DECLARAÇÃO DE FÉ - PNEUMATOLOGIA: A DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO


Cremos que o Espírito Santo é um ser pessoal e divino. O Espírito Santo é a terceira pessoa da Triunidade. Ele é coigual, coeterno e consubstancial ao Pai e ao Filho, pois é tão Deus quanto o Pai e o Filho.

PROVAS DA PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO

Cremos que o Espírito Santo seja um ser pessoal porque a Bíblia atribui a Ele aspectos pessoais como:

  • Intelecto – Ele conhece as coisas de Deus (1 Coríntios 2:10, 11) e Ele sonda os corações. - Romanos 8:27;
  • Emoções – Pode-se entristecê-lo. - Efésios 4:30; Isaías 63:10.
  • Vontade própria – Ele distribui dons conforme lhe apraz. - 1 Coríntios 12:11.
  • Pode ser desobedecido. - Atos 10:19-21;
  • Pode-se mentir a Ele. -  At. 5:3, 4.
  • Pode ser resistido. - Atos 7:51;
  • Pode ser reverenciado. -  Salmos 51:11;
  • Pode-se blasfemar contra Ele. - Mateus 12:31;
Cremos que o Espírito Santo seja um ser pessoal pelas suas Obras pessoais.

  • Ensina - João 14:26;
  • Guia - Romanos 8:14;
  • Comissiona - Atos 13:4;
  • Ordena - Atos 8:29; Atos 13:2;
  • Age no homem - Gênesis 6:3;
  • Intercede - Romanos 8:26;
  • Fala - João 15:26; 2 Pedro 1:21;
PROVAS DA DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO

Cremos que o Espírito Santo é Deus, pois:

  • Ele é chamado de Deus quando se diz que Ananias e Safira mentiram para o Espírito Santo e para Deus. – Atos 5:3, 4. 
  • Diz-se dEle: O Senhor é o Espírito, ou seja, se há um só Senhor, Deus (Efésios 4:5) e o Espírito é o Senhor, logo, o Espírito Santo é Deus. - 2 Coríntios 3:17, 18.
  • Identificação com YHWH. Em Isaías 6:8-10 lemos que YHWH disse as mesmas palavras que em Atos 28:25-27, onde se diz que foi o Espírito Santo quem as falou.
Cremos na divindade do Espírito Santo por Ele possuir os seguintes tributos divinos conforme as Escrituras:

  • Eternidade – [...] Cristo ... por meio do Espírito Eterno, ofereceu-se a si mesmo... - Hebreus 9:14.
  • Onipresença – Não se pode fugir do Espírito de Deus pois Ele está em toda a parte. - Salmos 139:7-10. 
  • Onipotência - Associa-se o Espírito Santo com o poder do Altíssimo. - Lucas 1:35. 
  • Onisciência - 1 Coríntios. 2:10, 11.
Cremos nas seguintes obras do Espírito Santo que o identificam como Deus:

  • Criação – O Espírito de Deus participou da criação dos céus e da terra (Gênesis 1:1, 2) nos fez e nos deu vida (Jó 33:4); Deus envia seu Espírito para criar. - Salmos 104:30
  • Transmissão de vida – O Espírito Santo ressuscitou Jesus e dará vida aos nossos corpos mortais (Romanos 8:11); Diz-se que o Espírito é que dá vida. - João. 6:63
  • Autoria da profecia divina – Homens falaram da parte de Deus movidos por Espírito Santo. - 2 Pedro 1:21.
A OBRA DO ESPÍRITO SANTO

Creio na Seguinte atuação do Espírito Santo:

  • Ele dá vida, sustentando a vida humana e animal (Salmo 104:30; Jó 34:14, 15), e quanto aos salvos, dá-nos vida nova na regeneração. (João 3:3-7; 2 Coríntios 3:6b) e no futuro completará a obra de dar vida por vivificar o nosso corpo mortal. – Romanos 8:11.
  • Ele dá poder para o serviço a Deus. – Números 27:18; Deuteronômio 34:9; Lucas 4:18, 19 [capacitou Jesus para pregar o evangelho]; Mateus 12:28; Atos 1:8; Romanos 8:26.
  • Distribui dons. – 1 Coríntios 12:7.
  • Ele purifica por convencer o incrédulo do pecado (João 16:8-11) e por fazer o crente a romper com a anterior vida de pecado e se santificar cada vez mais a Deus. (1 Coríntios 6:11, Tito 3:5). Depois, Ele nos faz crescer na vida cristã através do seu fruto. (Gálatas 5:22, 23). Ele nos transforma aos poucos de glória em glória (2 Coríntios 3:18) e nos santifica pelo seu poder (2 Tessalonicenses 2:13; 1 Pedro 1:1, 2) e, portanto, não mais andamos segundo a carne (Romanos 8:4) dando-nos a certeza de sermos filhos de Deus. – Romanos 8:15, 16.
Cremos que, quanto a revelar, o Espírito Santo:

  • Revelou a palavra de Deus para os homens a assentarem por escrito (2 Pedro 1:21);
  • Encheu pessoas para se expressarem com palavras que também foram incluídas nas Escrituras (Lucas 1:41, 67, 2:25);Com frequência fez-se conhecido através de fenômenos que indicaram sua atividade e a presença de Deus. - Números 11:25, 26; Juízes 14:6, 19; 15:14; 1 Samuel 10:6, 10; João 1:32; Atos 2:2-4; 
  • Manifesta a presença de Deus na vida do crente por:Dar testemunho com o nosso espírito que somos filhos de Deus - Romanos 8:16.5.4.2. 
  1. Dá-nos a garantia de nossa futura comunhão com ele no céu. – 2 Coríntios 1:22; 5:5.5.4.3. 
  2. Revela seus desejos para nós de modo que possamos ser guiados por eles e segui-los. – Gálatas 5:16-23; Romanos 8:4-16.5.4.4. 
  3. Concede dons. – 1 Coríntios 12:7-11.5.4.5. 
  4. Opera sinais milagrosos e prodígios que atestam de maneira poderosa a presença de  Deus na pregação do evangelho. – Hebreus 2:4; 1 Coríntios 2:4; Romanos 15:19.
Cremos que o Espírito Santo guia e dirige o povo de Deus. – Ezequiel 11:1; 37:1; 43:5; Mateus 4:1; Lucas 4:1; Atos 8:29; Atos 10:19, 20; 11:12; Atos 13:2; Atos 8:39, 40; Apocalipse 17:3; 21:10; Romanos 8:4, 14; Gálatas 5:16, 18; Atos 15:28, 29; Atos 16:6, 7; 20:22, 23; 20:28; 1 Coríntios 14:29-33.

Cremos que o Espírito Santo proporciona uma esfera digna de Deus ao manifestar a sua presença, por:

  • Dar a convicção de pecado, de justiça e de juízo. – João 16:8-11;
  • Ele derrama o amor de Deus em nosso coração. – Romanos 5:5. 15:30; Colossenses 1:8;
  • Ele confere justiça, paz e alegria, enfim, o fruto dele. – Romanos 14:17; Atos 13:52; 1 Tessalonicenses 1:6; Gálatas 5:22, 23.
  • Ele transmite verdade (João 14:17; 15:26; 16:13; 1 João 5:7); sabedoria (Deuteronômio 34:9; Isaías 11:2), conforto (Atos 9:31), liberdade (2 Coríntios 3:17), justiça (Romanos 14:17), esperança (Romanos 15:13; Gálatas 5:5); consciência de filiação (Romanos 8:15, 16; Gálatas 4:5, 6), glória (2 Coríntios 3:8), unidade (Efésios 4:3) e poder (Atos 1:18; 1 Coríntios 2:4; 2 Timóteo 1:7; Atos 1:8).
  • O Espírito Santo transmite segurança não apenas de que somos filhos de Deus, mas também que Deus permanece em nós e nós em Deus. – Romanos 8:16; 1 João 3:24.
Cremos que o Espírito Santo ensina e ilumina, a base das seguintes evidências bíblicas:

  • Jesus disse que ele ensinaria. – João 14:26.
  • Ensina até o que iremos dizer diante de tribunais, quando perseguidos. – Lucas 12:12; Mateus 10:20; Marcos 13:11.
  • Revela acontecimentos futuros para os filhos de Deus. – Lucas 2:26; Atos 11:28; Atos 21:11; 20:23. 21:4.
  • Revela o que acontecerá nos últimos dias. – 1 Timóteo 4:1.
  • Revela o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. – 1 Coríntios 2:10.
  • Sua obra iluminadora nos capacita a entender. – 1 Coríntios 2:12, 14, 15; Efésios 1:17-19.
Cremos que o Espírito Santo unifica a Igreja de Cristo (Efésios 4:5), com base nas seguintes evidências bíblicas:

  • Depois do derramamento do Espírito Santo no Pentecostes, houve unidade na Igreja sem precedentes. – Atos 2:44-47.
  • O Espírito Santo dá-nos comunhão unificadora, no vínculo da paz. – 2 Coríntios 13:13; Filipenses 2:1, 2; Efésios 2:18, 22; 4:3.
Cremos que o Espírito Santo distribui dons na igreja visando um fim proveitoso. – 1 Coríntios 12:7, 11, 13, 21.

Cremos que o Espírito Santo produz amor em nosso coração e seu amor une as pessoas. – Romanos 5:5; Gálatas 5:22; Colossenses 1:8; 3:14.

Cremos que o Espírito Santo dá sinais mais fortes ou mais fracos da presença e bênção de Deus, segundo nossa resposta a Ele, isto baseados nas seguintes evidências bíblicas:

  • O Espírito Santo veio sobre Sansão várias vezes (Juízes 13:25; 14:6, 19; 15:14), mas abandonou-o quando ele persistiu no pecado. – Juízes 16:20.
  • Ele se retirou de Saul quando este persistiu no pecado. – 1 Samuel 16:14.
  • Ele pode ser resistido e isto resulta em tristeza e afastamento dele para com seus oponentes. – Isaías 63:10; 7:51; Efésios 4:30; 1 Tessalonicenses 5:19.
  • Ele se afasta quando nos prostituímos. – 1 Coríntios 6:19, 20.
  • Desobediência empedernida a Ele traz severo julgamento. – Atos 5:1-9. 4.13.5. 
  • Merece severa punição o homem que ultraja o Espírito da graça. – Hebreus 10:27, 29.
  • Não há perdão para um tipo de ofensa: O pecado contra o Espírito Santo. – Mateus 12:31, 32; Marcos 3:29; Lucas 12:10.
Cremos que o Espírito Santo habita nos verdadeiros crentes. – 1 Coríntios 3:16; 6:19, 20.

Cremos que podemos ter comunhão íntima e parceria com o Espírito Santo em nossa vida. – 2 Coríntios 3:14; Filipenses 2:1.

Cremos que o Espírito Santo nos confia dons (1 Coríntios 12:11), verdade (2 Timóteo 1:14) e ministérios (Atos 20:28).

Cremos que o Espírito Santo flui do nosso mais profundo interior como rios de água da vida. – João 7:38, 39.

Cremos que o Espírito Santo permanece sobre aqueles que sofrem por causa de Cristo. – 1 Pedro 4:14.

Cremos que o Espírito Santo permite que além de nos dar seu fruto (Gálatas 5:22, 23) possamos estar no Espírito, ou seja, num ambiente da presença manifesta de Deus. – Apocalipse 1:10; 4:2.

Cremos que o Espírito Santo nos dá coragem e com isso a Igreja cresce. – Atos 9:31.

Cremos que podemos nos exultar no Espírito Santo. – Lucas 10:21.

Cremos que podemos resolver ou decidir algo no Espírito. – Atos 19:21.

Cremos que podemos ter a própria consciência testemunhando no Espírito. – Romanos 9:1.

Cremos que se pode ter acesso a Deus no Espírito. – Efésios 2:18. 

Cremos que se pode orar no Espírito Santo. – Efésios 6:18; Judas 20.

Cremos que é possível ser cheio do Espírito Santo. – Efésios 5:18; Lucas 1:15, 41, 67; Atos 2:4; 4:8; 6:3, 5; 7:55; 9:17; 11:24; 13:9.

Cremos que é possível andar na direção do Espírito Santo. – Romanos 8:12-16; Gálatas 16-26.

Cremos que é possível concentrar nossa mente nas coisas do Espírito. – Romanos 8:4-6.

Cremos que é do Espírito Santo que deve depender toda obra mais expressiva de nossa parte. – Zacarias 4:6.

Cremos que jamais devemos descontinuar nosso relacionamento com o Espírito Santo por nos aperfeiçoar na carne. – Gálatas 3:2-5.

O ESPÍRITO SANTO CONCEDE DONS ESPIRITUAIS

Cremos que os dons do Espírito Santo, assim que o homem nasce de novo em sua conversão, são dados a ele para o desempenho de um serviço na Igreja, que é o Corpo de Cristo. São os seguintes textos que falam de dons espirituais:

  • Romanos 12:6-8 - Profecia, ministério, ensino, exortação, contribuição, liderança, misericórdia; 
  • 1 Coríntios 12:4-11: Sabedoria, conhecimento, fé, cura, operação de milagres, profecia, discernimento de espíritos, variedades de línguas, interpretação de línguas;
  • 1 Coríntios 12:28: Apóstolos, profetas, mestres, operação de milagres, cura, socorro, governo, variedade de línguas;
  • Efésios 4:11: Apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres;
  • 1 Pedro 4:11: Falar, servir.
Cremos que a Bíblia também dá a entender sobre dons de serviço, ou seja, daqueles que se destinam a ministrar ajuda, ensino e serviço em favor de outros. – Romanos 12:7;

Não cremos que hoje haja dons de maravilhas, como falar e línguas, interpretar línguas estranhas, profecias, curas. A Bíblia ensina que esses dons cessariam (1 Coríntios 13:8), e como o surgimento deles está condicionado à existência dos apóstolos, e hoje não há mais apóstolos, defendo que tais dons de maravilhas eram dons de autenticação. Estes dons, também chamados de sinais, foram dados aos que ouviram de Jesus. - Hebreus 2:2-4.
Todavia, admito a possibilidade de Deus, numa demonstração de sua soberania, curar, fazer uma pessoa falar num idioma diferente, profetizar na acepção de interpretar a profecia para a igreja iluminado pelo Espírito Santo, mas que esses atos não seriam dons. 
Não cremos que haja apóstolos entre nós pois aqueles da Igreja do século I juntamente com Cristo são fundamento para nós. (Efésios 2:20) Não precisamos de outro fundamento. E Apocalipse fecha o número dos apóstolos em doze. – Apocalipse 21:14.

Cremos na seguinte explanação dos dons à Luz da Bíblia.:


