ESBOÇOS E MENSAGENS DA FÉ - ENFRENTEMOS COM ALEGRIA AS NOSSAS PROVAÇÕES


Muitos irmãos sabem das dificuldades que venho enfrentando ao cuidar de minha mãe com Alzheimer. Então, pensei num dos vários sermões meus que abordar sobre enfrentarmos provações com a alegria que vem de Deus. Baseio-me em Tiago 1:2-4 e embora os contextos nossos e o de Tiago sejam diferentes, podemos tirar proveito do texto bíblico, não importa por quais momentos difíceis enfrentemos. Espero, então, abençoar você, para a glória de Deus, com esta mensagem.

Saudações Iniciais. Boa noite, meus queridos irmãos. Foi-me um motivo de alegria ter sido convidado para estar com vocês hoje à noite. Trago as saudações dos irmãos de minha igreja a todos, e desejo que o sermão de hoje possa nos ensinar a praticar o que o Espírito Santo desejar nos ensinar através da Palavra de Deus.

Apresentação do Texto – E falando em Palavra de Deus, gostaria de convidá-los a abrirem suas Bíblias em Tiago 1:2-4.

“2 Meus irmãos, considerai motivo de grande alegria o fato de passardes por várias provações, 3 sabendo que a prova da vossa fé produz perseverança;4 e a perseverança deve ter ação perfeita, para que sejais aperfeiçoados e completos, sem vos faltar coisa alguma.” – Tiago 1:2-4.

Introdução 1 – A carta Tiago foi escrita num contexto onde seus leitores necessitavam de encorajamento para perseverarem diante das provações. Conforme os estudiosos desta carta comentam, Tiago escreve sua epístola para os cristãos judeus que haviam sido expulsos de suas casas e perderam suas posses. Ele se dirige a pessoas exploradas pelos ricos, arrastadas para os tribunais e difamadas por acreditarem no nome de Jesus. Diante dessa situação, Tiago dirige a seus leitores encorajamento.

Introdução 2 – Da mesma forma, os filhos de Deus hoje enfrentam provações. Embora nossas provações possam ser diferentes das sofridas pelo público alvo de Tiago naqueles tempos, a essência do encorajamento de Tiago também tem muita valia para nós. E qual é a essência deste encorajamento?

Proposição – Devemos enfrentar as provações com alegria devido aos bons resultados que Deus determina.

Frase de transição: Mas o que significa reagir com alegria diante das provações?


PONTO 1 – A Alegria é uma qualidade essencial ao enfrentarmos provações.

EXPLICAÇÃO – Em primeiro lugar, precisamos definir o que é alegria de acordo com o uso que se pretendeu fazer desta palavra no texto sagrado. Obviamente que Tiago não se está se referindo a enfrentarmos uma doença e sorrirmos à toa. Jesus havia ensinado a seus discípulos que “bem-aventurados” eles seriam quando por causa do nome dEle fossem injuriados, perseguidos, vitimados da mentira de seus opositores, e que eles deveriam “regozijar-se e exultarem” porque seria grande o galardão deles nos céus. (Mateus 5:11, 12) Então esta alegria não pode ser algo que vem do sofrimento em si, mas do resultado das promessas de Jesus e da ação do Espírito Santo na vida do crente, afinal de contas a alegria é parte do fruto do Espírito Santo de Deus. (Gálatas 5:22, 23) CHAMPLIN, um comentarista da Palavra de Deus, explica que a alegria aqui como “produto do crescimento espiritual e consiste de um senso de bem-estar e de regozijo porque o indivíduo está em harmonia com Deus, desfrutando da comunhão com Ele, o que satisfaz a alma e a torna feliz.”.[1]

ILUSTRAÇÃO – Pense, por exemplo, nas dores que uma mulher sente durante a gravidez e durante o parto. Consegue entender que apesar do sofrimento, da ansiedade, das possíveis complicações durante estes nove meses, a mãe está feliz porque seu filho esperado é uma realidade, ela tem evidências disso pois seu corpo todo, por nove meses, está em comunhão com a criança, e então, no momento do parto, as dores se intensificam, mas tudo isso vale a pena. Jesus, em João 16:20-22, inclusive, mencionou, e Tiago certamente ouviu isto de Jesus, que quando a criança nasce, a mãe nem se lembra mais das dores.

APLICAÇÃO – Assim também é a vida cristã. Devemos enfrentar as provações com alegria devido aos bons resultados que Deus determina. Assim como a mãe tem intimidade com seu filho durante e após a gravidez, e por isso ela fica feliz apesar das dores, nós temos intimidade com o Espírito Santo e temos o alvo das recompensas à frente. Assim, qualquer que seja nossa provação, nossa alegria de espírito vinda de Deus nos ajuda a esperar em Deus pela solução; Temos, então a certeza de que nada do necessário vai nos faltar enquanto isso porque Deus está no controle de tudo. Além disso, conforme D. A. Carson comenta, aqueles cristãos dos dias de Tiago, e com certeza nós também, devemos ser alegres diante das provações pelo simples fato de podermos olhar “além da presente vida para a recompensa eterna”.[2]

Até aqui entendemos, assim, que devemos nos alegrar em Deus quando enfrentamos as provações da vida. Mas assim como a mãe aguarda em dores pelo feliz resultado que é o nascimento de um filho, temos de acordo com Tiago 1:2-4 resultados determinados por Deus ao mesmo tempo que reagirmos com alegria ao enfrentarmos as provações. Quais são eles?

Ponto 2 – Quando enfrentamos provações com alegria, nossa fé é provada e resulta em perseverança. – Ler Tiago 1:3.

EXPLICAÇÃO – O que é perseverança? É a resistência fiel do crente diante das provações. É manter-se firme e constante diante das adversidades. Então de acordo com a Palavra de Deus, o crente precisa de perseverança para ser salvo, ou ele é salvo por perseverar? O texto aqui é claro! Alegremo-nos com isso! Quando um salvo sofre provações e sua fé é provada, ele sempre persevera no final! Mesmo que ele se queixe como Jó, Moisés, Jeremias e os próprios discípulos de Jesus, no final eles perseveram. Por isso que Jesus disse sobre os que perseverarem até o fim serão salvos, ou em outras palavras, a marca registrada de um crente, salvo em Cristo Jesus, é a perseverança diante das provações. Portanto, quando estamos sendo provados, Deus está produzindo um resultado em nossas vidas, ou seja, a evidência de que somos salvos.

ILUSTRAÇÃO – Para ilustrar este ponto, olhe bem para a palavra “provação”. O significado desta palavra (dokimion) no grego bíblico podia ser “testar a autenticidade de uma moeda”. Sob a estrita análise de peritos, ela era avaliada como autêntica ou não. Assim, como moedas nas mãos de Deus, as provações apenas provam o que somos, salvos ou não. O salvo certamente, ao ser provado, continua sendo o que ele é: uma moeda com metal puro, pessoas sinceras e dedicadas a Deus.

APLICAÇÃO – Assim, quando os problemas de saúde surgem e se agravam, podemos ficar tristes com a situação, pois não somos masoquistas, mas confiamos alegremente que Deus está produzindo em nós evidências adicionais de nossa salvação. Isso implica em imitar a Cristo. Ele sofreu por nós, e a Bíblia diz que isso foi-lhe uma alegria apresentada, e o resultado óbvio dessa alegria foi a sua perseverança. Observe isso no texto de Hebreus 12:2, 3:

“Fixando os olhos em Jesus, o Autor e Consumador da nossa fé, o qual, por causa da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da vergonha que sofreu, e está assentado à direita do trono de Deus. 3 Assim, considerai aquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos canseis e fiqueis desanimados.” – Hebreus 12:2, 3.

Portanto, Devemos enfrentar as provações com alegria devido aos bons resultados que Deus determina, e neste caso o bom resultado é a perseverança, qualidade identificadora de um cristão salvo.

Frase de Transição: Além de enfrentarmos com alegria as provações e de que o fato de nossa fé ser provada resulta em perseverança, esta própria perseverança manifesta outro resultado divino na vida dos salvos. Qual é?

Ponto 3 – A perseverança resulta em maturidade espiritual.

EXPLICAÇÃO – Lemos em Tiago 1:4 que a perseverança deve ter uma ação perfeita para que sejamos aperfeiçoados e completos, sem nos faltar coisa alguma. É óbvio que apenas a perseverança não nos torna perfeitos e completos. Mas Tiago deve ter tido um motivo especial para se concentrar nessa qualidade que produz maturidade espiritual. Talvez porque seus leitores não estavam perseverando como deviam ou até usando sua perseverança como um motivo de orgulho, o que não os tornava maduros na fé.[3] De qualquer forma, o resultado produzido por Deus aqui em quem cultiva a alegria do Espírito Santo e persevera é a maturidade espiritual. Do que se trata isso?

Tiago menciona sobre “sermos aperfeiçoados”. Embora a nossa perfeição sempre será relativa, pois apenas Deus é perfeito, a perseverança tem a ação perfeita de nos unir mais a Deus e implantar cada vez mais o seu caráter em nós, pois na salvação o ser humano se encontra com Deus e passa a desenvolver a sua salvação por imitar a Cristo. Paulo usa uma sentença em Efésios 4:13 onde ele liga o conhecimento de Cristo com o nos tornarmos homens feitos, à medida da estatura da plenitude de Cristo. É o caráter semelhante ao de Deus aprendido por se imitar a Cristo. E quando lemos em Tiago 1:4 sobre sermos completos, isto também tem a ver com o caráter de Deus em Cristo Jesus, ou seja, nenhuma parte deste caráter deverá faltar em nós. Por isso o versículo termina com a expressão: “sem vos faltar coisa alguma”. Nada ético, nada moral, nada espiritual no caráter de Deus nos falta.

ILUSTRAÇÃO – Para que possamos entender melhor os resultados da perseverança do crente alegre, pense no ouro que é colocado no fogo para ser refinado. O crente é o ouro, o fogo é a provação. Qual o resultado? Quanto mais este processo dura e suportamos tudo isso com alegria, mais nos refinamos e Deus nos torna melhores, cada vez mais sem defeitos.

APLICAÇÃO – Então, se você enfrentar uma doença grave, que o impossibilita de ir até o templo. Não é verdade que o fato de desejar que cultos sejam realizados em sua casa o torna mais desejoso de se alimentar da Palavra de Deus? Se seu carro é roubado, não é verdade que o fato de ter que aprender a economizar mais para ter outro carro o tornará mais maduro e completo na administração de suas finanças? Com isso, aprendemos que cristão alegres que perseveram naturalmente são dirigidos por Deus para amadurecerem na fé diante das intempéries da vida.

CONCLUSÃO 1 - Portanto, a experiência da observação tem nos levado à seguinte conclusão: Quanto mais um crente é provado, mais ele anseia ler a Bíblia, orar, assistir aos cultos, ofertar, evangelizar, buscar intimidade com Deus, pois Deus quer levá-lo ao estado cada vez maior de maturidade e completude. Em outras palavras, Devemos enfrentar as provações com alegria devido aos bons resultados que Deus determina: perseverança e maturidade espiritual, conforme aprendemos hoje.

CONCLUSÃO 2 – Vamos orar por alguns instantes irmãos por todos aqueles que estão enfrentando provações. Se você sabe de um irmão(ã) que atravessa momentos difíceis, vá até ele(a), ore com ele, pedindo a Deus alegria para ele(a) enfrentar problemas e agradeça a Deus pelo exemplo do irmão(ã) em estar perseverando e amadurecendo na carreira cristã. Oremos. – Fernando Galli.




[1] CHAMPLIM, R. N. O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo,  Página 15. Volume 6.
[2] CARSON, D. A. Comentário Bíblico Vida Nova, página 2034. São Paulo: Vida Nova, 2009.
[3] Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento, página 1662. Rio de Janeiro, RJ: CPAD, 2001.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7