POSSO PENSAR? - NÃO DESPREZEMOS OS IDOSOS DOENTES


No princípio, ela cuidou de mim. No final da vida dela, eu cuido dela. Não faço mais do que minha obrigação. Para mim, negar o cuidado para com os pais é negar o próprio Deus. Ai de mim se não fizesse isso. Minha mãe tem Alzheimer. Por que é difícil esta situação?


Uma doença implacável, que não retrocede. Ela degenera gradativamente o sistema nervoso cerebral. Aos poucos, o paciente perde a fala, a mobilidade, e passa a depender exclusivamente de um cuidador. 

Muitos pais com esta doença são tratados com desprezo, como se fossem caducos. São abandonados em asilos e raras vezes algum familiar vem visitá-lo. Embora minha mãe não esteja num asilo, sei o que significa abandono familiar.

Vê-se o desprezo maior para o doente e para quem cuida quando nos deixam sós. É cansativo, de fato. Se você tem um parente com alzheimer, ou outra doença degenerativa, não deixe de visitá-los. Eles não tem memória de fatos recentes, mas com certeza eles se lembram de você. E sua visita significa muito para eles. Acredite nisso.

Se você cuida de um idoso neste estado, você é um privilegiado. Deus te deu a alegria de por em prática o texto de Tiago 1:27. É uma forma de evidenciar sua adoração a Deus.

Nos momentos de nervoso e impaciência, busque a Deus. Isso passará. E Deus te recompensará. Se você enfrenta este problema, coloco o meu SKYPE (fernandogalli1234) à sua disposição para conversarmos e trocarmos experiências, e se você permitir, podemos orar juntos. Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres