MAÇONARIA - O RAMO DE ACÁCIA NOS FUNERAIS MAÇÔNICOS


Nos funerais maçônicos, os maçons dão volta ao redor do caixão, apanham um ramo de acácia do caixão, levam-no ao nariz e depois o devolvem no caixão. Veja o que certo dicionário sobre a Maçonaria [1] afirma sobre a acácia e o ramo dela:

Dicionário de Maçonaria, página 22.
Então, na Maçonaria, a acácia e seu ramo têm a ver com a imortalidade da alma. Todavia, de onde vem a prática de levar o ramo de acácia ao nariz?

Se lermos na Bíblia Ezequiel 8:16-18, veremos que os israelitas estavam envolvidos na adoração do deus Sol. O relato diz:
"E levou-me ao pátio interior do templo do SENHOR; e lá estavam cerca de vinte e cinco homens, à entrada do templo do SENHOR, entre o pórtico e o altar, de costas para o templo do SENHOR, e tinham o rosto virado para o oriente; e adoravam o sol, virados para o oriente. Então me disse: Viste, filho do homem? Por acaso essas práticas abomináveis que cometem aqui são pouca coisa para a casa de Judá? Depois de terem enchido a terra de violência, tornam a provocar-me à ira. Vê, eles levam o ramo ao nariz. Por isso também agirei com furor; o meu olho não poupará, nem terei piedade. Ainda que me gritem bem alto aos ouvidos, não os ouvirei."
Embora o significado exato de levar o ramo ao nariz seja obscuro, de qualquer forma está associado com a adoração falsa e, principalmente, faz parte das práticas consideradas por Yahweh como abomináveis. Tão abomináveis que o relato de Ezequiel 8:14, 15 e contexto anterior fala a respeito de adoração ao deus Tamuz, e ao preparar o leitor para o que seria exposto ou denunciado, fala-se de se ver abaminações maiores do que estas. Champlin [2] fala o seguinte sobre esta prática:

O Antigo Testamento Interpretado Versículo Por Versículo, p. 3220. Volume 5.

A pergunta que não quer calar é: Seri correto um cristão ser maçom e participar num ritual claramente pagão para simbolizar a imortalidade da alma de um falecido, sendo que um dos maçons grita alto na mente do morto: "Irmão fulano! Para a luz!"

É óbvio que é inconcebível um cristão ser maçom, muito menos se valer de práticas pagãs vivas em sua sociedade secreta. Isto seria abominação para Deus pois além de ser um resgate da prática pagã no culto ao deus Sol, é um símbolo de que o maçom, em sua imortalidade da alma, está partindo para a luz na loja celestial, conforme creem. Isto nada tem a ver com Cristianismo.- Fernando Galli.
_________________________

[1] Figueiredo, Joaquim Gervásio 33o. Dicionário de Maconaria : seus mistérios, seus ritos, sua filosofia e sua história, p. 22. Editora Pensamento.
[2] Champli, R. N. O Antigo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, p. 3220. Volume 5. 2a. Edição. São Paulo : Hagnos, 2001.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA