A SOLUÇÃO DIVINA É SEMPRE A MELHOR

Quando pressionados por todos os lados, gememos como se não houvesse uma saída, devemos nos perguntar: Onde está a nossa fé? Não pretendo aqui escrever bonito, mas confessar que nem sempre confiei em Deus para me livrar de situações difíceis. Certa vez, perdi terrivelmente a paciência com uma pessoa, que por razões próprias queria me prejudicar de todas as formas possíveis. Resultado? Saí como errado! Eu perdi a paciência porque quis dar a solução humana para o problema. 

Outras vezes, murmurei: "Deus, preciso de ajuda financeira, sustento missionário, pois minha própria igreja não me ajuda!" Então, pretendi vender meus pertences. Hoje, alguns deles me faz falta. Foi a solução humana. E em outras circusntâncias, não houve solução humana. Perdão, Senhor Deus!

A Bíblia fala conosco de forma extraordinária. Quando lemos, por exemplo, João 6:1-14, observamos um sério problema. Pessoas com fome, mas com apenas cinco pães de cevada e dois peixinhos. (v. 9) Jesus apresentou a Filipe, uma solução humana, natural: "Onde compraremos pão para estes comerem?" (v. 5) Jesus fez isto para testá-lo, pois o versículo seguinte mostra que Jesus já sabia o que iria fazer. (v. 6) Filipe, então, não passa no teste e exclama: Duzentos dinheiros de pão não lhes bastarão! (v. 7) É muita gente Senhor! E André acompanha o raciocínio de Filipe, e poe mais um empecilho, talvez com ironia ou queixa: "Tem um carinha aí com cinco pães e dois peixinhos". (v. 9) Mas Jesus pede para que todos se sentem. Quase cinco mil homens! Então Jesus mostrou-lhes a solução divina. Multiplicou os pães e os peixes, e alimentou a todos, com generosidade, pois sobrou muito alimento. - vv. 11-14. 

Quando estava lendo essa passagem, algo me chamou a atenção. Jesus, o Deus encarnado, como homem demonstra dependência de Deus. No versículo 11, a expressão "havendo dado graças" denota sua relação com o Pai, especial, e que dele dependia plenamente para a solução divina.

Dias atrás, um irmão me viu triste, diante das dificuldades para conseguir apoio para minha viagem ao Quênia e para meu ministério como um todo, então me questionou: "Fernando, onde está sua fé?" Tais palavras, reforçadas e confirmadas pelo relato bíblico, fortaleceram-me. A solução virá com o agir divino. Eu creio!

Então, não diga: "Eu tenho um câncer, e está no estágio terminal. Não tem mais jeito". Pode ser, de fato, que você venha a falecer. Mas morra esperando pela solução divina. Se Deus não lhe der a cura, para onde você irá após a morte? Para o paraíso, não é mesmo? Uma solução bem melhor, não acha? A solução de Jesus para aqueles quase cinco mil homens não era a multiplicação dos pães, em si. Não era a cura da fome, momentânea. Mas era a maior de todas as curas, a espiritual. Quero crer que alguns ali passaram a seguir a Jesus, refletindo no que Ele lhes fizera. A solução divina visava não somente o estômago, mas o coração e a salvação do ser inteiro!

Então, ao enfrentar problemas, entenda a solução de Deus como a que dura mais (ou para sempre) e a que é infinitamente melhor. Espere! No final, sempre há o melhor para nós. - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS