AS QUALIDADES DIVINAS DA IGREJA


A Bíblia ensina que Cristo morreu por sua Igreja. (Efésios 5:25) Esta Igreja é chamada de Corpo de Cristo. (Efésios 4:12) É a extensão dEle aqui na terra. Sendo assim, a igreja verdadeira não uma denominação religiosa ou um grupo que faz questão de não ter nome, mas o conjunto de todos os servos e filhos de Deus na história do povo de Deus. Ela é a expressão de Cristo na terra. Por isso, possui atributos de Deus. Saberia você identificá-los?

No Concílio de Constantinopla, em 381, reconheceram-se quatro atributos da Igreja: "Sancta, Una, Catholica e  Apostólica". A seguir, um breve texto baseado em Teologia Sistemática de Richard Sturzs, páginas 545 a 550, da Editora Vida Nova, com alguns acréscimos pessoais. 

1. A Igreja de Jesus Cristo é Una.

Deus é uno, em três Pessoas. Paulo ensinou a unicidade da Igreja, nas palavras de Efésios 4:4-6: Um só corpo, um só Espírito, uma só esperança, um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus. No contexto, Paulo pedia unanimidade entre judeus e gentios, parte da Igreja. Mas em que sentido é una? Porque a natureza dela é a unidade em Cristo Jesus apesar da diversidade que acompanha as várias identidades (denominações eclesiásticas) diferentes. Não se trata de Igreja McDOnald, como muitas seitas, onde cada membro é robotizado a pensar como seus líderes, mas busca a convivência com interpretações diferentes, desde que não fira as doutrinas centrais de sua fé. Assim, os cristãos batistas podem ter pontos de vista diferentes dos presbiterianos sobre o batismo, mas estão unidos no propósito único que é adorar a Deus. Se chamam de irmãos porque entendem serem filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. - Gálatas 3:26.

2. A Igreja de Jesus Cristo é Santa.

Deus é infinitamente Santo. Deus pede de seu povo Israel santidade. (Êxodo 19:6; Levítico 11:44-47; 20:7) No contexto cristão, Deus usa Pedro para lembrar seus leitores sobre a necessidade de santidade. (1 Pedro 1:13-16) A Igreja é nação santa. (1 Pedro 2:9) Mas Paulo insta que sejamos santificados. (1 Tessalonicenses 4:3-7) O Escritor de Hebreus admoesta-nos a procurarmos viver em santificação. (Hebreus 12:14.) Assim, a Igreja Santa é formada de pecadores, que precisam dia após dia se santificarem cada vez mais. Então, duas questões surgem: Até que ponto as denominações e suas igrejas (comunidades) estão buscando a santidade? Até que ponto a Igreja (os salvos) estão evitando trazer o mundo para a Ela? A santidade é muito importante para a Igreja evangelizar o mundo, por isso, todos os salvos devem lutar para que as influências do mundo não manchem a reputação do povo de Deus.

3. A Igreja de Jesus Cristo é Católica.

Assim como Deus é comum a todos, a sua igreja é católica, não como nome de uma denominação, mas por ser comum a todos. Por isso, ela tem o caráter universal, como Deus. Daí a importância de Ela levar a sério a questão das missões. Quão compromissado somos com a Grande Comissão? (Mateus 28:19, 20) Se não fazemos discípulos de pessoas de todas as nações, assistiremos às seitas cumprirem a Grande Comissão com suas grandes heresias. De fato, as três maiores seitas brasileiras estão em toda a terra habitada levando o seu evangelho da perdição! Mas a Igreja verdadeira, ou seja, os salvos, os membros do Corpo de Cristo não estão entre os ingratos por tão grandiosa salvação. Desejam levar a Igreja Cristã a todos. 

4. A Igreja de Jesus Cristo é Apostólica.

Embora Jesus seja o único fundamento, ele não deixou escritos, sendo assim, nosso elo com o Jesus da história se faz por meio do testemunho apostólico contido no Novo Testamento. Assim, a Igreja é apostólica por confiar e se deixar reger por este testemunho. Esse elo apostólico se faz com a pessoa e a obra de Jesus, e não com um ensino geral ou com uma classe clerical que vai transmitindo tais ensinos de geração em geração.

Na minha opinião, muitas igrejas que são expressões da Igreja Verdadeira de Efésios 5:25 estão fugindo do modelo apostólico, por introduzirem ensinos e práticas jamais ensinadas pelos apóstolos. Uma igreja jamais é apostólica quando atrai seus membros por promessas de prosperidade financeira. Mas a verdadeira Igreja faz promessas de vida eterna pela graça de Deus por meio da fé em Cristo Jesus e, consequentemente, demonstra obras cristãs, como evidência de sua natureza.

Conclusão

Precisamos ser unidos em Cristo, apesar das diferenças de interpretações. Necessitamos de mais santidade porque somos corpo de Cristo, e nele não há lugar para pecados de estimação. Precisamos ser católicos, ou seja, se somos parte de uma Igreja comum a todos, devemos levar a todos a mensagem de salvação pela graça de Deus por meio da fé em Jesus Cristo. (Efésios 2:8-10) Por fim, precisamos ser apostólicos, ou seja, a doutrina dos apóstolos, conferida a eles por Cristo, deve permear todo o nosso ensino e modo de vida. Que Deus nos abençoe como Igreja (salvos), igreja (denominação) e individualmente por evidenciarmos estes quatro atributos divinos que a verdadeira Igreja possui. - Fernando Galli.

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7