ABERRAÇÕES PENTECOSTEIRAS - NÃO SUPORTARAM A SÃ DOUTRINA!

Jeremias ouviu do próprio Deus o desafio para que se procurasse nas ruas e praças de Jerusalém, e caso se encontrasse uma pessoa que praticasse a justiça, a cidade seria perdoada. (Jeremias 5:1) Cuidado pastores! Não façam de nossas igrejas locais um lugar para não se praticar a justiça de Deus, ou seja, a vontade dEle.

Infelizmente, pastores do tipo "legalzão" têm tolerado algazarra, bagunça, confusão, desordem, e tantos outros substantivos do gênero. Uns porque são analfabetos em Bíblia, outros pelo seu autodidatismo horroroso, outros por medo de perder fiéis, afinal, a voz do povo é a voz de Deus, conforme diz a Bíblia. Diz mesmo?

A Igreja, conforme disse certo pregador, possui hoje a pior geração de crentes em quase dois mil anos de história eclesiástica:


(1) Sapateados e risos; 
(2) Gritaria e desordem; 
(3) Louvor com letras carentes de boa teologia e que enaltecem o homem; 
(4) Profetadas; 
(5) Líderes estrelas, com títulos nada humildes; 
(6) Abuso e exploração da fé e do dinheiro dos fiéis, seguido do enriquecimento de pastores à custa de dízimos e ofertas; 
(7) Líderes imorais,trocando de cônjuge fosse trocar de carro; 
(8) Despreparo para se lidar com questões como a homossexualidade; 
(9) Envolvimento com a política suja; 
(10) Curandeirismos; 
(11) A experiência religiosa acima da autoridade das Escrituras Sagradas; 
(12) Testemunhos de experiências aberrantes, como idas ao céu e ao inferno, arrebatamentos, bilocações, viagens fora do corpo; 
(13) Envolvimento com maçonaria e outras sociedades secretas; 
(14) Tolerância para com a imoralidade sexual; 
(15) Sectarismo entre igrejas que se consideram corpo de Cristo; 
(16) Crise de relacionamentos entre membros; 
(17) Supostos dons do Espírito jamais mencionados na Bíblia; 
(18) Desinteresse pelo estudo da Bíblia, evangelização e discipulado; 
(19) Proliferação de igrejas "porta de boteco" resultantes de brigas entre pastores; 
(20) Igrejas com nomes aberrantes; 
(21) Dicotomia entre ter e ser uma igreja; 
(22) Desprezo à sã doutrina e valorização de crendices advindas de seitas e religiões falsas; 
(23) Jovens e adolescentes (e adultos também) crus em Bíblia mas especialistas em sites de relacionamento pessoal; 
(24) Crescimento assustador dos "sem-igreja"; 
(25) Comodismo e mornidão espiritual; 
(26) Retorno ao judaísmo, com valorização às sombras das coisas que prefiguravam a primeira vinda de Cristo.

Por muito menos, Deus destruiu Jerusalém e levou seu povo ao cativeiro em Babilônia.
Todavia, há Jeremias modernos, que como profetas de Deus, mantém sua integridade para com a verdade. Lamentam por tudo isso, sofrem restrições por denunciar essa palhaçada gospel, mas são crentes verdadeiros.

Oremos pelo Corpo de Cristo, a Igreja Amada - a união de crentes genuínos, salvos, que caminham contrário ao espírito mundano infiltrado entre o povo de Deus. Somos uma minoria muito pequena. Perseveremos na doutrina. Somos filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo. - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7