TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E SUAS CRENÇAS ABERRANTES - PARTE 13.

Clique na foto e amplie
De uma olhada à sua direita. Vê esse rapaz simpático chamado TJ7? Esse mocinho se identifica assim porque desobedece ao seu Corpo Governante testemunha de Jeová, que o aconselha a não construir sites falando das crenças TJs. Mas esse mocinho, que representa vários TJs, se identifica assim porque não quer ser descoberto para evitar processos, quando agridem pessoas. Por exemplo, em suas páginas publicaram um artigo com o tema "Vendedores Ambulantes da Palavra de Deus" e usaram PDFs do meu curso TJ, que antes era pago, como exemplo de vendedores da Palavra de Deus.
O caso já foi encaminhado às mãos de autoridades competentes, para vermos que medidas podemos tomar contra esses "anônimos" que se escondem atrás da comodidade de um teclado, achando que jamais serão descobertos. Isso nós veremos. Mas com respeito a refutar crenças, eu, Fernando Galli, não vejo por que não fazê-lo com classe e postura cristã. Assim, todas as vezes que quiserem descobrir as interpretações bizarras das TJs, sempre baseadas nas do Corpo Governante, basta clicar no "carinha" do lado direito. Ele é a demonstração vívida da seriedade dos autores do site TJ7 - Pedras que Clamam. Escritores que no anonimato se identificam com um avatar, e brigando com um dragão. Segue abaixo uma demonstração de como se refuta crenças sem atacar pessoas. Clique na foto acima e leia a crença aberrante, e depois leia a refutação abaixo.

Refutação - Enviei isso a teólogos pré, midi e pós tribulacionistas. Todos riram, de compaixão. Na crença TJ, os 144.000 foram ajuntados do ano 33 até 1931, depois mudaram para 1935, e agora ainda há vagas no ceu. Apregoa o Corpo Governante que Jesus, em 1914, tornou-se Rei nos ceus. Sim, o "jizuis" TJ Rei dos reis reina há apenas 97 anos. Daí, raciocinam: Assim como Jesus foi ungido no ano 29 como futuro Rei do Reino de Deus e ressuscitado como poderosa pessoa espiritual 3,5 anos depois, assim também ele teria se tornado Rei em 1914 e 3,5 anos depois, em 1918, teria iniciado a ressurreição "em espírito" de todos os cristãos que morreram antes de 1914. Depois de 1918, conforme cada TJ que faz parte dos 144.000 vai morrendo, já vai sendo ressuscitada em espírito num piscar de olhos. Creem ainda que a grande tribulação virá, e que a maioria desses 144.000 já terão morrido e ressuscitado (portanto, para eles a ressurreição foi pré-tribulacionista), que uns poucos morrerão e serão ressuscitados durante a grande tribulação (portanto, a ressurreição para eles será midi-tribulacionista) e, por fim, um pouquinho só de ungidos atravessarão com vida a Grande Tribulação com o Armagedom, e entrarão nos mil anos aqui na terra apenas no comecinho, após o que terão que morrer (durante os mil anos) para serem ressuscitados em espírito e se juntarem aos outros (portanto, para estes, a ressurreição serã pós-tribulacionista). Que interpretação bizarra!

Em primeiro lugar, a Bíblia não ensina que a ressurreição é em espírito. Ressurreição é o espírito da pessoa retornar ao corpo que ela morreu. Foi o que aconteceu com Jesus. Ele deu a sua vida, não seu corpo. Mas aquele corpo morto foi ressuscitado, porque Jesus, vivo no Espírito, sendo Deus, ressuscitou a si mesmo, conforme havia dito que "ele mesmo" se levantaria três dias depois. (João 2:19-21) Jesus morreu como homem, e como homem foi ressuscitado, num corpo glorificado. Como Deus, permanece Espírito. Como homem, possui corpo glorificado, e semelhante corpo teremos quando formos ressuscitados.

Em segundo lugar, quando Jesus vier, durante sua presença como Rei vindo, ressuscitará todos os que morreram com e em Cristo. (Romanos 6:5-8)  Depois, os que estiverem vivos durante a presença de Jesus para vir buscar sua igreja serão arrebatados com Ele, e não ressuscitados em espírito conforme ensinam as TJs. Será uma mudança num piscar de olhos! Seus corpos serão transformados incorruptíveis. Inclusive a Bíblia ensina que os mortos serão ressuscitados incorruptíveis e nós seremos transformados. (1 Coríntios 15:51, 52; 1 Tessalonicenses 4:15-17) Em lugar nenhum aqui se diz que isso se aplica apenas aos 144.000 mil. Essa interpretação horrenda e mentirosa vai contra até ao que Paulo cria, pois ele morreu cerca de 32 anos antes de o Apocalipse ser escrito, e nem sonhava com 144.000 literais, e que somente esse grupo seria levado ao ceu, segundo creem as TJs. Isso é aberrante! Criticam tanto a nós por cremos na vida após a morte, que isso é ensino de Platão (que bobagem!), mas no caso do Corpo Governante, quando cada um deles morre, o que acontece? Vida após a morte, num piscar de olhos. 

1 Tessalonicenses 4:15-17 diz, na Bíblia TJ, o seguinte, e daremos a interpretação cristã: Por exemplo, Paulo escreveu: 
“Nós, os viventes, que sobrevivermos até a presença do Senhor [não ‘até o fim da sua presença’],"
Entendimento cristão - Paulo achava que ele estaria vivo quando Jesus voltasse, por isso disse "nós". Ele vivia com a crença da volta iminente de Cristo na mente.
"de modo algum precederemos os que adormeceram na morte;"
Entendimento cristão - Paulo simplesmente quis dizer que quando Jesus voltasse e nessa presença ressuscitasse os mortos, primeiro haveria a ressurreição dos que morreram, e depois o arrebatamento dos vivos.
"porque o próprio Senhor descerá do céu com uma chamada dominante, com voz de arcanjo e com a trombeta de Deus, e os que estão mortos em união com Cristo se levantarão primeiro.
Entendimento cristão - Paulo confirma nosso entendimento. Primeiramente ressuscita os que morreram em Cristo, desde o ano 33 até o dia da sua vinda. E os que estiverem vivos? Veja:
"Depois nós, os viventes, que sobrevivermos, seremos juntamente com eles arrebatados em nuvens, para encontrar o Senhor no ar; e assim estaremos sempre com o Senhor.”
Entendimento cristão - Paulo aqui demonstra sua expectativa de estar vivo quando Jesus voltasse e de ser arrebatado, ao que em 1 Coríntios 15:51, 52 chamou de "ser mudados num piscar de olhos". Essa transformação não é ressurreição!!! É simples a interpretação. Nada de 144.000 aqui, na acepção TJ. 

Assim, ensinar uma ressurreição gradativa em espírito, que começou em 1918, e que no caso de um dos 144.000 que morre hoje a sua ressurreição ocorre mais rápida do que a ressurreição de Jesus que esperou três dias, e que só se dá no caso dos 144.000, e que por isso essa ressurreição e pré, midi e pós tribulacionista, e que terá membro dos 144.000 que entrarão com vida aqui na terra durante os 1.000 anos para morrerem e em pleno milênio paradisíaco e irem para o ceu (e reinarem menos que 1.000 anos, porque viveram um "tiquinho aqui na terra" - tudo isso demonstra apenas uma verdade - Que o Corpo Governante é realmente incompetente para interpretar as Escrituras. Graças a essa bizarra interpretação, as TJs da Grande Multidão ensinam que NÃO SÃO FILHAS DE DEUS ainda, ou seja, 99,12% da seita só serão filhos de Deus daqui 1.000 anos, no mínimo, quando Satanás for solto da prisão. Onde a Bíblia ensina isso? Em lugar nenhum! Ensina o teste final, mas não para os que já são filhos de Deus. Observe que em Apocalipse 20:1-3, 7-10 não se menciona que os santos sejam desencaminhados. Que pena! Revistas e sites tão pelos, pessoas tão organizadas a lá Mac Donald, mas um ensino tão errôneo! Que possamos amar as TJs de coração, e orar para sermos instrumentos em sua conversão a Cristo. - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS