IGREJA EVANGÉLICA CRISTO VIVE AFIRMA - OS CRISTÃOS SÃO DEUSES


Não são apenas o Mormonismo, a Igreja Local de Witness Lee e o Ministério Crescendo em Graça (com suas seitas filhas) que apregoam os cristãos como deuses. A Igreja Evangélica Cristo Vive (IECV), fundada pelo renomado teólogo Miguel Ângelo, que possui programas em rádios e canais de televisão, compartilha em essência, da mesma crença dos grupos mencionados acima. Observe:


http://igrejacristovive.com.br/apostilas/amigos-filhos-e-deuses/
Realmente os cristãos são filhos de Deus. Isto a IECV está corretíssima. Mas com todo respeito ao movimento, discordamos que tenhamos a mesma natureza que o Pai. O único Filho de Deus que tem a mesma natureza que o Pai é Jesus Cristo. Por isso ele é chamado de Filho unigênito, Filho único. (João 1:14, 18; 3:16, 18; 1 João 4:9) Além disso, o fato de Deus habitar  em nós (João 14:23) ou o Espírito Santo  ter sido enviado aos nossos corações, conforme Gálatas 4:4, 7 não nos torna da mesma natureza que Deus, ou "deuses".

Será que a Bíblia ensina que os salvos são da mesma natureza de Deus? Não! Por exemplo, as multidões que viram Barnabé e Paulo curarem um coxo, em Listra, chamavam-nos de Júpiter e Mercúrio respectivamente, e gritavam: "Os deuses, em forma de homens, baixaram até nós." (Atos 14:11, 12) Que oportunidade para ambos ensinarem sobre a sua natureza divina, quais filhos de Deus, não é mesmo? Todavia, Barnabé e Paulo disseram: "Homens, por que estais fazendo isso? Nós também somos homens, da mesma natureza que a vossa". (Atos 14:15) No grego, usaram para natureza a palavra "homoiopatheis". Conforme a HAUBECK e SIEBENTHAL, significa "da mesma natureza de alguém; do mesmo tipo de alguém."¹

Alguns defensores desta crença citam Romanos 6:6 onde se diz que a velha natureza humana foi crucificada com Jesus na cruz. Mas só podem fazer isso quando usam certas traduções bíblicas, pois outras dizem "o velho homem", que é uma tradução, na Almeida Revista e Atualizada, mais literal da expressão grega ho palaiós hemôn anthropós. 

Talvez os melhores textos que poderiam citar são os seguintes:
"Pelas quais ele nos deu suas preciosas e mais sublimes promessas para que, por meio delas, vos torneis participantes da natureza divina, tendo escapado da corrupção que há no mundo por causa da cobiça." - 2 Pedro 1:4.
Mas será que participar da natureza divina torna os cristãos "deuses", ou seja, da mesma natureza divina? Não! Participar da natureza divina tem a ver com livrarmo-nos da influência do pecado, sendo santos e refletindo o caráter de Deus.² Ou seja, através de Cristo, Deus atua em nós de tal forma que experimentamos de sua natureza, mas em momento algum isso nos torna da mesma natureza, ou "deuses".
"Eu disse: Vós sois deuses, e todos sois filhos do Altíssimo." - Salmo 82:6
Jesus confirmou que Deus chama pessoas de "deuses", em João 10:34, 35. Mas Jesus não usou o Salmo para defender a natureza divina nos homens, mas a dEle. No Salmo 82:6, Deus se dirigia aos juízes que representavam Deus na terra. Eles não tinham a natureza divina, mesmo porque Cristo nem havia morrido pelos que haviam de ser salvos ainda. Então usar o Salmo 82:6 que chama aqueles juízes injustos (conforme o contexto) de "deuses" para defender a natureza divina dos salvos é anacrônico e uma péssima exegese.

A crença de que os salvos têm natureza divina e já são deuses, portanto, não tem respaldo bíblico. Para a Igreja Cristã chega a ser heresia. Ademais, esta crença está atrelada a outro entendimento desta organização religiosa, ou seja, que o espírito dos salvos eram anjos pré-existentes à vida na terra, e como creem que os anjos são deuses também, então um erro casa com o outro.

Embora tenhamos muitas diferenças teológicas com a IECV, respeitamos cada membro dela e estamos abertos a raciocinar com eles à base das Escrituras com palavras temperadas com sal (Colossenses 4:6) e sempre prontos para fazer uma defesa da fé cristã. - 1 Pedro 3:15, 16. - Fernando Galli.
_________________________

¹HAUBECK, Wilfrid e SIEBENTHAL, Heinrich. Nova Chave Linguística do Novo Testamento Grego, - Mateus - Apocalipse, página 794. São Paulo-SP : Targumim : Hagnos, 2009. 
²ARRINGTON, French L. e STRONSTAD, Roger.Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento, página 1735. Rio de Janeiro-RJ : CPAD, 2004.