TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SUAS DESCULPAS PELAS MUDANÇAS DE ENSINOS


Quando ministro palestras nas igrejas cristãs sobre as TJs, provo com muita propriedade que elas estão completamente equivocadas em acreditar que o Deus Todo-Poderoso seja o responsável por cerca de 320 mudanças de ensinos, e que cada mudança se trata de uma luz de Jeová no tempo apropriado para aperfeiçoá-las no conhecimento da Bíblia. (Provérbios 4:18) Então, alguns irmãos em Cristo me perguntam: Como as TJs se defendem ao mostrarmos tais mudanças?

As TJs são treinadas a acreditar, a todo custo, que Jeová usa o Corpo Governante para conduzi-las a novas luzes. Veja o que certa revista A Sentinela afirmou:

A Sentinela 15 de julho de 2011, página 30, parágrafo 9.
Quando uma TJ lê que as mudanças de ensinos não devem minar a confiança que possuem no Escravo Fiel e Discreto, ou seja, o Corpo Governante*, elas vibram! Mas quando mostramos as luzes que mudaram de X para Y e depois retornaram para X, então elas realmente ficam sem resposta e desconversam. Por quê? Porque estes tipos de mudanças de ensino não colaboram com a crença de que o Deus da Bíblia poderia, por exemplo, autorizar seu povo a fazer transplante de órgãos, depois proibi-los e mais tarde autorizá-los novamente. Isto não se trata de propósito progressivo de Deus, quando Deus não pode ficar mancando entre duas opiniões diferentes. E o caso dos transplantes foi apenas um dentre dezenas de mudanças do tipo X - Y - X. Sem contar que há as dos tipo: (a) X - Y - X - Y e (b) X - Y - X - Y - X. Que "deus" picareta é este?

As TJs também costumam ficar nervosinhas quando perguntamos a elas: Mostre-me sequer um exemplo na Bíblia em que Deus tenha levado seu povo a mudar certa interpretação e depois tenha voltado para a primeira interpretação. Elas literalmente desconversam, mudam de assunto, quando não, passam para a agressão religiosa. Para mim, isso é falta de humildade. Por isso fogem das críticas. E fogem de mim, pois sabem que sou um perito no que se refere às heresias delas.

A seguir, leia o que o vulgo Apologista da Verdade, defensor virtual das crenças TJs, afirma em seu site para tentar se safar das evidências:


Veja quanta informação inútil do apologista TJ! Primeiro, ele apregoa que tais mudanças são dignas de elogio pois se trata de demonstração de humildade. Mas não se trata de humildade, pois cada vez que elas mudam de ensinos, jamais admitem a possibilidade de estarem erradas, e ameaçam de excomunhão quem ouse a discordar da nova interpretação do Corpo Governante, a qual poderá ser mudada a qualquer momento. Onde a Bíblia ensina isso? Em lugar nenhum!

Segundo, o nobre Apologista da "verdade" apregoa que nós, cristãos, estamos errados por não mudarmos nossos dogmas irremovíveis. Óbvio que nossos dogmas são irremovíveis. Eles são a base da fé cristã e são ensinados há quase dois mil anos pela Igreja. Assim, não estamos nada interessados em mudar verdades básicas da fé cristã, as quais evidenciam no crente a ação do Espírito Santo de Deus. Jamais mudaremos doutrinas como, por exemplo:
  1. Trindade. - Deuteronômio 6:4; 1 Coríntios 8:5, 6; João 1:1; 20:28; Atos 5:3, 4; 2 Coríntios 3:17.
  2. Penas Eternas. - Apocalipse 20:10.
  3. Salvação pela graça de Deus por meio da fé em Cristo Jesus, não por meio de obras. - Efésios 2:8-10.
Todavia, em questões as quais chamamos de secundárias, que não envolvem os pilares da fé cristã e que não se depende delas para identificarmos um salvo, temos pontos de vistas diferentes, e cremos que um dia o Espírito Santo de Deus nos conduzirá a toda verdade que Deus pretender nos ensinar. Então a luz será realmente dia. (Provérbios 4:18) Enquanto isto não chega, Deus permite que descubramos verdades à medida que cada cristão se esforça em buscar os tesouros escondidos da Palavra de Deus.

Quanto às TJs, elas mudam até mesmo de ensinos primários. Chegaram até mesmo a ensinar que se podia prestar a Jesus adoração relativa, depois que não se devia prestar tal adoração, depois que se podia novamente, que não se podia de novo, que se podia novamente, que não se podia de novo. Isto parece até piada! Que espécie de "deus" é esse que permite seu povo a mancar repetidamente entre duas opiniões diferentes?

E para fechar com chave de ouro, o tal Apologista TJ da "verdade" usa o texto de João 16:12 para justificar os "avanços" da luz do "jeová" das TJs. E de fato as TJs usam este texto para ensinar que o Deus da Bíblia usa o Corpo Governante TJ para revelar verdades outrora escondidas porque o povo dele não poderia suportá-las caso elas tivessem vindo à tona anteriormente.

Então, que as TJs de plantão, que vivem fugindo de debater comigo e até proíbem meus comentários nos seus sites, me expliquem:
  1. Quando Jesus ou qualquer dos apóstolos dele mudaram de ensinos como fazem as TJs, de X para Y e de Y para X?
  2. Onde na Bíblia, que no Antigo ou Novo Testamento, ensinos como declaração de fé, após reunião de oração, como faz o Corpo Governante TJ, precisaram ser alterados de X para Y? Ou de X para Y e depois para X novamente?
Uma outra desculpa muito esperta é dada para justificar suas falsas profecias não cumpridas em anos passados. As TJs esperaram, graças ao seu Corpo Governante, a volta de Jesus para 1914, 1925 e 1975. Para se safarem destes fatos, em vez de pedirem perdão e desculpas, justificam-se: "Os discípulos e apóstolos achavam que Jesus restabeleceria o reino em Israel, mas Jesus afirmou que não o faria pois não competia a eles saber quando isto ocorreria. (Atos 1:6, 7) Então, se eles erraram, nós também podemos errar."

Que feio usar o erro dos outros para se justificar! Jesus já havia dito que só o Pai sabia do dia e da hora da volta de Jesus. (Mateus 24:36) Mesmo assim, se desviaram das palavras de Jesus e afirmaram que o fim viria em 1914, 1925 e 1975. E ainda têm a petulância de se considerarem a única religião verdadeira com erros tão graves! E se esquivam disso dizendo: "Isso é passado!", mas ao mesmo tempo vivem criticando o passado das outras igrejas. Quanta hipocrisia desta seita!

A verdade dos fatos é que as TJs são as campeãs de mudanças de ensinos entre as seitas. Mudaram, até 21.09.2014, 324 vezes de ensinos! E como demonstração da enorme humildade que possuem, reconhecem que sempre estiveram erradas (quando precisaram mudar) e que sempre estão certas (quando acham que não precisam mudar ainda). E ai de quem discorda delas!

Quanta pretensão e orgulho achar que uma seita fundada em 1874 por um falso profeta recebe luzes do Deus que em Cristo Jesus, desde o ano 33 d.C., ininterruptamente, continua com a mesma e única Igreja Verdadeira, aquela pela qual Cristo morreu (Efésios 5:25) e que não se trata de uma denominação religiosa. - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - DEZESSEIS RAZÕES PARA NÃO SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS

DEBATE: BATISTA X ADVENTISTA: OS ESCRITOS DE ELLEN G. WHITE - INSPIRADOS POR DEUS OU NÃO? (PROFESSOR AZENILTO BRITO X FERNANDO GALLI)