VENCENDO O MEDO EXAGERADO DE MORRER


Quando era criança, lá pelos idos dos anos 70 e vovó mocinha, o céu ficava vermelho à noite. O modo antigo de se fazer a queima da cana-de-açucar lançava uma fumaça avermelhada ao redor de minha cidade. Como era muito peralta, meus pais e avós usavam aquele cenário para me por medo: "O fim do mundo está chegando!" Ao ver aquele vermelhão no céu, corria para o quarto ler a Bíblia.

Em 1978, na festa de aniversário de meu avô, jogando bolinha de gude contra a parede e brincando de goleiro quando ela retornava, eu gritava Leão! Era meu goleiro preferido. Mas em certo momento, eu franguei. A bolinha passou pelas minhas mãos e, ao adentrar no gol do céu da boca, ela ficou parada na garganta, obstruindo a passagem de ar. Vi a morte de perto.

Se não fosse minha tia Lourdes, que passava pelo local, teria morrido. Ela, por ser enfermeira padrão, ao ver-me roxo, viu-me gesticulando que uma bolinha estava na minha garganta abaixo, virou-me para baixo e com vários socos em minhas costas fez-me expelir a bolinha quase assassina.

Muitos anos depois, em 2006, tive uma arritmia muito forte, após pregar numa Igreja Batista em São Paulo. Estava sozinho na casa aos fundos da Igreja, esperando o culto à noite, quando do nada meu coração disparou. Foi horrível. Corri para dentro da Igreja, procurando um telefone. Liguei para o pastor mas não o achava. Certo de que morreria, deitei-me no chão e orei a Deus:
Pai, em nome de Jesus, cuide de minha mãe e da Roberta, minha esposa. Em tuas mãos entrego o meu espírito.
Mas não era a hora ainda. Do nada, meus batimentos cardíacos foram retornando ao normal. Fiz uma bateria de exames, de todos os tipos, e não deu nada.

Além de circunstâncias parecidas com estas, muitos sofrem de problemas neurológicos, como a síndrome do pânico, e têm sensações de morte. Outros temem a morte diante de um assalto ou num acidente, segundos antes ou depois de sofrê-lo. E ainda há aqueles que são condenados à morte e não têm como evitá-la. Mas há algo comum a todos nós: Um dia morreremos.

O medo de morrer é natural. Somos criação de Deus, e Ele nos deu o dom da vida. Eu agradeço muito a Deus por ter chegado aos quarenta e dois anos! Mas uns têm medo além da conta. Eu já tive. O que me ajudou a ter um conceito correto e ponderado sobre a morte foi a certeza de que todos os meus dias estão escritos no livro de Deus - sua Santa e Soberana Vontade, bem como sua Presciência. 

"Todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro 
antes de qualquer deles existir." - Salmo 139:16.

Assim, não tenha medo exagerado de morrer. Não será diferente do que Deus planejou. Deus determinou o dia do meu nascimento e o dia em que partirei. Ele fez o mesmo com você. Apenas cuide melhor do seu corpo, porque Deus deixa você escolher como chegará no dia de sua morte: Inválido ou com saúde. Para adorar a Deus melhor, faz dois meses que assumi um compromisso com Ele: cuidar melhor do meu corpo, da minha saúde. Já perdi seis quilos e quatro centímetros de barriga. Mesmo com alguns probleminhas de saúde, sinto-me melhor.

Quis escrever estas palavras para encorajar a todos: Tenham uma vida com Deus, andem com Ele! O Senhor Jeová é meu querido Deus! Vale a pena viver dependendo dEle, orando, lendo, estudando, praticando e recomendando a Palavra dEle, evangelizando, assistindo aos cultos, congregando-me com meus irmãos, e escrevendo aqui. (Salmo 1:1-3; Josué 1:8; 1 Tessalonicenses 5:7; Hebreus 10:24, 25; Salmo 133; Romanos 1:16) Se eu morrer hoje, amanhã, daqui um mês, sei lá quando, nada poderá me separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus. (Romanos 8:38, 39) Espero que daqui 60 anos eu te encontre e você me diga: "Você tinha razão! A confiança e o relacionamento com Deus me fizeram ter um medo normal e natural de morrer, diante da certeza de minha salvação pela graça, por meio da fé, em Cristo Jesus (Efésios 2:8-10). - Fernando Galli.

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS