TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - OS MEMBROS DOS 144 MIL, QUANDO MORREM, AJUDAM JEOVÁ A REVELAR VERDADES?


Todos sabemos que os TJs acreditam que apenas 144 mil viverão no céu. Para essa seita, os 144 mil começaram a ser juntados no Pentecostes, de modo que este número ainda não está completo, pois todo ano há novos professando ser da classe ungida. Atualmente, os TJs creem haver uns 20 mil ainda vivos. Mas e os que já partiram para o céu? Bem, vou contar-lhes uma das piores heresias e mentiras que Satanás ensina através dessa seita. Você sabia que eles acreditam que quando um desses 144 mil morre, ele é usado por Jeová para transmitir verdades aos TJs, no caso, ao Corpo Governante, aqui na terra? Veja:

Clímax de Revelação, página 125, parágrafo 17.

Pode algo soar mais diabólico do que isso? Onde está o erro grosseiro dessa interpretação? Os 24 anciãos aqui representa toda a igreja redimida por Cristo já no céu, composta de judeus (doze tribos) e cristãos (doze apóstolos). João, aqui, está descrevendo como um representante da Igreja já no céu conta a ele, QUE VEIO ESTAR NO DIA DO SENHOR (1:9), quem é a grande multidão, e como recebeu a ordem de escrever o que via. Foram visões que significavam algo. Neste caso, João está descrevendo a visão que teve, que se tornou parte do livro de Apocalipse.

O fato de o representante dos 24 anciãos revelar a João quem é esta grande multidão não significa que hoje os membros da Igreja já no céu ficam revelando ou transmitindo mensagens de Jeová para uma liderança de Igreja. A identidade dessa grande multidão já foi revelada NA VISÃO INSPIRADA DO APOCALIPSE. São pessoas que sairão da grande tribulação que ainda ocorrerá, não ocorreu. Já começa aí a tolice de achar que o ajuntamento da grande multidão se deu em 1935. Se assim fosse, como entender que muitos deles já morreram sem ter passado pela grande tribulação? Inclusive, o contraste entre o número definido de 144 mil com um número que ninguém podia contar se dá pelo seguinte motivo: Os que já estão no céu são um número determinado. Os que ainda passarão pela grande tribulação não se sabe, só Deus, pois homem algum podia contar.

Quem são, de fato, os que revelam ou transmitem os ensinos para o Corpo Governante? É óbvio que são Satanás e seus anjos demoníacos. O simples fato de essa seita já ter mudado 331 vezes de ensinos já mostra que a fonte de tais ensinos não é confiável. Vem de um falso deus maldito que será lançado no lago de fogo e enxofrem juntamente com seus anjos mensageiros. Enquanto isso, a Igreja já no céu está lá, sem contato com o mundo nosso aqui, pois não têm parte alguma com os assuntos que ocorrem debaixo do sol. - Eclesiastes 9:3-11.

Agora imagine o ponto: Charles Taze Russell previu a volta de Cristo para 1914. Mas o fim chegou para ele em 1916, quando morreu. Daí, conforme a seita ensina, ele e todos os membros dos 144 mil que já tinham morrido desde o ano 33 d.C, foram ressuscitados em 1919 para viver com Jesus nos céus. A partir de então, Russell seria um dos 144 mil já nos céus aptos para transmitir verdades ao "povo de Jeová" aqui na terra. Com isso em mente, perguntamos: Onde é que Russell estava lá no céu quando o "povo de Jeová" previu a volta de Jesus em 1925 para restabelecer o reino de Deus na Palestina? Eu acho que ele estava defecando, com Baal, resolvendo um assunto importante, ou jogando truco. E pior, onde ele estava quando o corpo governante insinuou que provavelmente o fim viria em 1975? Defecando de novo?

Portanto, sou grato a Deus por ter sido liberto de uma seita que recebe mensagens de supostos seres celestiais, que na verdade são espíritos demoníacos. - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7