  • Ministério ou Servir: Deus dá a certos membros do corpo de Cristo habilidades especiais, ou até uma potencialização espiritual, para os membros do Corpo de Cristo reconhecer as necessidades não satisfeitas das tarefas relacionadas com a obra de DEUS ou necessidades de pessoas, a fim de que estes possam usar os recursos disponíveis para suprir essas necessidades, ajudando a alcançar as metas desejadas. - 1 Pedro 4:11; Romanos 12:7. 
  • Ensino: É a capacidade da pessoa, potencializada pelo Espírito Santo, de se comunicar as verdades espirituais a outrem, ajudando a firmar na vida dos cristãos o conhecimento da Palavra de Deus, e sua aplicação em seu pensar e agir. - Romanos 12:7; I Coríntios 12:28.
  • Exortação: Dar estímulo e encorajamento a outros crentes a crescerem em Cristo, ou ministrar palavras de ajuda, consolo, ânimo, admoestação e conselho. - Romanos 12:8.
  • Presidir ou Governo: É a habilidade de se exercer uma liderança em imitação à Cristo para estabelecer alvos, metas, objetivos de acordo com o propósito de Deus para o futuro, motivando os membros da igreja local a organizadamente cooperarem para se atingir tais pretensões. – 1 Coríntios 12:28; Romanos 12:8.
  • Misericórdia ou Socorro: É a sensibilidade às necessidades das pessoas para lhes dar conforto, esperança e fortalecimento. - 1 Coríntios 12:28; Romanos 12:8; Ver Tiago 1:27.
  • Contribuição: É contribuir e repartir com generosidade, além do usual, obra esta que o Espírito Santo motiva o crente a fazer. - Romanos 12:8; Atos 4:32-37.
  • Pastores: É a capacidade de se dedicar com o grupo de crentes que, por intuição divina através do Espírito Santo, passam a reconhecer tal pessoa que se sente chamada a ser pastor. Envolve; guiar, cuidar, alimentar e proteger o rebanho através da Bíblia (2 Pedro 3:15; Tito 1:9; Ver Atos 20:29-32) resultando no seu crescimento na graça e impacto na sociedade. - Efésios. 4:11.
  • Mestre: Capacidade do Espírito Santo dada a pessoas para tornar verdades bíblicas facilmente compreensíveis e aplicáveis. – Efésios 4:11;
  • Evangelista: Pessoas com a capacidade que vem do alto para pregar a Palavra de Deus em público ou em particular (Atos 5:42; 20:20, 21) visando a salvação delas. – 1 Timóteo 4:16; Efésios 4:11. 12.
  • Fé: Não se trata da fé salvífica.  Trata-se da certeza extra, que vem do próprio Pai, que certos irmãos possuem, de que Deus cumprirá seus propósitos e até que tornará possíveis as realizações de atividades espirituais futuras projetadas para o bem da igreja. Por demonstrar tal fé, a pessoa age de tal forma que motiva outros a imitar sua fé, o que provê encorajamento a outros, principalmente quando se vê cumprido o que se esperou possuir ou concretizar com fé. - 1 Coríntios 12:9.
  • Dons de autenticação (temporários) ou de sinais - São aqueles dons dados distribuídos pelo Espírito Santo para confirmar ou autenticar a Igreja verdadeira e a sua mensagem de salvação em Cristo Jesus. Conferidos à época apostólica, esses dons cessaram com o passar dos anos, ainda na era apostólica. Creio assim pelos seguintes motivos:
  1. Os últimos livros da Bíblia nada mencionam sobre eles, 
  2. Na época dos “pais da igreja”, não há menção de tais dons; tais dons também não foram mencionados. 
  3. Paulo afirma que esses dons de maravilhas cessariam. (1 Coríntios 13:8-10): havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará, até que viesse o que é perfeito, ou seja, a perfeita e completa revelação das Escrituras. Os dons temporários eram os seguintes:
  • Apóstolos: Foram homens escolhidos por Jesus Cristo para declararem seu evangelho e foram testemunhas oculares de sua morte (com exceção de Paulo) e sua ressurreição. Através dos apóstolos, juntamente com o Cristo, funda-se e alicerça-se a Igreja de Cristo. Sendo assim, não precisamos mais de apóstolos, assim como não precisamos de mais outros cristos.  -  Mateus 16:18, 19; Efésios 2:19, 20; 1 Coríntios 9:1; 15:7, 8; At. 9:1-9; 18:9; 23:11; Mateus. 10:1-4; Lucas 6:12-16; Atos 3:3-11; 5:15-16; 9:36-42; 20:6-12; 28:1-6; Judas 17; Apocalipse 21:14.
  • Profetas: Poucas pessoas a quem Deus revelou por Espírito Santo (2 Pedro 1:21) as Sagradas Escrituras. Também era função desses profetas a capacidade de interpretar as Escrituras e o conteúdo de suas palavras poderia abordar previsões futuras e também uma revelação de DEUS (seu pensamento) com respeito ao momento presente. Isto resultava emo em edificação, exortação e conforto. - Deuteronômio 34:10; 1 Samuel 3; Isaías 6:1, compare com Deuteronômio 13:1; Isaías 6:8, 9; Jr. 1:7-9.
  • Línguas: Tratava-se do poder de falar sobrenaturalmente numa língua falada aqui na terra sem nunca tê-la aprendido. Isto resultava em edificação, não em confusão ou bagunça.  Atos 2:4-12, 19; 1 Coríntios 12:10, 28, 30; 13:1, 8; 14:1ss.
  • Interpretação de línguas: Era o poder de interpretar ou traduzir as línguas jamais conhecidas, jamais estudadas. - 1 Coríntios 12:10; 14:1ss (27-28).
  • Milagres (como dom): Ato observável e sobrenatural extraordinária de efetuar coisas sobrenaturais, que nenhuma lei física pode produzir ou explicar. Ocorriam para demonstrar a verdadeira Igreja, e consequentemente o verdadeiro Deus. Deus usou este mesmo método para mostrar que Israel era seu povo e que Ele era o Deus deles. - Êxodo 7:19-21; 1 Reis. 17; João 2:1-11; 1 Coríntios 12:10, 28, 29; Romanos 15:18, 19;  2 Coríntios 12:12; Hebreus 2:3, 4. 
  • Curar (como dom): Ato sobrenatural de curar fisicamente uma pessoa. Os que observavam os milagres criam e reconheciam a autoridade de quem ministrava as curas. - Atos 3:1-9; 1 Coríntios 12:9, 28-30; Atos 2:22, 43. 
  • Palavra de Sabedoria: É a capacidade sobrenatural de interpretar, transmitir e aplicar, pela ação do Espírito Santo, as verdades já reveladas e as novas revelações para a edificação da Igreja. Essas pessoas foram os instrumentos de Deus para nos dar o NT. - 1 Coríntios 2:1-8.
  • Palavra de Conhecimento: É a capacidade sobrenatural para compreender as verdades da Bíblia, tornando-as compreensíveis ao público. Estas pessoas foram instrumentos de Deus para nos dar o NT.  Ex.: Paulo deu “nova” ou “oculta” interpretação a textos do AT. -  Romanos 3:10-18; Gálatas 3:8-16; 4:27-30; 1 Coríntios 12:8; 13:8.
  • Discernimento de Espíritos: É a capacidade sobrenatural que algumas pessoas tiveram de julgar as atividades dos profetas do NT, avaliar se a profecia veio do Espírito Santo ou de Satanás, e também usado para garantir a veracidade dos profetas enquanto o NT estava sendo escrito. Resultando em libertação de erro doutrinário. I Coríntios 12:10; 14:29-32. 
Cremos nos seguintes outros aspectos acerca dos dons espirituais:


  • Os dons são cedidos pelo Espírito Santo (I Co. 12:11) aos crentes;
  • Cada crente tem pelo menos um dom espiritual (I Pedro 4:10);
  • O dom não é um prêmio ao cristão e a posse ou a ausência de determinado dom não é motivo para orgulho ou pesar;
  • Os dons podem e devem ser desenvolvidos a luz da Palavra de Deus. Por exemplo: quem tem o dom de ensinar precisa estudar a Bíblia para poder exercer o dom; quem tem o dom de exortar tem que exortar conforme a Bíblia e não por vontade própria;
  • Embora não sejam igualmente notáveis, todos os dons são importantes. - 1 Coríntios 12:22-26;
  • Alguns dons, tais como a fé, misericórdia e o serviço, são qualidades ou atividades que se esperam de todos os cristãos, porém os possuidores destes dons têm uma capacidade incomum nessa área.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - DEZESSEIS RAZÕES PARA NÃO SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS

DEBATE: BATISTA X ADVENTISTA: OS ESCRITOS DE ELLEN G. WHITE - INSPIRADOS POR DEUS OU NÃO? (PROFESSOR AZENILTO BRITO X FERNANDO GALLI)