UMBANDA - SUA DECLARAÇÃO DE FÉ À LUZ DA BÍBLIA

Como toda religião, seita ou sociedade secreta, a Umbanda, uma religião considerada parte do baixo espiritismo, possui um Credo, o qual é a profissão de fé de todos os seus adeptos. O que afirma este credo e como ele pode ser avaliado de acordo com a verdade da Palavra de Deus?

Assim reza o Credo Umbandista:
"Creio em OLÓRUN Onipotente e Supremo; creio nos Orixás e nos Espíritos Divinos que nos trouxeram para a vida por vontade majestosa do Pai. Creio nas Falanges Espirituais, orientando os Homens na vida terrena; creio na Lei da Reencarnação e na Justiça Divina segundo a Lei do Carma; creio na comunicação dos Guias Astrais encaminhando-nos para a Caridade e a prática do bem; creio na Invocação, na Prece e na Oferenda, como atos de fé, e creio na Umbanda como religião redentora, capaz de nos levar pelo caminho da Evolução até nosso pai OLÓRUN. Glória a OLÓRUN!" [1]
Conforme podemos perceber, os umbandistas creem na existência de um ser Onipotente e Supremo. Mas o nome dele é Olórum. Poderíamos considerar que se trata do Deus da Bíblia com um nome diferente? Absolutamente, não! O Deus da Bíblia é Tripessoal - Pai, Filho e Espírito Santo. Mas o deus da Umbanda não é considerado assim. OMOLUBÁ, escritor renomado umbandista afirma sobre Olórum:
"Não é pessoal, nem impessoal, pois está além de ambos.[...] OLORUN, o Supremo Deus se expressa de três aspectos: Energia, Vida e Consciência. Energia." [2]
O Deus da Bíblia é Espírito (João 4:24) portanto, Pessoal. Nossos amigos umbandistas, caso se tornassem cristãos, desfrutariam de um relacionamento pessoal com o Deus Criador, cujo nome é Iavé (possível prónúncia do nome hebraico YHWH. Ficariam felizes de achegar-se ao Deus verdadeiro através do Filho de Deus, Jesus Cristo,  chamado de Deus Unigênito porque é o mesmo Deus com o Pai. (João 1:18) E recebendo Jesus como o Salvador de suas vidas,  teriam o testemunho do Espírito Santo de Deus na vida deles,  de que são filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. - Romanos 8:16, 17; Gálatas 3:26.

Retomando a Confissão de Fé da Umbanda, falam de Orixás e Espíritos Divinos, Falanges Espirituais e Guias Astrais, os quais influenciariam a vida dos seres humanos, de uma forma ou de outra. Embora tenhamos profundo respeito por esta crença, discordamos com base na Bíblia, a Palavra de Deus. Conforme Eclesiastes 9:3-11, os mortos não sabem de nada (não estão cônscios) do que acontece debaixo do sol, ou seja, após a morte deles, seu espírito [ou alma] não adquire mais nenhum conhecimento do que ocorre em nosso mundo material. De acordo com a narrativa do Rico e do Lázaro, Jesus indicou que o espírito do Rico se lembrava de sua vida aqui na terra mas não podia se comunicar com os vivos aqui, e mesmo pedindo para que algum espírito bom avisasse sua família para evitarem sofrer no mesmo lugar para onde o Rico havia ido, a narrativa de Jesus indica que a única forma de haver contato dos que se foram com os que ainda vivem aqui na terra seria a ressurreição deles. - Lucas 16:19-31.

Assim, sem querer ofender os umbandistas, a fé cristã não acredita que os espíritos com que eles se comunicam sejam espíritos de pessoas falecidas, mas anjos que se tornaram demônios e devido às suas habilidades características de sua natureza espiritual possuem a faculdade de imitar vozes e trejeitos humanos ao incorporarem nos médiuns. A Bíblia ensina que o líder desses espíritos, Satanás, o Diabo, pode até mesmo se transformar (na acepção de imitar) um anjo de luz (ou anjo de Deus). - 2 Coríntios 11:14.

Satanás e seus demônios fazem de tudo para reduzir a nada o Sacrifício de Jesus por nós na cruz. Visando promover a ideia de que a morte de Jesus não foi realizada para dar vida eterna a todos os que nEle crerem (Atos 16:30 31; 1 João 1:7), enxertaram na mente de muitos a falsa ideia de que o homem se salva através de muitas vidas ou reencarnações. Todavia, Jesus assume os pecados daqueles que se arrependem, atuando como Advogado deles junto ao Juiz, o Pai. O que Jesus fez na cruz expia os pecados dos crentes nEle. (1 João 2:1, 2). De modo algum precisarão viver milhares de reencarnações com suas vidas sofridas, mas assim que morrem, segundo a Bíblia, seus espíritos (ou almas) estão com Deus aguardando futuras recompensas eternas.Tudo isso, não graças às oferendas despachadas, mas devido a uma única oferta que tira o pecado do mundo, a morte vicária de Jesus na cruz.

A intimidade que os cristãos terão eternamente com Deus no reino dos céus já pode ser experimentada. Uma das maneiras de se fazer isso é através do que os umbandistas chamam de "preces" e nós, mais costumeiramente de oração. Todavia, não pedimos a intercessão de Orixás a Deus porque só Jesus, que é tão Deus quanto o Pai (sendo o mesmo Deus) tem o poder de ouvir nossas orações por ser onisciente (saber de tudo) e onipresente (estar presente em todos os lugares). Jesus nos ajuda a evoluir, pois quando o aceitamos como o nosso Salvador, temos o Espírito Santo que nos conduz a toda a verdade que Deus acha bom nos revelar. - João 16:13, 14.

Por fim, elogiamos nossos amigos umbandistas por se importarem com a caridade. Ela de fato visa sempre o bem, nunca o mal. O perfeito exemplo de caridade (ou amor) é o de Jesus, cujo maior trabalho feito por Ele foi se fazer homem e morrer por nós. Que os umbandistas possam meditar nisto - a única forma de despachar o mal é imitar o exemplo do amor de Cristo, o nosso modelo. - Fernando Galli.
______________

[1] OMOLUBÁ. Almas e Orixás na Umbanda : Tudo que um Filho-de-Fé precisa saber sobre a sua religião, página 15. 2a. Ed. Revista e Ampliada. São Paulo-SP : Cristális Editora e Livraria 2002.

[2] OMOLUBÁ. Fundamentos de Umbanda : Revelação Religiosa, páginas 31, 33. 4a. Edição. São Paulo-SP : Cristális Editora e Livraria 2004. 

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7