APOLOGISTAS TJS - HEBREUS 1:5 PROVA QUE JESUS NÃO É UM SER ANGÉLICO?


Conforme bem sabemos, Hebreus capítulos 1 e 2 foram escritos para provar que Jesus NÃO É ANJO, mas superior aos anjos. Por isso, em Hebreus 1:5, 13 faz-se perguntas para provar que Jesus NÃO É ANJO, ou seja, não tem a natureza de anjo. Vejamos as perguntas:
1:5 - "Pois a qual dos anjos disse alguma vez: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho?"
1:13 - "Mas a qual dos anjos disse alguma vez: Assenta-te à minha direita até que eu ponha os teus inimigos como estrado de teus pés?"
A resposta a estas perguntas é: NENHUM DELES, ou seja, NENHUM DOS ANJOS! Pois a nenhum deles Deus disse tu és meu Filho e hoje eu te gerei, mesmo porque Jesus é o Filho Unigênito (gerado na eternidade) e os anjos nunca foram gerados, mas criados. E a nenhum anjo Deus disse senta-te à minha direita. 

Hebreus, além de mostrar que a nenhum anjo Deus jamais disse tais coisas, ainda prova que Jesus não é anjo porque JESUS É O PRÓPRIO DEUS. Como?

1. Jesus é herdeiro de todas as coisas (1:2), porque tudo foi criado por meio dele. Ele fundou a terra e estendeu o próprio céu. (1:10) Ou seja, Jesus fez exatamente o que YWHW fez segundo o Salmo 104:2, 4: Estendeu os céus e fundou a terra. Só um cego não enxerga que Jesus é YHWH como Deus! Por isso, não foi para anjos que YHWH disse as coisas acima, mas a alguém que participou em criar tudo, inclusive os anjos. Só um filho do demônio para insistir que Jesus é criatura angelical.

2. Os anjos adoram a Jesus. (1:6) É claro que tais apologistas vão dizer que Jesus vive sendo homenageado lá no céu, porque aquela obra LIXO chamada de Tradução do Novo Mundo verte Hebreus 1:6 como se os anjos prestassem homenagem a Jesus, não o adorassem. Mas se Jesus é um deus como os anjos também são chamados de deuses (Salmos 8:3, 4), então os anjos poderiam ser homenageados também, não é verdade? Mas ninguém faz isso, não é mesmo? Nem nós, que somos inferiores a eles. - Hebreus 2:7. 

3. Jesus é a representação exata do ser de Deus. (1:3) Nenhum anjo o é. Mas Jesus é por quê? Porque só as Pessoas da Trindade podem ser a representação exata do ser de Deus, por isso cremos que cada Pessoa da Trindade é perfeitamente Deus, e não 1/3 de Deus conforme essa ralé de refutadores da Trindade alegam. 

4. O próprio Deus, aqui evidentemente o Pai, chama Jesus de Deus e de Senhor, igualzinho a Tomé, que chamou Jesus de meu Senhor e de meu Deus. (João 20:28) Veja o texto:
"Sobre os anjos ele (O PAI) diz: De seus anjos ele faz ventos, e de seus ministros, labaredas de fogo.  Mas sobre o Filho diz: O teu trono, ó Deus, subsiste pelos séculos dos séculos, e o cetro do teu reino é cetro de equidade. Amaste a justiça e odiaste o pecado; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros; e também diz: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, e os céus são obras de tuas mãos". - Hebreus 1:7-10.
Veja que os TJs virtuais ensinam que Tomé chamou Jeová de Deus e de Senhor, em João 20:28, mas o próprio Pai se refere a Jesus como Deus e Senhor, e a Bíblia diz que há um só Deus e um só Senhor. (1 Coríntios 8:5, 6) Pois Deus e Senhor são palavras intercambiáveis para o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Mas os anjos não são Deus nem Senhor, nem representação exata do Ser de Deus, nem fundaram a terra e estenderam os céus. E muito menos Davi, que no Salmo 45:6, 7 é chamado de "deus", e este texto é usado para Jesus num sentido muito mais amplo do que quando se referiu a Davi. Dirão os TJs: Mas Hebreus 1:9 diz que |Jesus tem um Deus. Não há dúvida, pois Jesus é perfeitamente Deus e perfeitamente homem, por isso, sobre Jesus se diz que Ele é Deus em sua divindade, e tem um Deus, devido a sua humanidade. Mas os TJs jamais entenderão isso facilmente, pois nem acreditam que Jesus é homem ressuscitado, pois negam a ressurreição corpórea de Jesus. Ou seja, é uma heresia atrás da outra. Típico de uma seita que mudou de ensinos 336 vezes. 

