VIDA CRISTÃ - O TESTEMUNHO DO ESPÍRITO SANTO DE QUE SOMOS FILHOS DE DEUS

Desde a conversão a Cristo o crente, regenerado pelo Espírito Santo, torna-se filho espiritual de Deus. (João 1:12; 3:3; Gálatas 3:26) Paulo, em sua carta aos Romanos, escreve que o Espírito de Deus dá testemunho com o nosso espírito de que somos filhos de Deus. (Romanos 8:16, 17) Como exatamente isto pode ser percebido? A seguir, uma reflexão pessoal sobre isto.

Muitos ficam felizes ao encontrar pais que jamais viram. Da mesma forma, sentimos a alegria de, pela fé em Cristo Jesus, conhecermos o Deus verdadeiro. 

Depois do encontro com os pais, os filhos passam a desenvolver um relacionamento de amor e amizade  com eles. Da mesma forma, como filhos de Deus, sentimos do seu amor e da sua amizade e passamos a desenvolver nosso relacionamento pessoal com Deus.

Conforme os filhos vão conhecendo os pais, estes os ensinam muitas lições de vida e lhes contam muitas histórias para que se inteirem dos fatos jamais sabidos. E também os filhos passam a conhecer cada vez mais do caráter de seus pais. Da mesma forma, conforme vamos nos relacionando com Deus, aprendemos muitas histórias e lições em sua Palavra, a Bíblia, e então descobrimos o maravilhoso e perfeito caráter de Deus - seu amor, sua santidade, sua sabedoria, seu poder, sua justiça.

Filhos que conhecem seus pais fazem questão de conhecer toda a familia, e de se reunir com ela. Da mesma forma, como filhos amados de Deus, passamos a viver como Família Cristã, como Igreja e Corpo de Cristo (1 Coríntios 12:27), para praticar os mandamentos recíprocos de nos amar e nos encorajar uns aos outros, e tanto mais quanto o fim se aproxima. - Hebreus 10:24, 25.

Às vezes, torna-se necessário que os pais disciplinem seus filhos que acabaram de encontrar, mostrando a eles como poderão ser mais felizes fazendo parte de sua nova família. Da mesma forma, Deus nos mostra seu amor por disciplinar seus filhos em Jesus Cristo, e faremos muito bem em acatar a disciplina, pois ela, segundo a Bíblia, no momento não parece motivo de alegria, mas de tristeza, mas depois, porém, produz fruto pacífico nos que por ela têm sido exercitados. - Hebreus 12:11.

Pais e filhos recém aproximados, e que se amam, passam a se comunicar sempre. Da mesma forma, desde que nos tornamos filhos espirituais de Deus, fazemos questão de nos comunicar com Ele através da oração - um sinal de que somos íntimos e dependentes de Deus. E que maravilhoso se orarmos sem cessar. - 1 Tessalonicenses 5:17.

A alegria é tamanha com o privilégio de conhecer seus pais que a partir desse momento os filhos farão questão de contar ao máximo número possível de pessoas: Achei meus pais! Da mesma forma, a partir do momento que alguém encontra a Deus pela fé em Jesus Cristo, ele faz questão de anunciar a todos: Achei meu Pai Celestial, através de Jesus Cristo. Ele imediatamente passa a levar Jesus Cristo aos povos através do discipulado (a Grande Comissão dada por Jesus) e do evangelismo. - Mateus 28:19, 20.

Os filhos que encontram seus pais recebem presentes deles, e se tornam herdeiros também. Da mesma forma, os filhos de Deus recebem dEle a dádiva da vida eterna, e conforme Paulo diz em Romanos 8:17a, se somos filhos, também somos herdeiros, herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo. Isto significa que durante toda a vida eterna, para sempre, desfrutaremos de infindáveis maravilhas, mas também, que desde já, podemos degustar das bênçãos futuras. 

Assim como aqueles que procuram unir filhos aos pais sofrem para reunir informações através de pesquisa exaustiva sobre o paradeiros de ambas as partes, tendo até que fazer viagens longas para confirmar tudo o que foi levantado, da mesma forma Jesus sofreu para nos unir a Deus. Sim, ele é o nosso único mediador entre Deus e os homens. (1 Timóteo 2:5) Jesus Cristo morreu por nós, e enquanto somos fiéis a ele sofremos com ele porque ele sofreu em nosso lugar. E quando ele voltar para julgar os vivos e os mortos, todos os salvos, em todas as eras da Santa Igreja de Cristo, seremos glorificados assim como Jesus, pois Paulo diz: herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo, se é certo que sofremos com ele, para que também com ele sejamos glorificados. - Romanos 8:17b.

Portanto*, sejamos gratos por sermos filhos de Deus, pela fé em Cristo Jesus. O Espírito Santo de Deus nos faz sentir filhos, porque Ele nos conduz a Deus através de Jesus, faz-nos sentir a alegria de sermos amados por Deus, coloca diante de nós as promessas de vida eterna e nos faz ter certeza de nossa salvação (pois nada pode nos separar do amor de Deus) (Romanos 8:38, 39), move-nos a frequentar os cultos e reuniões cristãs e nos beneficiarmos do fraternidade cristã, continua nos convencendo dos pecados e nos levando a toda a verdade através da Palavra de Deus (João 16:13, 14), mesmo que tenhamos que às vezes ser repreendidos, dá-nos força, coragem, alegria e gratidão para discipular e evangelizar (Romanos 1:16; 1 Coríntios 9:16), e nos lembra e nos ajuda a orarmos a Deus sempre. Realmente, é impossível ser cristão sem sentirmos o Espírito Santo de Deus testemunhar a nós que somos filhos de Deus. - Romanos 8:26. - Fernando Galli.
__________________________________

Em Romanos 8:1-39, Paulo mostra como o Espírito Santo de Deus nos faz sentir filhos:

1. Temos certeza de que não há mais condenação pois estamos em Cristo.—8:1.
2. Fomos libertos do pecado e da morte.—8:2.
3. Temos a convicção de que Cristo foi o sacrifício pelo nosso pecado.—8:3.
4. Andamos segundo o Espírito, não segundo a carne.—8:4, 5.
5. Temos vida e paz, portanto, não somos inimigos de Deus.—8:6-8.
6. Pertencemos a Cristo e estamos sob o domínio do Espírito de Deus.—8:9.
7. Cristo está em nós o mesmo Espírito que o ressuscitou nos vivificará para sempre.—8:10, 11.
8. Pelo Espírito mortificamos as práticas do corpo e da carne.—8:12, 13.
9. Somos guiados pelo Espírito de Deus, portanto, somos filhos dEle.—8:14.
10.  Recebemos o Espírito de adoção, e chamamos a Deus, quais filhos adotados, de aba, ou, paizinho (intimidade).—8:15.
11.  O Espírito de Deus dá testemunho ao nosso espírito de que somos filhos de Deus e herdeiros de Deus e de Cristo.—8:16, 17.
12.  Estamos cientes de que nosso sofrimento não é nada diante da glória futura.—8:18.
13.  Ansiamos pela revelação dos filhos de Deus quando para sempre usufruiremos da gloriosa liberdade dos filhos de Deus.—8:19-23.
14.  Sabemos que fomos salvos na esperança e aguardamos com paciência as bênçãos futuras.—8:24, 25.
15.  Somos socorridos e intercedidos segundo a vontade de Deus, pelo Espírito de Deus ao orarmos.—8:26, 27.
16.  Deus faz com que todas as coisas ocorram para o nosso bem pois somos chamados conforme o seu propósito.—8:28.
17.  Deus se importou com nós antes mesmo que houvesse mundo.— 8:29, 30.
18.  Ninguém pode ser contra nós porque Deus é por nós.—8:31.
19.  Receberemos de Deus, com Cristo, todas as coisas.—8:32.
20.  Ninguém pode nos acusar ou nos condenar porque Deus nos justifica através de Cristo, o qual também intercede por nós.—8:33, 34.
21.  Somos mais que vencedores em Cristo Jesus, por isso, nada pode nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus.—8:35-39.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7