TESTEMUNHAS DE JEOVÁ ON-LINE - ADORAVAM A JESUS PORQUE GOSTAVAM MUITO DELE?

O Sr. Rubens Dantas de Oliveira, famigerado defensor virtual dos ensinos TJs, está desesperado. Depois que provei num artigo anterior que as TJs adoravam a Jesus de forma relativa, mesmo que de modo inferior a Jeová, ele tentou explicar em que sentido o Corpo Governante disse que Jesus deveria ser adorado como espírito glorioso. Veja a desculpa que ele deu e o meu golpe de misericórdia sobre ela:


Eu havia citado a prova no livro Certificai-vos de Todas as Coisas, página 104, edição de 1960, em português. De fato, conforme havia dito em artigos anteriores, as TJs nunca adoraram a Jesus como adoram a Jeová, mas adoraram a Jesus de forma relativa, e ensinavam isso conforme o próprio Sr. Rubens Dantas confessa aqui no último parágrafo na imagem acima.

Mas o que me incomoda neste apologista TJ é como ele adora maquiar os fatos. Para camuflar a verdade dos fatos, ele diz que o livro Certificai-vos afirmou que Jesus deveria ser adorado como espírito Glorioso no sentido de gostar muito e reverenciar, assim como eu digo: "Eu adoro você, minha mamãe".

Todavia, fui atrás do livro Certificai-vos de Todas as Coisas, edição de 1960, em inglês, para averiguar se no inglês, ocorre o verbo to adore (adorar no sentido de gostar muito) ou to worship (adorar na acepção religiosa). Em inglês, este livro foi lançado em 1953, traduzido para o português em 1960. Veja o que descobri:

Certificai-vos, página 85, edição de 1953.

Em 1953, no inglês americano, Worshiped é adorar na acepção religiosa, não no sentido de gostar muito. Tratava-se sim de adoração relativa, não de gostar muito. Trinta e nove anos mais tarde, a revista A Sentinela dizia:
"Em vista de tudo isso, como devemos compreender Hebreus 1:6, que mostra que até mesmo os anjos ‘adoram’ o ressuscitado Jesus, Cristo? Caso se prefira a tradução "adorar", então se precisa compreender que tal ‘adoração’ é apenas relativa. Pois o próprio Jesus declarou enfaticamente a Satanás que "é a Jeová, teu Deus, que tens de adorar [uma forma de proskynéo] e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado". - A Sentinela de 1 de julho de 1971, página 415; A Sentinela de 15 de janeiro de 1992, página 23.
Assim, fica claro que embora as TJs nunca adoraram a Jesus como a Jeová, era ensinado a elas adorarem a Jesus de forma relativa. E o problema pior foi que mudaram cinco vezes de opinião sobre se seria correto ou não adorar a Jesus de forma relativa, conforme provei neste artigo. - Clique aqui.

Portanto, o Sr. Rubens Dantas tenta esconder de forma inescrupulosa a verdade dos fatos. A seita dele disse oficialmente que a adoração a Jesus deveria ser sim relativa, conforme prova acima, mas o Sr. Rubens tentou enganar o leitor dele. Já não basta os enganos do Corpo Governante, e ainda as pobres TJs ainda têm que sofrer nas garras da desonestidade intelectual de seus apologistas fujões, os quais se negam a debater comigo em rádios e TVs.  - Fernando Galli. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7