TESTEMUNHAS DE SATANÁS - CENTRAL DA DEFESA BÍBLICA: RUINS EM BÍBLIA E EM LINGUAGEM FIGURADA!


O site CENTRAL DE DEFESA BÍBLICA publicou a resposta mais imbecil que um ser humano pode dar ao questionamento COMO PODE O ESPÍRITO SANTO ser uma força se Ele fala o que ouve, e não fala de si mesmo? (João 16:13) É inacreditável a resposta que nos deram. Observem como nos responderam:


RESPOSTA CRISTÃ - Esse argumento de que "SE O ESPÍRITO SANTO  FOSSE JEOVÁ, COMO SE PODERIA DIZER QUE JEOVÁ NÃO FALARIA DE SUA PRÓPRIA INICIATIVA deveria ser feito a quem acredita que Jeová e o Espírito Santo são a mesma pessoa, ou seja, os UNICISTAS.

Mas nós que cremos na Trindade, com uma abundância de provas bíblicas, sabemos que YHWH são Três Pessoas, e que nenhuma delas age independentemente das outras. Na Trindade, o Pai, quando propõe criar o homem, diz: FAÇAMOS O HOMEM A NOSSA IMAGEM, SEGUNDO A NOSSA SEMELHANÇA. (Gênesis 1:26) O Pai não age sozinho na Trindade. (Não me venham dizer, HEREGES, que o Pai estava dizendo FAÇAMOS para um anjo chamado Jesus, pois se assim fosse seríamos a imagem de Deus e de anjo). Assim, na Trindade, cada Pessoa age em conjunto. E isso vemos no batismo de Jesus (Mateus 3:16, 17), no batismo cristão (Mateus 28:19, 20) e no derramar do amor, da graça e da comunhão do Pai, Filho e Espírito Santo. (2 Coríntios 13:13) Nenhuma Pessoa da Trindade age independentemente da outra, pois como isto seria possível se as TRÊS PESSOAS SÃO O MESMO DEUS?

Isto mostra que quem escreveu o texto TJ acima não sabe em que cremos e ainda nos acusa de sermos antitrinitários!

Mas o pior vem agora! O autor da matéria TJ afirmou que de acordo com João 16:13 o Espírito Santo falaria do que ouve, não porque é um ser pessoal, mas porque na verdade são os homens a quem Ele inspira que falam do que ouvem, e ainda comete a aberração de afirmar que se trata de uma figura de linguagem chamada metonímia de continente pelo conteúdo! (Eu provo que não é!) Veja com paciência a argumentação do Central de Defesa Bíblica, e leia minha refutação FULMINANTE:



RESPOSTA CRISTÃ - Que rolo! Acima, os TJs virtuais afirmam que quando se diz que o Espírito Santo falou, quem falou de fato foram as pessoas inspiradas. Mas o site pirata das TJs, A VERDADE É LÓGICA, afirmou que é Jeová quem fala, não as pessoas. Veja:


Embora seja verdade que homens falaram da parte de Deus conforme eram movidos por Espírito Santo (2 Pedro 1:21), de onde que esses TJs virtuais tiram essa ideia de que o Espírito falar do que ouve em João 16:13 é uma metonímia do continente pelo conteúdo, querendo dizer que Jesus falou do Espírito Santo se referindo às pessoas inspiradas, que ouviriam para escrever a Bíblia, por exemplo?

Não é metonímia de continente pelo conteúdo

Será que é metonímia de continente pelo conteúdo em João 16:13, 14? Tal figura de linguagem substitui o continente (por exemplo, a embalagem, o prato) pelo produto (conteúdo). Exemplo:

- Ele comeu dois pratos. 

Pratos é o continente usado no lugar do conteúdo, por exemplo, feijão. O que se quis dizer então é que ele comeu dois pratos (continente) de feijão (conteúdo).

Então eu pergunto: O que esse tipo de metonímia de continente (aquilo que contém algo) pelo (= no lugar de) conteúdo (o que está contido) tem a ver com João 16:13? NADA!

Quem é o conteúdo e o continente nessa picaretagem de argumento TJ ao interpretar João 16:13? Suponhamos que o Espírito Santo fosse realmente a força ativa de Jeová. Então, segundo a Bíblia, ficamos cheios do Espírito Santo. (Atos 2:4) Logo, os cristãos são o continente (aqueles que contêm algo, isto é, o "espírito santo TJ") e o "espírito santo TJ" o conteúdo (aquilo que está contido nos cristãos). Então, o que Jesus usou em João 16:13? O continente no lugar do conteúdo ou o conteúdo no lugar do continente? Vamos ler?


Ué! Jesus usou nessa frase o conteúdo, ou seja, o "espírito santo TJ". Se ele usou o conteúdo no lugar do continente, logo não houve a metonímia de continente pelo (ou no lugar do) conteúdo, pois o continente seriam os crentes (E NÃO EXISTE METONÍMIA DE CONTEÚDO PELO CONTINENTE)! SIM!, nessa explicação TJ, Jesus não usou o continente (crentes) pelo (= no lugar) do conteúdo, mas fez o contrário: Usou o conteúdo ("espírito santo TJ") no lugar do continente. *

Esses apologistas TJs (não os TJs sérios) ainda no afã de impessoalizar o Espírito Santo, chegam a ensinar algo totalmente diferente dos ensinos oficiais da seita deles. Por exemplo, o Corpo Governante TJ ensina oficialmente que os verbos praticados pelo Espírito Santo em João 16:13, 14 (ouvir, falar, ensinar, anunciar, glorificar) são uma forma de se personificar o Espírito Santo. Veja:
"Personificação não prova personalidade. É verdade que Jesus falou do espírito santo como “ajudador” e falou de tal ajudador como ‘ensinando’, ‘dando testemunho’, ‘dando evidência’, ‘guiando’, ‘falando’, ‘ouvindo’ e ‘recebendo’. Ao fazer isso, o grego original mostra que Jesus, às vezes, aplicava o pronome pessoal masculino a este “ajudador” (paracleto). (Veja Jo 14:16, 17, 26; 15:26; 16:7-15.) No entanto, não é incomum, nas Escrituras, que aquilo que realmente não é pessoa seja personalizado ou personificado." - Estudo Perspicaz das Escrituras, p. 33, Volume 2.
Se é personificação, a linguagem usada é PROSOPOPEIA. Então como pode ser metonímia? Pense bem: Se o Corpo Governante oficialmente afirma que o verbo "ouvir" é uma forma de se personificar o Espírito Santo em João 16:13, então quando esses TJs desobedientes ao Corpo Governante (e por isso os chamo de Testemunhas de Satanás) afirmam que em João 16:13 quem ouve e fala são na verdade pessoas que falam do que ouvem, a teoria da PERSONIFICAÇÃO CAI POR TERRA, pois agora são pessoas quem praticam essas ações.

Muito melhor é crer que Pai, Filho e Espírito Santo trabalham juntos na edificação da Igreja. O Pai, o Cabeça da Trindade, envia o Filho, por isso o Filho é um ser pessoal, e o Pai e o Filho enviam o Espírito Santo, por isso, o Espírito Santo é um ser pessoal. (João 3:16; 14:16, 26; 15:26; 16:13, 14) O Filho não ensina o que vem dele, mas o que vem daquele que o enviou, então, Jesus é um ser pessoal. (João 7:16) Da mesma forma, o Espírito Santo não ensina de sua própria iniciativa (João 16:13, 14), mas ensina (USANDO TAMBÉM O POVO DE DEUS, É ÓBVIO) do que ouve, portanto, ele é um ser pessoal.

Observe o que Jesus disse em João 12:49: "Pois não falei por mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, ordenou-me o que dizer e o que falar." Da mesma forma, o Espírito Santo não falaria por ele mesmo, ou de sua própria iniciativa, mas deixa nas mãos do Pai aquilo que deve ser falado aos homens. Portanto, tanto Jesus como o Espírito Santo não falam de si mesmos, mas do que ouvem certamente do Pai!!!!!

Tanto o Pai quanto Espírito Santo e o próprio Jesus dão testemunho de Jesus, o que os torna seres pessoais. Veja:
"Eu dou testemunho de mim mesmo, e o Pai que me enviou também dá testemunho de mim." - João 8:18.
" Quando vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que procede do Pai, esse dará testemunho acerca de mim." - João 15:26.
Jesus NÃO ensinou o que os TJs alegam!

Será que poderia ter passado na mente de Jesus que o Espírito da Verdade falaria do que ouviria no sentido de os discípulos inspirados dele falarem do que ouviriam? A resposta é não! Por quê? Leiamos o relato de João 16:15. Ali Jesus, depois de falar que o Espírito Santo falaria o que tivesse ouvido, Jesus diz:
"Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso eu vos disse que ele, recebendo do que é meu, o anunciará a vós." - João 16:15.
Ou seja, Jesus afirma que "ele", o Espírito Santo, recebendo do que é de Jesus, anunciaria a vós. De quem o Espírito Santo ouviria então? De Jesus! E a quem ele falaria? A "vós", ou seja, aos discípulos. Portanto, se quando o Espírito Santo ouve e fala se referisse aos discípulos inspirados, com quem Jesus já estava falando, esses discípulos anunciariam a eles mesmos o que tivessem ouvido, o que seria um absurdo! Seria como se Jesus tivesse dito: "Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso eu vos disse que VOCÊS, recebendo do que é meu, o anunciará a VOCÊS.

E por fim, NUNCA O CORPO GOVERNANTE ENSINOU QUE EM JOÃO 16:13 ocorre uma metonímia. Nem a seita TJ ensina isso oficialmente.

Portanto, VAMOS JOGAR NO LIXO essa argumentação desses falsos TJs desobedientes ao Corpo Governante, desleais à própria seita deles, que se expressam no anonimato, escondidos atrás de fakes para poderem fazer chacota dos nomes de teólogos famosos e publicar matérias e sites totalmente desaprovados pela liderança mundial TJ. - Pr. Fernando Galli.

-----------------------
* E olha que eu consultei dois professores de Português renomados, com livros editados e tudo mais, e eles me disseram: Não se trata de metonímia de continente pelo conteúdo já que Jesus usou o conteúdo, ou seja, a frase normal, como se disséssemos Comi dois pratos de feijão. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1