TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - 323a. MUDANÇA DE ENSINO: O GRÃO DE MOSTARDA SIMBOLIZA ALGO MAU OU BOM?

A mudança de ensino a ser considerada a seguir era para ter sido na verdade a de número 311, mas me passou despercebida. Então, parra não ter que mudar a numeração da longa lista de mudanças, estou considerando-a como a de número 323. Diz respeito ao significado da parábola do grão de mostarda. A luz de deus das TJs, sem dúvida, é um fiasco!

Numa das parábolas sobre o reino de Deus, Jesus conta a seguinte parábola:
"Disse ainda: A que compararemos o reino de Deus? Ou, com que parábola o representaremos? É como um grão de mostarda que, ao ser semeado na terra, é a menor de todas as sementes, mas, uma vez semeado, cresce, torna-se a maior de todas as hortaliças e estende grandes ramos, de tal modo que as aves do céu podem aninhar-se à sua sombra." - Marcos 4:30-32.
Em 1981, o Corpo Governante TJ ensinava a seguinte interpretação para esta parábola:

Venho o Teu Reino, páginas 99, 100.
O deus TJ mandou luzes lá da casa dele no céu (pois ele não consegue estar em toda a parte) para o Corpo Governante ensinando que tal parábola representava o desenvolvimento da grande "árvore" falsa da Cristandade, como apostasia da congregação plantada por Jesus.

Todavia, o deus TJ percebeu que seu povo estava equivocado na terra crendo assim e, por isso, mandou uma nova luz, apagando a outra e ensinando totalmente o contrário da primeira explicação:

A Sentinela 15 de julho de 2008, página 18.
Então, o deus TJ passou a ensinar bem diferente o significado da Parábola do Grão de Mostarda. Antes simbolizava a Cristandade Apóstata, coisa do diabo, mas desde julho de 2008, a mostarda virou "coisa "boa.

Agora pense: Por que o suposto Deus Todo-Poderoso das TJs permitiu que o Escravo Fiel e Discreto ensinasse totalmente o contrário da interpretação atual, de 1981 até 2008?

As TJs poderiam responder: "É que Jeová dá alimento no tempo certo através do Escravo Fiel e Discreto. Se é dito "no tempo certo", é porque Jeová tem o tempo certo de ensinar o certo. Eu concordo que Deus ensina o certo em tempo certo, mas discordo que Ele permita que seu povo ensine o errado junto com o certo na mesma revista, no mesmo prato. Isto é ridículo. A nova luz ilumina a luz anterior, somando-se a ela, não apagando-a. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres