PARÓDIA GOSPEL - ESSE LADRÃO SOU EU


O ladrão que pensa em dim-dim toda hora,
Conta até os centavos sempre sem demora,
Que quer todo tempo enriquecer, 
Porque sem ofertas não sabe viver,

Até em plena noite tem programa,
Prá pegar sua grana,

Esse ladrão sou eu.

O ladrão que que expulsa capeta no braço,
E em Farra implora A atenção do palhaço,
Está do seu lado se ocê der e vier,
Corrói sua grana com lhe convier,

Por você ele encara o inimigo.
Se fazendo de amigo,

Esse ladrão sou eu.

O ladrão que engana você desse jeito,
Que depois do milagre põe você no seu peito,
Vende toalha prá curar sua dor,
Te promete mil coisas, te faz devedor, 

Toda noite você vê o infeliz,
Com um sorriso feliz,

Esse ladrão sou eu.
Esse ladrão sou eu.

Eu prego tudo certo prá você,
Te ensina dar dinheiro e te adora,
Que promete a fartura enquanto você ora, 

Esse ladrão sou eu
Esse ladrão sou eu.

O ladrão que sempre te vê me assistindo,
E se você dá ou desse, ele zomba sorrindo,
Compra fazenda e abraça o infeliz,
Te diz mãos ao alto, te beija e diz:

Tenha fé em Gezuis passa a grana,
Ele te engana,

Esse ladrão sou eu.
Esse ladão sou eu.
Esse ladrão sou eu.

De Fernando Galli, a quem possa interessar!
Mas esse ladrão não sou eu!