Além de nagar toda essa evidência acima, os TJs do A Verdade é Lógica escreveram que Hebreus 1:5, 13 não provam que Jesus não é anjo, mas apenas que ele é superior aos anjos. Afirmam isso da seguinte forma:


Seu Apolinho, me socorra aqui!

CRISTÃO APOLINHO - Afirmar que Hebreus 1:5 não está excluindo Jesus de ser anjo assim como em Atos 23:9 não está excluindo os anjos de ser espíritos é uma comparação bizarra. Em primeiro lugar, os fariseus achavam que poderia ter sido um espírito ou um anjo que tivesse falado com Paulo, mas esse espírito NÃO PODIA TER SIDO UM DEMÔNIO, pois se diz que não viram nada de errado em Paulo! Se não viram nada de errado nele, esse espírito era um demônio? Visto que Paulo falou sobre ter visto Jesus na estrada de Damasco e esta história tornou-se conhecida, os escribas do partido dos fariseus com certeza imaginavam que Paulo pudesse ter visto este corpo espiritual de Jesus novamente. E sendo na hipótese dos fariseus um espírito de um judeu falecido, chegaríamos à conclusão: Os fariseus podiam até crer que um anjo é um espírito, mas não espírito de um falecido, logo, espírito de falecido não é anjo. Se entendermos esse texto na perspectiva dos fariseus da época, a comparação TJ cai por terra. E aí teríamos que perguntar: Onde no texto diz que Jesus é anjo? Em lugar nenhum, pois em grego se sugeriria duas possibilidades: Ou anjo, ou Jesus. Portanto, não são a mesma coisa, pois no contexto judaico dos fariseus, espíritos de quem morriam não eram anjos, embora anjos sejas espíritos.

Agora, a burrice maior desse TJ picareta na arte de interpretar a Bíblia é comparar uma frase que expressa uma verdade divina em Hebreus 1:5 com uma frase que expressa uma possibilidade da parte dos opositores do Cristo! Vão ser ruins de exegese e hermenêutica nos quintos dos infernos!

O mesmo problema ocorre em comparar Hebreus 1:5 com Salmos 82:7, pois comparam uma verdade divina, indubitável, com um escárnio divino, ou seja, no Salmo 82:6, 7, Deus chama os juízes de deuses e filhos do altíssimo, de forma zombeteira, porque na verdade eles não eram deuses autênticos e muito menos filhos de Deus autênticos, por isso não tinham nenhuma superioridade em relação a homens, como de fato eram. Ou seja, Deus comparou aqui uma função mal usada (deuses) com a natureza pecaminosa deles. NADA A VER EM COMPARAR ESSE TEXTO COM HEBREUS 1:5, ONDE ESTÁ EM PAUTA NATUREZAS PERFEITAS ANGELICAIS E A DIVINA DE JESUS!
____________

- Apolinho, muito obrigado. Hoje você estava angelical!
- Nem tanto, mestre! Nem tanto!
____________

Só há uma possibilidade que nós, trinitários, cremos que Jesus seja anjo, sem ter a natureza angelical. Assim como os anjos de cada uma das sete igrejas da Ásia, em Apocalipse 2 e 3 se referem a homens, não porque são anjos literalmente, mas porque são usados de alguma forma como mensageiros, assim também o Logos, Jesus, antes de vir a Terra, manifestou-se como Anjo do Senhor, não porque é anjo literalmente, mas porque atuou como mensageiro do Pai. E isso não atrapalha em nada em nossa crença na Trindade, já que o Filho é submisso ao Pai e submissão não influencia em nada na divindade de Jesus. - Pr. Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA