TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - CREEM NA DIVINDADE DE JESUS?


Quando perguntamos para um seguidor bem informado do Corpo Governante TJ se ele crê na divindade de Jesus, ele dirá que sim. Mas nós ensinamos que as TJs não creem na divindade de Jesus. Quem está mentindo? Na minha opinião, ninguém! Por quê?

O conceito que a Igreja Cristã tem da divindade de Cristo por quase dois milênios é bem diferente do conceito do movimento inventado por Charles Taze Russell, em 1870. O que é divindade de Cristo? O bom intérprete das Escrituras não usará o dicionário Aurélio para definir "divindade", visto que os significados ali elencados são genéricos, sem caráter teológico.

No caso da divindade de Jesus, do ponto de vista cristão, significa que Jesus é o próprio Deus. Mas no ponto de vista TJ, Jesus é apenas divino, sendo a criatura poderosa mais próxima de seu pai, o "jeová" das TJs. O próprio Corpo Governante das TJs já escreveu a diferença de conceito sobre a divindade de Jesus entre as TJs e os cristãos:
“As Testemunhas de Jeová não negam a deidade, ou divindade, de Cristo. Mas não partilham o entendimento filosófico dos trinitaristas quanto a tais termos. Ao se referirem à “divindade de Jesus”, os trinitaristas não querem dizer que ele seja “um deus”, ou “semelhante a Deus”, mas que ele é “Deus”, uma das três pessoas coeternas da “Divindade”. - A Despertai! de 8 de fevereiro de 1985, página 20.
Então, para as TJs, fica claro que elas acreditam que Jesus é uma divindade, mas não a divindade Suprema, o "jeová" delas.

Um certo apologista TJ pôs a seguinte frase em sua página virtual:

http://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com
/2013/06/04/negam-as-testemunhas-de-jeova-a-divindade-de-cristo/#comments
Resposta Cristã - Ninguém está mentindo, apenas temos conceitos diferentes sobre "divindade". Para a Igreja Cristã, Pai, Filho e Espírito Santo são plenamente Divinos. Em Jesus habita toda a plenitude da divindade (Colossenses 2:9), ou seja, Jesus não é "um deus", "um cara divino". Em Jesus habita TODA A PLENITUDE DA DIVINDADE. Assim, Jesus é tão Deus quanto a própria Divindade Suprema.

Mas por que em Colossenses 1:19 diz que " foi da vontade de Deus que nele habitasse toda a plenitude"? Olhando o contexto, que fala sobre Cristo como o primogênito dentre os mortos (v.18), Deus Pai achou bom, aprouve, considerou bom (grego: eudokéo) que sua própria plenitude residisse no homem Jesus, assim Jesus 'existindo na forma de Deus, assumiu a forma humana'. (Filipenses 2:5-7) Em outras palavras, enquanto Colossenses 2:9 refere-se a Jesus como Deus, tendo TODA A PLENITUDE, Colossenses 1:19 refere-se a Jesus como homem-Deus, portador das duas naturezas. Ao ser concebido como homem no ventre de Maria, o Pai achou bom que em Jesus habitasse toda a plenitude.¹ Mas esta plenitude já habitava eternamente em Jesus antes de vir à terra. Mas como Jesus deixou nas mãos do Pai e do Espírito Santo a sua concepção aqui na terra, o Pai aprouve que Jesus não deixasse de ser Deus enquanto homem. Por isso que o texto mencionado acima afirma que Jesus, existindo na forma de Deus, fez-se homem, e não que deixando de existir na forma de Deus, fez-se homem.

Portanto, a plenitude de Cristo, como homem e primogênito dentre os mortos, existe porque foi uma decisão do Pai. Cremos nisso. E eu adoro a Jesus Cristo como o meu Senhor e o meu Deus, aquele que tem TODA A PLENITUDE DA DIVINDADE. Se Jesus fosse um deus inferior ao Pai, não poderia possuir TODA A PLENITUDE DA DIVINDADE. Louvemos a Deus por esta verdade ter-nos sido revelada!

Então, as TJs acreditam em Jesus? Para nós, não, pois o "jesus" das TJs não é o da Bíblia, mas para as TJs, elas creem no Jesus da Bíblia. Portanto, não vamos nos ofender uns aos outros de "falsos" e "mentirosos" devido a pontos de vista diferentes. Discutamos, sim, teologia com a dignidade do JESUS da Bíblia, e não com a dos falsos cristos por aí ensinados. - Fernando Galli.

___________________
CHAMPLIN, R. N. O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, página 100. Volume 5. São Paulo-SP: Hagnos, 2002.