É PRECISO ESTUDAR TEOLOGIA PARA SER PASTOR?


Após minha conversão a Cristo, ainda sob o ranço TJ, teologia era para mim meio de ganhar dinheiro e que independentemente dela Deus capacitava ao ministério pastoral. Afinal de contas onde a Bíblia ensina "teologia" como um requisito para os que almejam tão importante obra na Igreja de Jesus Cristo? Mas será que ainda penso assim?

Devido à leitura exaustiva da literatura do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová durante 17 anos, mesmo após minha conversão achava apenas necessário manter os ensinos corretos e corrigir os errôneos, substituindo-os pela Sã Doutrina. Isto bastaria para eu ser pastor caso fosse chamado por Deus. Mas Deus estava apenas trabalhando na minha vida para mudanças futuras. Como assim?

Ao passo que me tornei um palestrante sobre seitas, tive de estudar mais sobre as heresias e como refutá-las. Para isto, necessitei de bons livros de teologia e de apologética cristã. Nesse processo, aprendi com Deus que para ser um líder ou um instrutor no meio cristão, seria necessário me aprofundar muito mais no conhecimento-ciência e no relacionamento pessoal com Ele. 

Pesquisando a vasta literatura cristã, descobri que o conhecimento TJ dos ensinos corretos era muito superficial em relação conhecimento oferecido pelo material teológico cristão de boa qualidade. Deus me mostrou que uma ferramenta primordial para alguém ser capacitado por Ele como mestre, pastor e ou líder era o estudo bíblico com a ajuda de livros de teologia, não aquela "sopinha TJ", boa para quem pensa que sabe muito. Um estudo com oração, sob a direção do Espírito Santo de Deus. Não é atoa que as TJs, principalmente seu Corpo Governante e seus apologistas virtuais vivem mencionando nossas literaturas teológicas para arrumarem um "jeitinho brasileiro" de defender suas "doutrinas americanas".

Com o tempo, Deus me chamou para o ministério pastoral. Isto se deu em 2007. Já possuía muitos livros cristãos, todavia para interpretar melhor a linguagem teológica ingressei numa Escola Teológica. Por morar em São Paulo, foi tudo muito fácil. 

Durante quatro anos, dediquei minha vida para Deus em conhecer 'as beiradas dos caminhos dEle' disponíveis em sua Palavra e na criação. (Jó 24:16) De segunda a sexta, e às vezes aos sábados, minha missão tem sido aprender mais para servir a Deus e a meus irmãos com excelência, para a glória dEle. Em momento algum achei que estudar teologia me tornasse mais especial, mais santo, mas em todos os momentos vi que a mão de Deus agia em me preparar para privilégios cristãos e abençoadores.

Entretanto, observamos cristãos sinceramente desinformados, como eu era, com conceitos errôneos sobre o estudo teológico. Precisamos ajudá-los a rever seus conceitos. Num bom curso teológico, todos os requisitos bíblicos para o pastor chamado por Deus são estudados a fundo, por quatro anos, em matérias como Teologia Pastoral, Liderança Cristã, Eclesiologia, Discipulado, Aconselhamento Cristão, Ética, Auto-Confrontação, Hermenêutica e Exegética, entre outras. Podemos nos aprofundar muito mais diante de bibliotecas que variam entre 5 a 200 mil livros, dependendo do local onde estudamos. Muito mais suculento do que as aulas de Escola Bíblica Dominical!

Os sectários e cristãos mal informados poderão berrar: "Mas Paulo nunca estudou teologia." Mas Paulo e todos os apóstolos sabiam muito da Palavra de Deus até então revelada. Paulo era um profundo conhecedor também de Filosofia e Cultura dos mundos greco-romano, e tinha uma habilidade fabulosa de usar seus grandes conhecimentos no exercício da liderança Cristã. E a história da Igreja atesta que os grandes líderes dela dedicaram décadas de estudos à teologia cristã, de acordo com os possibilidades de suas épocas. 

Aos pastores que se aventuram na criação de igrejas (denominações) debaixo de seus sonhos e visões noturnas resultantes de, ou jejum exagerado ou barriga cheia de pizza com feijoada daquela noite, apenas uma palavra: Como anda a sua teologia cristã? É capaz de pelo menos buscar em fontes confiáveis de estudos bíblicos interpretações plausíveis de acordo com o contexto em que o texto bíblico foi escrito? Saberia pelo menos pesquisar numa concordância o significado de palavras no hebraico, aramaico e grego bíblicos, para trazer aos nossos dias a real intenção do escritor bíblico ao usar cada palavra? 

É verdade que nem todos têm acesso à teologia. Mas o lamentável é muitos, por demonstrarem certas habilidades oratórias, confundem chamado ao ministério com "eu sei fazer isso bem". Eles poderiam cursar teologia, mas não o fazem porque Deus, segundo eles, constituiu-os pastor. Se assim fosse, eu seria um bom médico sem estudar medicina! 

Com o advento da internet, há cursos de teologia que podem preencher um pouco as carências de homens realmente chamados por Deus ao ministério pastoral, mas que não têm recursos financeiros. Há também os cursos por correspondência, que mesmo longe de ser o ideal, ajudam quando a distância ou as finanças são uma barreira. E creio que onde não há como estudar teologia, então Deus, da mesma forma, fará sua obra com líderes limitados. 

E apenas como desabafo, não me conformo com Igrejas que não investem na vida de homens chamados por Deus ao ministério pastoral, pagando a eles seus cursos teológicos, porque precisam reformar o templo., ou porque o pastor quer ganhar mais, ou por tantas outras escusas. Lamentável isso!

Não escrevi esta matéria para afirmar que já sei tudo. Pobre de mim! Deus sabe quanto tenho que aprender. E pergunte para os mais renomados da teologia cristã se não pensam o mesmo. A fonte de Sabedoria Divina é inesgotável! Por isso, seremos sempre teólogos em formação, e muitos de nós serão pastores sábios, competentes ao interpretar as Escrituras, graças a ação de Deus em capacitá-los conjuminada com a ação deles em estudar teologia. Ainda não sou pastor, mas quando o for, quero dar o melhor de mim para Deus, aprendendo sempre para ensinar e praticar com excelência, para adorar e glorificar a Deus. - Fernando Galli.