TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NEGAM UMA DAS MAIORES PROVAS DA DOUTRINA DA TRINDADE


Uma das grandes provas bíblicas da tri-unidade do Verdadeiro Deus encontra-se em três textos bíblicos que abordam o mesmo episódio. Quais são estes textos e como as TJs e seus "apologistas da verdade" interpretam os mesmos textos?

O profeta Isaías teve uma visão maravilhosa. Ele viu o próprio Deus sentado em um alto e sublime trono. A visão toda está em Isaías 6:1-10. O apóstolo João, citando Isaías 6:1-10, afirma que Isaías viu a glória de Jesus. (João 12:36, 37, 39) Mas em Atos, atribui-se ao Espírito Santo parte dos dizeres de Deus em Isaías 6:1-10. Assim, é evidente, conclusivo, que Pai, Filho e Espírito Santo são o mesmo Deus que Isaías viu e de quem ouviu palavras.

No entanto, os modernos arianos, descrentes na Trindade e criadores de um outro "jeová", um outro "jesus", e um outro "espírito santo", não medem esforços para negar quaisquer evidências em favor de tal santa doutrina. Num site de um certo apologista TJ, que não se identifica por nome, mas como Apologista da Verdade, encontrei a seguinte explicação sobre os textos acima que usamos para provar a doutrina da Trindade:

Publicado em
http://oapologistadaverdade.blogspot.com.br/2013/03/
e-correta-expressao-fazer-um-pacto-em.html#comment-form

RESPOSTA CRISTÃ - Vemos aqui vários erros. E absurdos, por sinal. Quais?

O tal "Apologista da Verdade" afirma que João aplicou o texto de Isaías 6:9, 10 a Jesus por este ser o reflexo da glória de Deus, conforme diz Hebreus 1:3. Desculpe-me, mas isto é descabível! João não disse isso, e quando João escreveu seu evangelho, tinha ele em mãos o livro de Hebreus? Obviamente, não! E mesmo que as TJs digam "vemos a Bíblia como um todo", temos uma excelente resposta: O fato de João ter omitido Deus, o Pai, e mencionado Isaías tendo visto apenas a glória de Jesus indica que Jesus é tão Deus quanto o Pai, ou um excelente equivalente. Para João, tanto fazia dizer Deus ou Jesus em sua glória.

Mais adiante, o Apologista da Verdade TJ (aquela que já mudou 318 vezes de ensinos) induz seus leitores a crer que em Atos 28:24-27 Isaías atribui ao Espírito Santo as Palavras do Pai em Isaías 6:9, 10 simplesmente porque Deus usa este "espírito santo" para inspirar a escrita da Bíblia, então esta "força ativa" falou a Isaías porque Deus, o Pai, usou sua força ativa ou seu "espírito santo" para se comunicar com Isaías. Observe que em Atos 28:24-27 afirma que o Espírito Santo disse por intermédio de Isaías e não que Deus falou por sua força ativa para que Isaías falasse ao povo.

Numa última tentativa, o Apologista da Verdade foi capaz de fazer uma analogia muito absurda. A Bíblia afirma que Moisés disse honra teu pai e tua mãe (Marcos 7:10) e afirma que Deus disse: "Honra teu pai e tua mãe" (Mateus 15:4) Então, ele raciocina: Da mesma forma como Moisés dizer o que Deus disse não prova que Moisés é Deus, assim também o fato de se afirmar que o Espírito Santo disse o mesmo que Deus disse não prova que Deus, o Pai, e o Espírito Santo são o mesmo Deus. Está correto isso?

Evidentemente, é um argumento horroroso! Engana tolos, incultos em Bíblia e em técnicas de boa exegese e hermenêutica bíblica. A comparação é aberrante porque Deus e Moisés jamais poderiam ser confundidos com o mesmo Deus pelo fato de terem naturezas distintas. Um é essencialmente Deus, o outro foi essencialmente homem. Mas em Isaías 6:1-10, João 12:36, 37, 39 e Atos 28:24-27, fala-se de três personagens com a mesmíssima natureza divina. E se fôssemos levar este argumento a sério, o fato de a Bíblia usar expressões do tipo "a Escritura diz" (João 7:38; 19:37; Romanos 4:3; Gálatas 4:30) e "Isaías diz", teríamos de admitir que ou Isaías não é pessoa assim como a Escritura não é, ou que a Escritura é uma pessoa assim como Isaías é. Mas se assim concluíssemos, as TJs diriam que isso não faz sentido porque "Isaías" e "Escritura" são seres distintos de naturezas totalmente diferentes: Uma é humana, a outra é de objeto. Então da mesma forma, comparar Moisés com Deus é um crime intelectual.

Conforme você percebeu, as argumentações TJs não resistem à argumentação bíblica. Os filhotes do Corpo Governante até fogem de debater estes assuntos comigo, com a desculpa de eu ter sido expulso da Organização TJ, mas acho que se trata de medo. Mas o ponto é: Se Isaías viu a glória de Deus, viu Jesus, se na mesma visão da glória de Deus, o Pai e o Espírito Santo dizem a mesma coisa, se Isaías viu Deus e viu Jesus e falou de Jesus, então a quem não crê na Trindade cumpre-se as palavras de Isaías 6:9, 10: "que os seus ouvidos fiquem surdos, e os seus olhos, cegos, para que não veja com os olhos, não ouça com os ouvidos, nem entenda com o coração, e não se converta nem seja curado". - Fernando Galli.

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7