DECLARAÇÃO DE FÉ - PNEUMATOLOGIA: A DOUTRINA DO ESPÍRITO SANTO


Cremos que o Espírito Santo é um ser pessoal e divino. O Espírito Santo é a terceira pessoa da Triunidade. Ele é coigual, coeterno e consubstancial ao Pai e ao Filho, pois é tão Deus quanto o Pai e o Filho.

PROVAS DA PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO

Cremos que o Espírito Santo seja um ser pessoal porque a Bíblia atribui a Ele aspectos pessoais como:

  • Intelecto – Ele conhece as coisas de Deus (1 Coríntios 2:10, 11) e Ele sonda os corações. - Romanos 8:27;
  • Emoções – Pode-se entristecê-lo. - Efésios 4:30; Isaías 63:10.
  • Vontade própria – Ele distribui dons conforme lhe apraz. - 1 Coríntios 12:11.
  • Pode ser desobedecido. - Atos 10:19-21;
  • Pode-se mentir a Ele. -  At. 5:3, 4.
  • Pode ser resistido. - Atos 7:51;
  • Pode ser reverenciado. -  Salmos 51:11;
  • Pode-se blasfemar contra Ele. - Mateus 12:31;
Cremos que o Espírito Santo seja um ser pessoal pelas suas Obras pessoais.

  • Ensina - João 14:26;
  • Guia - Romanos 8:14;
  • Comissiona - Atos 13:4;
  • Ordena - Atos 8:29; Atos 13:2;
  • Age no homem - Gênesis 6:3;
  • Intercede - Romanos 8:26;
  • Fala - João 15:26; 2 Pedro 1:21;
PROVAS DA DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO

Cremos que o Espírito Santo é Deus, pois:

  • Ele é chamado de Deus quando se diz que Ananias e Safira mentiram para o Espírito Santo e para Deus. – Atos 5:3, 4. 
  • Diz-se dEle: O Senhor é o Espírito, ou seja, se há um só Senhor, Deus (Efésios 4:5) e o Espírito é o Senhor, logo, o Espírito Santo é Deus. - 2 Coríntios 3:17, 18.
  • Identificação com YHWH. Em Isaías 6:8-10 lemos que YHWH disse as mesmas palavras que em Atos 28:25-27, onde se diz que foi o Espírito Santo quem as falou.
Cremos na divindade do Espírito Santo por Ele possuir os seguintes tributos divinos conforme as Escrituras:

  • Eternidade – [...] Cristo ... por meio do Espírito Eterno, ofereceu-se a si mesmo... - Hebreus 9:14.
  • Onipresença – Não se pode fugir do Espírito de Deus pois Ele está em toda a parte. - Salmos 139:7-10. 
  • Onipotência - Associa-se o Espírito Santo com o poder do Altíssimo. - Lucas 1:35. 
  • Onisciência - 1 Coríntios. 2:10, 11.
Cremos nas seguintes obras do Espírito Santo que o identificam como Deus:

  • Criação – O Espírito de Deus participou da criação dos céus e da terra (Gênesis 1:1, 2) nos fez e nos deu vida (Jó 33:4); Deus envia seu Espírito para criar. - Salmos 104:30
  • Transmissão de vida – O Espírito Santo ressuscitou Jesus e dará vida aos nossos corpos mortais (Romanos 8:11); Diz-se que o Espírito é que dá vida. - João. 6:63
  • Autoria da profecia divina – Homens falaram da parte de Deus movidos por Espírito Santo. - 2 Pedro 1:21.
A OBRA DO ESPÍRITO SANTO

Creio na Seguinte atuação do Espírito Santo:

  • Ele dá vida, sustentando a vida humana e animal (Salmo 104:30; Jó 34:14, 15), e quanto aos salvos, dá-nos vida nova na regeneração. (João 3:3-7; 2 Coríntios 3:6b) e no futuro completará a obra de dar vida por vivificar o nosso corpo mortal. – Romanos 8:11.
  • Ele dá poder para o serviço a Deus. – Números 27:18; Deuteronômio 34:9; Lucas 4:18, 19 [capacitou Jesus para pregar o evangelho]; Mateus 12:28; Atos 1:8; Romanos 8:26.
  • Distribui dons. – 1 Coríntios 12:7.
  • Ele purifica por convencer o incrédulo do pecado (João 16:8-11) e por fazer o crente a romper com a anterior vida de pecado e se santificar cada vez mais a Deus. (1 Coríntios 6:11, Tito 3:5). Depois, Ele nos faz crescer na vida cristã através do seu fruto. (Gálatas 5:22, 23). Ele nos transforma aos poucos de glória em glória (2 Coríntios 3:18) e nos santifica pelo seu poder (2 Tessalonicenses 2:13; 1 Pedro 1:1, 2) e, portanto, não mais andamos segundo a carne (Romanos 8:4) dando-nos a certeza de sermos filhos de Deus. – Romanos 8:15, 16.
Cremos que, quanto a revelar, o Espírito Santo:

  • Revelou a palavra de Deus para os homens a assentarem por escrito (2 Pedro 1:21);
  • Encheu pessoas para se expressarem com palavras que também foram incluídas nas Escrituras (Lucas 1:41, 67, 2:25);Com frequência fez-se conhecido através de fenômenos que indicaram sua atividade e a presença de Deus. - Números 11:25, 26; Juízes 14:6, 19; 15:14; 1 Samuel 10:6, 10; João 1:32; Atos 2:2-4; 
  • Manifesta a presença de Deus na vida do crente por:Dar testemunho com o nosso espírito que somos filhos de Deus - Romanos 8:16.5.4.2. 
  1. Dá-nos a garantia de nossa futura comunhão com ele no céu. – 2 Coríntios 1:22; 5:5.5.4.3. 
  2. Revela seus desejos para nós de modo que possamos ser guiados por eles e segui-los. – Gálatas 5:16-23; Romanos 8:4-16.5.4.4. 
  3. Concede dons. – 1 Coríntios 12:7-11.5.4.5. 
  4. Opera sinais milagrosos e prodígios que atestam de maneira poderosa a presença de  Deus na pregação do evangelho. – Hebreus 2:4; 1 Coríntios 2:4; Romanos 15:19.
Cremos que o Espírito Santo guia e dirige o povo de Deus. – Ezequiel 11:1; 37:1; 43:5; Mateus 4:1; Lucas 4:1; Atos 8:29; Atos 10:19, 20; 11:12; Atos 13:2; Atos 8:39, 40; Apocalipse 17:3; 21:10; Romanos 8:4, 14; Gálatas 5:16, 18; Atos 15:28, 29; Atos 16:6, 7; 20:22, 23; 20:28; 1 Coríntios 14:29-33.

Cremos que o Espírito Santo proporciona uma esfera digna de Deus ao manifestar a sua presença, por:

  • Dar a convicção de pecado, de justiça e de juízo. – João 16:8-11;
  • Ele derrama o amor de Deus em nosso coração. – Romanos 5:5. 15:30; Colossenses 1:8;
  • Ele confere justiça, paz e alegria, enfim, o fruto dele. – Romanos 14:17; Atos 13:52; 1 Tessalonicenses 1:6; Gálatas 5:22, 23.
  • Ele transmite verdade (João 14:17; 15:26; 16:13; 1 João 5:7); sabedoria (Deuteronômio 34:9; Isaías 11:2), conforto (Atos 9:31), liberdade (2 Coríntios 3:17), justiça (Romanos 14:17), esperança (Romanos 15:13; Gálatas 5:5); consciência de filiação (Romanos 8:15, 16; Gálatas 4:5, 6), glória (2 Coríntios 3:8), unidade (Efésios 4:3) e poder (Atos 1:18; 1 Coríntios 2:4; 2 Timóteo 1:7; Atos 1:8).
  • O Espírito Santo transmite segurança não apenas de que somos filhos de Deus, mas também que Deus permanece em nós e nós em Deus. – Romanos 8:16; 1 João 3:24.
Cremos que o Espírito Santo ensina e ilumina, a base das seguintes evidências bíblicas:

