônicos." - Aslan, Comentários ao Ritual do Aprendiz-Maçom, página 164.

.
"O profano, ou não maçom não está perdido, mas apenas encontra-se mais longe de Deus do que os da elite fraternal." - H. L. Haywood, The Great Teachings of Masonry, página 139.

Então, a pessoaPedra Bruta precisa ser lapidada, e segundo os maçons, isso icinia-se no Primeiro Grau. Quem não é maçom, está mais longe de Deus do que a elite fraternal. Pode um cristão, salvo, participar de uma sociedade dessas, esperando ser lapidado para aperfeiçoar-se? Então, o evangélico maçom é lapidado pelo Espírito Santo na Igreja e pela Maçonaria, ao passo que evolui de grau em grau?

Veja também, sobre perfeição, o que outro dicionário maçom diz:

"PERFEIÇÃO, os cinco pontos de - É um dos sinais principais do grau de Mestre, com as seguintes execução e interpretação, que, porém, variam nos diversos sistemas maçônicos: 1- União dos pés: 'Devemos sempre estar dispostos a correr em socorro de nossos irmãos". 2 - Inflexão de joelhos: 'Adoremos o Grande Arquiteto do Universo. [...] 5 - Ósculo Fraternal: Símbolo da harmonia reinante entre os maçons. Esse toque simbólico provém dos antigos egípcios, como prova um baixo-relevo existente no templo de Khunumu, na ilha de Elefantina, diante de Assuão, mostrando duas figuras - uma do Faraó e a outra de um Sacerdote usando o toucado do íbio de Thoth - numa dessas atitudes e de maneira fortemente sugestiva." -Dicionário de Maçonaria, páginas 320, 321, Joaquim Gervásio de Figueiredo, 32 grau.

Então, a Maçonaria, além de admitir que, com a inflexão dos joelhos, adora a G.A.D.U., o que claramente a identifica como religião, e não apenas como religiosa, admite também que a perfeição é um dos sinais principais do grau de mestre, ou seja, quando o maçom completa o terceiro grau e se torna mestre. E um dos pontos que simbolizam essa perfeição é o ósculo, não o que era práticado entre os cristãos do primeiro século (1 Coríntios 16:20), mas o ósculo que provém dos egípcios, conforme um baixo-relevo onde um sacerdote usa um toucado (touca) de Thoth. Quem é Thoth? Na antiga mitologia egípcia, Thoth era o deus da sabedoria e da tecnologia (Ver figura ao lado) Não estou insinuando que os maçons adorama Thoth, mas provando que todos maçons, do ponto de vista cristão, eles sim são pedras brutas, que mal conhecem as origens de seus símbolos e significados. Se desejam a perfeição, busquem-na na pessoa de Jesus Cristo, não numa seita discreta e secreta que usa símbolos com significados pagãos. Por isso a Bíblia diz que somos pedras da Igreja de Jesus Cristo (1 Pedro 2:4-8). Paulo, ao falar da perfeição, adquirida só em Jesus Cristo, diz:

"Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus." - Filipenses 3:12.

Então, é pecado ser Maçom, pois os maçons crêem que são polidos pelos ensinos maçônicos. Assim é que se aperfeiçoam. SENDO MESTRES MAÇONS, e conforme ex-maçons me disseram, quanto maior o grau, até 33, mais lapidado o maçom será, e maior será o seu grau de perfeição.
Percebemos, então, que os Maçons, na maçonaria, não crêem que a salvação é imerecida, mas a merecerão por méritos próprios. Falam de irem finalmente à Loja Celestial, recompensados através de suas obras.
.
Se você for maçom, CREIA QUE SÓ EM JESUS TEREMOS A SALVAÇÃO. Não tente ser salvo por suas próprias obras. Seu destino será o inferno.
.
Conclusão
.
Nada temos contra o Maçom. Reconhecemos que muitos gestos de bondade foram feitos pela maçonaria,eque também muitosmaçons possuem moral elevada. No artigo seguinte, Maçonaria - É Pecado serMaçom -Parte 2, observaremos de onde a maçonaria empresta os seus símbolos, e mais motivos para você jamaisserum maçom, ou se for, renunciar à loja em nome do Senhor Jesus.
.
Fernando Galli, julho de 2008.
.
Veja outras matéria sobre maçonaria. Clique AQUI.

ADVENTISTA

IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA – PARTE DE SEUS PIONEIROS NÃO CRIAM NA TRINDADE! Todos sabemos que a Igreja Adventista do Sétimo Dia se con...