DECLARAÇÃO DE FÉ - ANGELOLOGIA


Cremos que os anjos são seres espirituais, pois em Hebreus 1:13, 14 se diz que Deus os chama de espíritos.

Cremos que os anjos são seres criados por Deus, pois Neemias 6:9 diz que Deus criou o exército dos céus e este o adora; Salmos 148:2, 5 diz que Deus deu ordem e os anjos foram criados. Paulo também parece se referir aos anjos quando diz que Deus criou todas as coisas, as visíveis e as invisíveis. – Colossenses 1:16.

Cremos que os anjos são seres superiores ao homem em força e poder, conforme 2 Pedro 2:11. O Salmo 103:20 se refere a eles como poderosos em força.

Cremos que, segundo Jesus, os anjos não se reproduzem, pois nem sequer se casam. Marcos 12:25. Portanto, declaramos impossível que anjos tivessem vindo se casar com mulheres aqui na terra, ainda mais por conta própria, sem que Deus os tivesse enviado, como se eles tivessem o poder criativo para assumir corpos carnais capazes de se reproduzirem. E ainda mais deploramos aquele ensino, produto da mente de certos articulistas das Escrituras, que afirma os demônios como espíritos de uma raça híbrida nascida das relações sexuais entre anjos e mulheres, espíritos estes que desencarnaram no dilúvio, quando seus corpos morreram no dilúvio.

Cremos que os anjos foram criados em grande número, pois o texto grego de Hebreus 12:22 permite-nos a tradução de incontável número de anjos, e em Daniel 7:10 fala-se de uma visão em que milhares de milhares o serviam [a Deus] e milhares de milhares estavam diante dele. Em Apocalipse 5:11 fala de muitos anjos aos milhares de milhares e milhões de milhões.

Cremos, conforme a Bíblia dá a entender, que haja uma hierarquia entre os anjos, mas não temos como precisar o modus operandi disto. Em 1 Tessalonicenses 4:16, fala-se de arcanjo. Em 1 Reis 22:19 refere-se a um exército diante de Deus, o que possibilita a crença de líderes deste exército. Miguel, o arcanjo, é chamado de um dos principais príncipes, em Daniel 10:13, o que indica haver outros de sua categoria. Também, a Bíblia parece referir-se a classes de anjos quando menciona:

  • Os querubins. – Gênesis 3:24; Êxodo 25:22; Salmos 18:10; Ezequiel 10:1-22;
  • Os serafins. – Isaías 6:2-7.
  • Os seres viventes. – Ezequiel 1:5-14; Apocalipse 4:6-8.  
  • Os filhos de Deus. – Jó 38:6, 7.
Cremos que a Bíblia dá nome a alguns anjos, como Miguel (Daniel 10:13) e Gabriel (Lucas 1:19; 26, 27).

Cremos que os anjos não são onipresentes, muito menos “bilocam”. Eles precisam se locomover para irem de um lugar a outro. Por isso se diz que o anjo Gabriel foi enviado para Nazaré (Lucas 1:26) e Gabriel veio para ajudar a Daniel quando o anjo da Pérsia (anjo mau) lutava contra ele.

Cremos que os anjos são seres pessoais (mas espirituais), pois:

  • Possuem intelecto. A eles se revela verdades, eles ministram. – 1 Pedro 1:12.
  • Agem com emoção. Lemos em Lucas 2:13 que, no nascimento de Jesus, uma grande multidão de anjos do exército celestial apareceu junto ao anjo, louvando a Deus.
  • Possuem vontade própria. Anjos maus quiseram deixar sua posição celestial. (Judas 6) E em 1 Pedro 1:12, diz-se que os anjos desejam examinar certas coisas.
Cremos que os anjos não podem morrer. Os fiéis, conforme Jesus, jamais morrem. (Lucas 20:36) Os desobedientes sofrerão para sempre no fogo eterno preparado para o Diabo e seus anjos. – Mateus 25:41.

A NATUREZA MORAL DOS ANJOS

Cremos que os anjos foram criados sem pecados. A Bíblia indica isso por ensinar que eles abandonaram sua posição celestial, que não mantiveram seu domínio. - Judas 6.

Cremos que os anjos foram criados com liberdade moral. Muitos anjos decidiram pecar, portanto possuíam o livre arbítrio. - 2 Pedro 2:4; Judas 6.

Cremos que a maioria dos anjos não pecou, mas mantiveram-se obedientes. Por isso, lemos que Jesus em glória com seus santos anjos. (Mateus 25:31; Marcos 8:38). A estes a Bíblia chama de anjos eleitos. - 1 Timóteo 5:21.

AS ATIVIDADES DOS ANJOS BONS

Cremos que os anjos adoram a Deus. A Bíblia ensina que os anjos adoram a Deus, reconhecendo-o como Santo, Santo, Santo (Isaías 6:2, 3)

Cremos que os anjos fazem a vontade de Deus. – Lemos no Salmo 103:20 que eles bendizem a Deus e são obedientes à Palavra dEle. Jesus ensinou na oração do Pai Nosso que a vontade de Deus seja feita, assim na terra como no céu. (Mateus 6:10) Só podemos concluir que os anjos é que fazem a vontade de Deus no céu.

Cremos que os anjos ministram ou prestam serviço aos salvos.  Em Lucas 16:22, lemos que os anjos levam o espírito do mendigo falecido para junto de Abraão. Em Hebreus 1:14, eles são chamados de espíritos ministradores enviados para servir em favor dos que herdarão a salvação.

Cremos que os anjos sãoo mencionados levando a mensagem de Deus a outras pessoas. Em Lucas 1:11-19, o anjo do Senhor traz a notícia a Zacarias de que sua esposa estéril daria à luz um filho. – Veja também Atos 8:26; 10:3-8, 22; 27:23, 24. 

Cremos que os anjos de Deus executam os juízos de Deus. – 2 Samuel 24:16, 17; 2 Crônicas 32:21; Atos 12:23; Apocalipse 16:1; Mateus 16:27; Lucas 9:26; 2 Tessalonicenses 1:7. 

Cremos que os anjos atuam na terra como representantes de Deus. – Zacarias 1:10, 11.

Cremos que os anjos guerreiam contra as forças demoníacas. – Daniel 10:13; Apocalipse 12:7, 8.

Cremos que um ou mais arcanjos anunciarão a volta de Cristo. – 2 Tessalonicenses 1:7.

Cremos que um anjo é usado para simbolicamente acorrentar Satanás por mil anos. – Apocalipse 20:1-3.

SATANÁS

Cremos que Satanás e seus anjos foram expulsos dos céus. – Apocalipse 12:7-12.

  • Se foram expulsos é porque antes de sua expulsão não haviam incorrido em pecado. O pecado de Satanás foi não permanecer na verdade por: (a) ser o pai da mentira A mentira foi enganar Adão (e Eva) para que cressem que se tornariam iguais a Deus. (Gênesis 3:1-5); (b) ser homicida, pois causou a morte através do pecado instigado em nossos primeiros pais. – Romanos 5:12; João 8:44.
Cremos que Satanás foi condenado ao fogo eterno, ou lago de fogo, junto com seus anjos. – Mateus 25:41, Apocalipse 20:10.

Cremos que Satanás encontra-se, após a morte de Cristo e o início da Igreja em Pentecostes, amarrado por mil anos simbólicos, período este em que, pela atividade da Igreja na terra, as portas do inferno não resistem e Satanás não consegue desencaminhar as nações nos quatro cantos da terra como fez antes de Cristo. (Apocalipse 20:1-3) Mesmo assim:

  • Satanás desencaminha a muitos, mesmo limitado, procurando como leão a quem devorar. – 1 Pedro 5:8.
  • Paulo diz que temos uma luta contra eles, Satanás e seus anjos. – Efésios 6:11, 12.
  • Tiago diz que precisamos resistir ao Diabo, e ele fugirá de nós. (Tiago 4:7) Mesmo sabendo que não poderá separar os salvos de Deus (Romanos 8:38, 39), ele procura, juntamente com seus anjos, ou representado por eles, opor-se aos propósitos de Deus, por:
  1. Resistir a seus servos. -  Daniel 10:10-14; Zacarias 3:1;
  2. Afligir os crentes. - 2 Coríntios 12:7;
  3. Atacam os crentes numa batalha espiritual. – Efésios 6:11, 12, 16.
  4. Enganar os não crentes. – 2 Coríntios 4:4;
  5. Dominar a vida dos não crentes, a ponto de entrar neles. – Lucas 22:3.
POSSESSÃO E OPRESSÃO DEMONÍACA

Sobre possessão. cremos ser possível Satanás e seus demônios habitarem numa pessoa, causando nela prejuízos físicos ou mentais. Os relatos de Marcos 7:24-30 e Mateus 8:28-34 provam isso.

Cremos ser impossível que um crente habitado pelo Espírito Santo (1 Coríntios 3:16; 6:19) seja possesso por um demônio. Lemos em 2 Coríntios 6:15 que não há parceria entre Cristo e Belial (outro nome dado a Satanás); Embora pequemos, Deus nos fortalece e nos protege contra o maligno. (2 Tessalonicenses 3:3) Além disso, a própria Bíblia diz que naquele que nasceu de Deus, o maligno não o toca. – 1 João 5:18.

Sobre opressão, cremos ser possível o crente (e o não crente) sofrer ataques externos desses anjos maus. Pois a Bíblia dá a entender isso:

  • O próprio Jesus foi tentado por Satanás. – Mateus 4:1-11; Lucas 4:1-13;
  • Paulo foi afligido por um mensageiro de Satanás (espinho na carne). – 2 Coríntios 12:7;
  • Paulo revela-nos que temos uma luta contra esses anjos maus. – Efésios 6:12.
  • Satanás busca a quem devorar. – 1 Pedro 5:8.
ASPECTOS PRÁTICOS DA DOUTRINA DOS ANJOS E DEMÔNIOS



Cremos nos seguintes benefícios de se conhecer a doutrina dos anjos e demônios:
  • Traz conforto e encorajamento, pois temos potente e numeroso auxílio em nossa hora de necessidade.
  • Aprendemos do louvor e da gratidão dos anjos.
  • Apresenta uma advertência, pelo fato de que até os anjos caíram.
  • Devemos conhecer as táticas do inimigo. - 2 Coríntios 11.14.
  • Ainda que seja potente o Diabo e seus demônios, são limitados, e no poder de Deus podemos vence-los e a derrota final de Satanás e seus anjos é certa. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - DEZESSEIS RAZÕES PARA NÃO SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS

DEBATE: BATISTA X ADVENTISTA: OS ESCRITOS DE ELLEN G. WHITE - INSPIRADOS POR DEUS OU NÃO? (PROFESSOR AZENILTO BRITO X FERNANDO GALLI)