TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - A PÁTRIA MELHOR DE HEBREUS 11:16 É NO CÉU OU PERTENCENTE AO CÉU?

A Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas dos TJs - a bíblia fabricada pela seita com o fim de adequar a Palavra de Deus aos ensinos do Corpo Governante - traduz Hebreus 11:16 de um modo diferente de 99,9% das versões bíblicas, dando a entender que os servos pré-cristãos aguardavam uma pátria não no céu, mas pertencente ao céu, ou seja, o Reino de Deus, que será estabelecido aqui na Terra. Será que isto procede? A resposta é um sonoro não. Por quê?

Em primeiro lugar, vejamos a diferença entre o texto bíblico e aquela coisa que chama de "bíblia". 

"Mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Por isso também Deus não se envergonha deles, de se chamar seu Deus, porque já lhes preparou uma cidade." - Hebreus 11:16, ACF.
"Mas agora procuram alcançar um [lugar] melhor, isto é, um pertencente ao céu." - Hebreus 11:6, TNM (TJ)

Tanto a literatura oficial da seita TJ como os textos na internet de seus apologistas anônimos fazem um malabarismo violento para chegar a esta conclusão. É um estupro com requintes de violência o modo como interpretam essa passagem. Vejam as etapas inventadas para levar o leitor a concluir o absurdo:

01. Tentam ludibriar o leitor ao afirmar que a tradução mais literal seria pertencente ao céu ou do céu.

RESPOSTA CRISTÃ - A tradução mais literal é mas agora desejam uma melhor, isto é, a celestial. Em grego, temos uma forma adjetival genitiva, ou seja, epouraniou qualifica o local: é celestial. Pode-se traduzir por pertencente ao céu? Pode, mas com ressalvas, pois dá margem para dupla interpretação: pertence ao céu por estar no céu ou pertence ao céu por estar na terra? Percebemos que como a seita TJ crê que Abraão, Isaque e Jacó viverão no paraíso na terra, ele usaram de malandragem textual e inseriram no texto sagrado a expressão pertencente ao céu, já que ela pode levar o leitor a entender os dois significados possíveis já mencionados e dar brecha para a ineterpretação TJ sobre o paraíso na terra. Todavia, numa construção similar, em grego, Paulo escreve a Timóteo (segue o texto na 'bíblia' TJ): O Senhor me livrará de toda obra iníqua e [me] salvará para o seu reino celestial. A ele seja a glória para todo o sempre. Amém." (2 Timóteo 4:18) Por que não traduziram epouraniou por reino pertencente ao céu? Porque são arbitrários e desenvolveram um lixo de tradução bíblica que harmoniza o texto sagrado às crenças de sua liderança mundial, o Corpo Governante. Para a seita, Paulo viverá no céu, então, traduzem por reino celestial. O mesmo fazem em 1 Coríntios 15:49, onde lemos: "E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial." Por que não traduziram por imagem pertencente ao celestial? Porque entendem como nós que se trata da vida nos céus, então, não traduzem como em Hebreus 11:16 para não gerar confusão: É imagem do que é do céu e estará no céu, ou do que é do céu mas estará aqui na terra? Enfim, é uma tradução TJ que não nos serve nem para papel higiênico.

02. Tentam reforçar essa tradução errônea e dúbia por afirmar que em Hebreus 3:1 e 12:22 as expressões participantes da chamada celestial e a Jerusalém celestial podem ser traduzidas respectivamente por participantes da chamada que pertence ao céu e a Jerusalém que pertence ao céu.

RESPOSTA CRISTÃ - Como já dissemos, é possível em grego essa tradução, mas nesses textos acima, o próprio Corpo Governante ensina que os participantes da chamada celestial (ou da chamada que pertence ao céu) irão viver no céu, e as pessoas que compõem a Jerusalém celestial (ou a Jerusalém que pertence ao céu) viverão no céu. Sendo assim, no caso de Hebreus 3:1 e 12:22, o pertencente ao céu do corpo governante viverá no céu para sempre, mas em Hebreus 11:6 o pertencente ao céu viverá na terra! Pode uma coisa dessas? É interpretação bizarra, de moleques na exegese, procurando ludibriar o leitor a crer que Abraão, Isaque e Jacó e outros servos pré-cristãos almejavam viver numa pátria melhor, isto é, no Reino dos céus que será aqui na terra!

03. Tentam ludibriar as pessoas com textos que nada têm a ver com vida no céu ou na terra. Observe o que o tal Apologista da Verdade (é da mentira!!!!) afirma em seu site em defesa das crenças do herético e satânico Corpo Governante:


RESPOSTA CRISTÃ - Onde esses textos acima falam de ressurreição terrestre? A verdade é que não falam nem de vida eterna no céu, nem de vida no paraíso na terra, mas das expressões de pessoas tristes que pediam para morrer de tanta tristeza e ficar na sepultura. Ou seja, esses textos nada falam das recompensas eternas e muito menos onde elas serão. Só o apologista TJ consegue ver CLARAMENTE o inexistente. Será que ele tem problemas mentais e vê o que não existe ou é malandro e puxa saco do Corpo Governante?

04. Ludibriar as pessoas descaradamente por citar lexicógrafos cristãos como se eles estivessem defendendo a tradução de Hebreus 11:16 na "bíblia" dos TJs. Observe, por exemplo, o que o famigerado Apologista da Verdade TJ fez com a definição dada sobre a palavra grega epouranios:


RESPOSTA CRISTÃ - Quando li isso, percebi que esse tal APOLOGISTA DA VERDADE não passa de um apologista da mentira. Ele sabe perfeitamente que a Concordância de Strong, e outras, quando definem qualquer palavra grega, o fazem definindo de modo genérico as ocorrências de cada palavra, prevendo todas as possibilidades de significado, não importando se a palavra está no nominativo, acusativo, genitivo ou dativo. Ao definir EPOURANIOS, a Concordância de Strong dá as definições acima, mas o  ENGANADOR, O SEM VERGONHA, não conta agora a seus leitores que em Hebreus 11:16, a palavra grega em questão está no genitivo, e NÃO TEM A POSSIBILIDADE DE TER TODOS ESSES SIGNIFICADOS DADOS POR STRONG. Ele sabe que às vezes a mesma palavra no nominativo não tem o mesmo significado no acusativo, no genitivo e no dativo. No começo de seu texto, o Apologista da Verdade explica:


Percebeu a malandragem dele? De fato, quando está na forma adjetival genitiva, pode significar do celestial, mas o próprio Apologista da Verdade sabe que neta forma é IMPOSSÍVEL afirmar que epouranpiou tudo que ocorre na esfera espiritual. Isto seria possível em João 3:12, onde Jesus disse: "Se eu vos disse coisas terrenas e ainda assim não credes, como crereis se eu vos disser coisas celestiais?" Aqui sim! Coisas Celestiais não se referem apenas às coisas que estão no céu, mas as que do céu são transmitidas para a terra, ou seja, tudo que se refere à esfera das atividades espirituais, manifestadas quer no céu, quer na terra. Mas a forma da palavra grega aqui não é EPOURANÍOU, mas EPOURANÍA, que é FORMA ACUSATIVA NEUTRA PLURAL. Ou seja, tem outro significado que Hebreus 11:16. Portanto, é feio fazer o que esse pseudo comentarista de palavras gregas faz com leitores desavisados. Aluno de primeiro ano de grego sabe que o que esse rapaz faz é desonesto!

05. Tentativa de esticar os domínios da pátria celestial para a terra. Veja como isso é feito: (1) Afirmam que essa pátria celestial é o reino de Deus. (2) Afirmam que a cidade que Abraão aguardava foi construída por Deus e tem verdadeiros alicerces, logo, tem a ver com as coisas terrenas. (3) Daí, afirmam que os cristãos já receberam um reino enquanto estão na terra (Hebreus 12:28), logo, esse reino é dos céus porque sua sede é lá mas seus domínios se estendem sobre toda a terra, já que se diz do Messias que ele reinará de mar a mar, desde o rio até os confins da terra. (Salmo 72:8) Assim, concluem que se a cidade é o Reino de Deus, o Reino de Deus é o Reino dos céus, e nós já recebemos o reino dos céus aqui, e Jesus irá reinar sobre a Terra de lá dos céus, então Abraão aguardava algo celestial mas que ficaria aqui na terra. 

RESPOSTA CRISTÃ - Admitimos que Abraão aguardava a cidade, ou seja, o Reino de Deus, mas ela é celestial, por isso é melhor. Desde já recebemos o reino de Deus, não há dúvida, mas onde será melhor o Reino de Deus? Nos céus. E ali que Jesus promete: Na casa de meu Pai há muitas moradas ... vou para lá preparar-vos um lugar. (João 14:1-3) Lá aonde? Aqui? Não! É uma clara referência aos céus. E não vamos nos esquecer que se cidade celestial se refira à Jerusalém celestial, então ela está nos céus, pois Paulo a chama de Jerusalém de cima. (Hebr
As expressões no Salmos 72:8, de mar a mar, do Rio até os confins da terra, se cumpre agora, aqui na terra, enquanto não formos ao céu, o lugar preparado por Jesus para os crentes. (João 14:1-3) Em toda a terra se tem súditos de Jesus. Cristo governa a terra através de sua igreja - embaixadores no lugar de Cristo. - 2 Coríntios 5:20.

Como conclusão, podemos afirmar: Os TJs são os piores manipuladores de textos bíblicos e até extra bíblicos. E para piorar, do próprio texto grego. Que Deus nos dê coragem para expor os erros e os errados! E muita paciência! - Fernando Galli.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7