  • Jesus disse que ele ensinaria. – João 14:26.
  • Ensina até o que iremos dizer diante de tribunais, quando perseguidos. – Lucas 12:12; Mateus 10:20; Marcos 13:11.
  • Revela acontecimentos futuros para os filhos de Deus. – Lucas 2:26; Atos 11:28; Atos 21:11; 20:23. 21:4.
  • Revela o que acontecerá nos últimos dias. – 1 Timóteo 4:1.
  • Revela o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. – 1 Coríntios 2:10.
  • Sua obra iluminadora nos capacita a entender. – 1 Coríntios 2:12, 14, 15; Efésios 1:17-19.
Cremos que o Espírito Santo unifica a Igreja de Cristo (Efésios 4:5), com base nas seguintes evidências bíblicas:

  • Depois do derramamento do Espírito Santo no Pentecostes, houve unidade na Igreja sem precedentes. – Atos 2:44-47.
  • O Espírito Santo dá-nos comunhão unificadora, no vínculo da paz. – 2 Coríntios 13:13; Filipenses 2:1, 2; Efésios 2:18, 22; 4:3.
Cremos que o Espírito Santo distribui dons na igreja visando um fim proveitoso. – 1 Coríntios 12:7, 11, 13, 21.

Cremos que o Espírito Santo produz amor em nosso coração e seu amor une as pessoas. – Romanos 5:5; Gálatas 5:22; Colossenses 1:8; 3:14.

Cremos que o Espírito Santo dá sinais mais fortes ou mais fracos da presença e bênção de Deus, segundo nossa resposta a Ele, isto baseados nas seguintes evidências bíblicas:

  • O Espírito Santo veio sobre Sansão várias vezes (Juízes 13:25; 14:6, 19; 15:14), mas abandonou-o quando ele persistiu no pecado. – Juízes 16:20.
  • Ele se retirou de Saul quando este persistiu no pecado. – 1 Samuel 16:14.
  • Ele pode ser resistido e isto resulta em tristeza e afastamento dele para com seus oponentes. – Isaías 63:10; 7:51; Efésios 4:30; 1 Tessalonicenses 5:19.
  • Ele se afasta quando nos prostituímos. – 1 Coríntios 6:19, 20.
  • Desobediência empedernida a Ele traz severo julgamento. – Atos 5:1-9. 4.13.5. 
  • Merece severa punição o homem que ultraja o Espírito da graça. – Hebreus 10:27, 29.
  • Não há perdão para um tipo de ofensa: O pecado contra o Espírito Santo. – Mateus 12:31, 32; Marcos 3:29; Lucas 12:10.
Cremos que o Espírito Santo habita nos verdadeiros crentes. – 1 Coríntios 3:16; 6:19, 20.

Cremos que podemos ter comunhão íntima e parceria com o Espírito Santo em nossa vida. – 2 Coríntios 3:14; Filipenses 2:1.

Cremos que o Espírito Santo nos confia dons (1 Coríntios 12:11), verdade (2 Timóteo 1:14) e ministérios (Atos 20:28).

Cremos que o Espírito Santo flui do nosso mais profundo interior como rios de água da vida. – João 7:38, 39.

Cremos que o Espírito Santo permanece sobre aqueles que sofrem por causa de Cristo. – 1 Pedro 4:14.

Cremos que o Espírito Santo permite que além de nos dar seu fruto (Gálatas 5:22, 23) possamos estar no Espírito, ou seja, num ambiente da presença manifesta de Deus. – Apocalipse 1:10; 4:2.

Cremos que o Espírito Santo nos dá coragem e com isso a Igreja cresce. – Atos 9:31.

Cremos que podemos nos exultar no Espírito Santo. – Lucas 10:21.

Cremos que podemos resolver ou decidir algo no Espírito. – Atos 19:21.

Cremos que podemos ter a própria consciência testemunhando no Espírito. – Romanos 9:1.

Cremos que se pode ter acesso a Deus no Espírito. – Efésios 2:18. 

Cremos que se pode orar no Espírito Santo. – Efésios 6:18; Judas 20.

Cremos que é possível ser cheio do Espírito Santo. – Efésios 5:18; Lucas 1:15, 41, 67; Atos 2:4; 4:8; 6:3, 5; 7:55; 9:17; 11:24; 13:9.

Cremos que é possível andar na direção do Espírito Santo. – Romanos 8:12-16; Gálatas 16-26.

Cremos que é possível concentrar nossa mente nas coisas do Espírito. – Romanos 8:4-6.

Cremos que é do Espírito Santo que deve depender toda obra mais expressiva de nossa parte. – Zacarias 4:6.

Cremos que jamais devemos descontinuar nosso relacionamento com o Espírito Santo por nos aperfeiçoar na carne. – Gálatas 3:2-5.

O ESPÍRITO SANTO CONCEDE DONS ESPIRITUAIS

Cremos que os dons do Espírito Santo, assim que o homem nasce de novo em sua conversão, são dados a ele para o desempenho de um serviço na Igreja, que é o Corpo de Cristo. São os seguintes textos que falam de dons espirituais:

  • Romanos 12:6-8 - Profecia, ministério, ensino, exortação, contribuição, liderança, misericórdia; 
  • 1 Coríntios 12:4-11: Sabedoria, conhecimento, fé, cura, operação de milagres, profecia, discernimento de espíritos, variedades de línguas, interpretação de línguas;
  • 1 Coríntios 12:28: Apóstolos, profetas, mestres, operação de milagres, cura, socorro, governo, variedade de línguas;
  • Efésios 4:11: Apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres;
  • 1 Pedro 4:11: Falar, servir.
Cremos que a Bíblia também dá a entender sobre dons de serviço, ou seja, daqueles que se destinam a ministrar ajuda, ensino e serviço em favor de outros. – Romanos 12:7;

Não cremos que hoje haja dons de maravilhas, como falar e línguas, interpretar línguas estranhas, profecias, curas. A Bíblia ensina que esses dons cessariam (1 Coríntios 13:8), e como o surgimento deles está condicionado à existência dos apóstolos, e hoje não há mais apóstolos, defendo que tais dons de maravilhas eram dons de autenticação. Estes dons, também chamados de sinais, foram dados aos que ouviram de Jesus. - Hebreus 2:2-4.
Todavia, admito a possibilidade de Deus, numa demonstração de sua soberania, curar, fazer uma pessoa falar num idioma diferente, profetizar na acepção de interpretar a profecia para a igreja iluminado pelo Espírito Santo, mas que esses atos não seriam dons. 
Não cremos que haja apóstolos entre nós pois aqueles da Igreja do século I juntamente com Cristo são fundamento para nós. (Efésios 2:20) Não precisamos de outro fundamento. E Apocalipse fecha o número dos apóstolos em doze. – Apocalipse 21:14.

Cremos na seguinte explanação dos dons à Luz da Bíblia.:


  • Ministério ou Servir: Deus dá a certos membros do corpo de Cristo habilidades especiais, ou até uma potencialização espiritual, para os membros do Corpo de Cristo reconhecer as necessidades não satisfeitas das tarefas relacionadas com a obra de DEUS ou necessidades de pessoas, a fim de que estes possam usar os recursos disponíveis para suprir essas necessidades, ajudando a alcançar as metas desejadas. - 1 Pedro 4:11; Romanos 12:7. 
  • Ensino: É a capacidade da pessoa, potencializada pelo Espírito Santo, de se comunicar as verdades espirituais a outrem, ajudando a firmar na vida dos cristãos o conhecimento da Palavra de Deus, e sua aplicação em seu pensar e agir. - Romanos 12:7; I Coríntios 12:28.
  • Exortação: Dar estímulo e encorajamento a outros crentes a crescerem em Cristo, ou ministrar palavras de ajuda, consolo, ânimo, admoestação e conselho. - Romanos 12:8.
  • Presidir ou Governo: É a habilidade de se exercer uma liderança em imitação à Cristo para estabelecer alvos, metas, objetivos de acordo com o propósito de Deus para o futuro, motivando os membros da igreja local a organizadamente cooperarem para se atingir tais pretensões. – 1 Coríntios 12:28; Romanos 12:8.
  • Misericórdia ou Socorro: É a sensibilidade às necessidades das pessoas para lhes dar conforto, esperança e fortalecimento. - 1 Coríntios 12:28; Romanos 12:8; Ver Tiago 1:27.
  • Contribuição: É contribuir e repartir com generosidade, além do usual, obra esta que o Espírito Santo motiva o crente a fazer. - Romanos 12:8; Atos 4:32-37.
  • Pastores: É a capacidade de se dedicar com o grupo de crentes que, por intuição divina através do Espírito Santo, passam a reconhecer tal pessoa que se sente chamada a ser pastor. Envolve; guiar, cuidar, alimentar e proteger o rebanho através da Bíblia (2 Pedro 3:15; Tito 1:9; Ver Atos 20:29-32) resultando no seu crescimento na graça e impacto na sociedade. - Efésios. 4:11.
  • Mestre: Capacidade do Espírito Santo dada a pessoas para tornar verdades bíblicas facilmente compreensíveis e aplicáveis. – Efésios 4:11;
  • Evangelista: Pessoas com a capacidade que vem do alto para pregar a Palavra de Deus em público ou em particular (Atos 5:42; 20:20, 21) visando a salvação delas. – 1 Timóteo 4:16; Efésios 4:11. 12.
  • Fé: Não se trata da fé salvífica.  Trata-se da certeza extra, que vem do próprio Pai, que certos irmãos possuem, de que Deus cumprirá seus propósitos e até que tornará possíveis as realizações de atividades espirituais futuras projetadas para o bem da igreja. Por demonstrar tal fé, a pessoa age de tal forma que motiva outros a imitar sua fé, o que provê encorajamento a outros, principalmente quando se vê cumprido o que se esperou possuir ou concretizar com fé. - 1 Coríntios 12:9.
  • Dons de autenticação (temporários) ou de sinais - São aqueles dons dados distribuídos pelo Espírito Santo para confirmar ou autenticar a Igreja verdadeira e a sua mensagem de salvação em Cristo Jesus. Conferidos à época apostólica, esses dons cessaram com o passar dos anos, ainda na era apostólica. Creio assim pelos seguintes motivos:
  1. Os últimos livros da Bíblia nada mencionam sobre eles, 
  2. Na época dos “pais da igreja”, não há menção de tais dons; tais dons também não foram mencionados. 
  3. Paulo afirma que esses dons de maravilhas cessariam. (1 Coríntios 13:8-10): havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará, até que viesse o que é perfeito, ou seja, a perfeita e completa revelação das Escrituras. Os dons temporários eram os seguintes:
  • Apóstolos: Foram homens escolhidos por Jesus Cristo para declararem seu evangelho e foram testemunhas oculares de sua morte (com exceção de Paulo) e sua ressurreição. Através dos apóstolos, juntamente com o Cristo, funda-se e alicerça-se a Igreja de Cristo. Sendo assim, não precisamos mais de apóstolos, assim como não precisamos de mais outros cristos.  -  Mateus 16:18, 19; Efésios 2:19, 20; 1 Coríntios 9:1; 15:7, 8; At. 9:1-9; 18:9; 23:11; Mateus. 10:1-4; Lucas 6:12-16; Atos 3:3-11; 5:15-16; 9:36-42; 20:6-12; 28:1-6; Judas 17; Apocalipse 21:14.
  • Profetas: Poucas pessoas a quem Deus revelou por Espírito Santo (2 Pedro 1:21) as Sagradas Escrituras. Também era função desses profetas a capacidade de interpretar as Escrituras e o conteúdo de suas palavras poderia abordar previsões futuras e também uma revelação de DEUS (seu pensamento) com respeito ao momento presente. Isto resultava emo em edificação, exortação e conforto. - Deuteronômio 34:10; 1 Samuel 3; Isaías 6:1, compare com Deuteronômio 13:1; Isaías 6:8, 9; Jr. 1:7-9.
  • Línguas: Tratava-se do poder de falar sobrenaturalmente numa língua falada aqui na terra sem nunca tê-la aprendido. Isto resultava em edificação, não em confusão ou bagunça.  Atos 2:4-12, 19; 1 Coríntios 12:10, 28, 30; 13:1, 8; 14:1ss.
  • Interpretação de línguas: Era o poder de interpretar ou traduzir as línguas jamais conhecidas, jamais estudadas. - 1 Coríntios 12:10; 14:1ss (27-28).
  • Milagres (como dom): Ato observável e sobrenatural extraordinária de efetuar coisas sobrenaturais, que nenhuma lei física pode produzir ou explicar. Ocorriam para demonstrar a verdadeira Igreja, e consequentemente o verdadeiro Deus. Deus usou este mesmo método para mostrar que Israel era seu povo e que Ele era o Deus deles. - Êxodo 7:19-21; 1 Reis. 17; João 2:1-11; 1 Coríntios 12:10, 28, 29; Romanos 15:18, 19;  2 Coríntios 12:12; Hebreus 2:3, 4. 
  • Curar (como dom): Ato sobrenatural de curar fisicamente uma pessoa. Os que observavam os milagres criam e reconheciam a autoridade de quem ministrava as curas. - Atos 3:1-9; 1 Coríntios 12:9, 28-30; Atos 2:22, 43. 
  • Palavra de Sabedoria: É a capacidade sobrenatural de interpretar, transmitir e aplicar, pela ação do Espírito Santo, as verdades já reveladas e as novas revelações para a edificação da Igreja. Essas pessoas foram os instrumentos de Deus para nos dar o NT. - 1 Coríntios 2:1-8.
  • Palavra de Conhecimento: É a capacidade sobrenatural para compreender as verdades da Bíblia, tornando-as compreensíveis ao público. Estas pessoas foram instrumentos de Deus para nos dar o NT.  Ex.: Paulo deu “nova” ou “oculta” interpretação a textos do AT. -  Romanos 3:10-18; Gálatas 3:8-16; 4:27-30; 1 Coríntios 12:8; 13:8.
  • Discernimento de Espíritos: É a capacidade sobrenatural que algumas pessoas tiveram de julgar as atividades dos profetas do NT, avaliar se a profecia veio do Espírito Santo ou de Satanás, e também usado para garantir a veracidade dos profetas enquanto o NT estava sendo escrito. Resultando em libertação de erro doutrinário. I Coríntios 12:10; 14:29-32. 
Cremos nos seguintes outros aspectos acerca dos dons espirituais:


  • Os dons são cedidos pelo Espírito Santo (I Co. 12:11) aos crentes;
  • Cada crente tem pelo menos um dom espiritual (I Pedro 4:10);
  • O dom não é um prêmio ao cristão e a posse ou a ausência de determinado dom não é motivo para orgulho ou pesar;
  • Os dons podem e devem ser desenvolvidos a luz da Palavra de Deus. Por exemplo: quem tem o dom de ensinar precisa estudar a Bíblia para poder exercer o dom; quem tem o dom de exortar tem que exortar conforme a Bíblia e não por vontade própria;
  • Embora não sejam igualmente notáveis, todos os dons são importantes. - 1 Coríntios 12:22-26;
  • Alguns dons, tais como a fé, misericórdia e o serviço, são qualidades ou atividades que se esperam de todos os cristãos, porém os possuidores destes dons têm uma capacidade incomum nessa área.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7