RESPOSTA AMOROSA AO APOLOGISTA TJ

Depois de eu ter escrito alguns textos falando sobre fé patológica e sobre a síndrome da deficiência sectária adquirida, dois mórmons, um espírita, um católico e três testemunhas de Jeová se manifestaram. Todos, com exceção de um, responderam respeitosamente. Para o que me desrespeitou, inserindo entrelinhas seus ataques à minha pessoa, ofereço uma resposta para refutar as crenças dele, não atacar a pessoa dele. Trata-se um apologista dos ensinos TJs, por quem devo o maior respeito, embora discorde do modo e do conteúdo como respondeu. Você decide!
APOLOGISTA TJ - "Mais uma vez iremos expor até que ponto alguns indivíduos chegam quando tentam manchar a reputação dos servos de Jeová. Tais indivíduos se auto-intitulam instrutores,
apologistas, homens capazes de fornecer orientação perita, não apenas sobre questões estreitamente bíblicas, mas também até mesmo sobre as crenças alheias. Esses elementos apresentam seus escritos na internet como se fossem jóias raras. Mas quando agimos como um ourives atento, analisando com cuidado, de perto e vagarosamente o que eles dizem, logo suas contradições, suas iníquas motivações e seu mortífero veneno se tornam coisas evidentes. É então que sua verdadeira face aparece."

RESPOSTA CRISTÃ - Nós, apologistas, analisamos os movimentos heterodoxos como um ourives analisa atentamente o ouro, principalmente quando se precisa distinguir o certo de errado. (Hebreus 5:13, 14) Embasados em fatos, não em opiniões pessoais, expomos o erro, mediante a Bíblia. O fato de alguém tentar provar que não está errados não implica que está com a razão, nem que nós caímos em contradição. E a primeira contradição é a seguinte: O respeitável apologista TJ fala de "a verdadeira face aparecer", mas a dele mesmo não apareceu até agora, porque se esconde atrás de um teclado, com a desculpa de atribuir seus escritos à honra que dá ao “deus” dele. Faz isso porque, procura atacar minha pessoa, e igrejas evangélicas de forma generalizada, e não refurar meus argumentos, com classe, mas com expressões de desprezo.
APOLOGISTA TJ - "Certo opositor, auto-intitulado apologista e instrutor, escreveu em seu site uma matéria cujo objetivo era transmitir uma imagem completamente distorcida acerca das Testemunhas de Jeová. O mesmo afirma que “viveu quase dezessete anos entre as testemunhas de Jeová” e que, por esse motivo, sabe exatamente que tipo de pessoas elas são. Não duvido disso, mas tal coisa torna ainda mais desonesta sua argumentação. Sabendo que tipo de pessoas as Testemunhas são, ele não deveria – pelo menos não em sã consciência - ter escrito uma matéria tão impregnada com o repulsivo odor da hipocrisia."
RESPOSTA CRISTÃ - Conheço muito bem como as seitas, em geral, fazem lavagem cerebral em seus asseclas. E quando cuido de dissidentes de várias seitas, sei como dá trabalho desprogramar essas pessoas; só com a ajuda do Espírito Santo de Deus para libertá-las do erro.  No caso da organização deste apologista TJ, sei que ali há pessoas de excelente caráter, por isso, não pretendi em momento algum questioná-lo, mas sim expor o perfil dos que pertencem às TJs.
APOLOGISTA TJ - "No título de seu breve artigo ele sugere que as testemunhas de Jeová necessitam do amor e da compreensão dos evangélicos, talvez especialmente dos batistas, igreja da qual ele agora faz parte.[2]"
RESPOSTA CRISTÃ - O respeitável apologista TJ acostumou inserir frases conectivas em meio a meus argumentos com a intenção de ajudar na sua argumentação, pondo o leitor contra a minha pessoa. Creio que todos os cristãos devem amar as TJs, os mórmons, os espíritas, os satanistas, assim como gostaríamos de ser amados por eles. Em momento algum privilegiei os batistas como os principais a amarem as TJs. Pessoalmente, os amo, tanto que onde moro, as TJs não sabem que fui 17 anos desta organização, e me as que me conhecem me têm por alta estima.
APOLOGISTA TJ - "A princípio ele afirma sobre as Testemunhas: “praticamente todos ali passam por uma lavagem cerebral tão bem feita e diabolicamente planejada que são capazes de dar a vida por suas crenças.” De modo geral, as pessoas que tem algum contato com as Testemunhas de Jeová sabem bem o quanto elas levam suas crenças a sério. Não podia ser diferente, uma vez que o apóstolo Paulo incentivou Timóteo e, por extensão, a todos nós: “Apega-te ao modelo de palavras salutares que ouviste de mim com a fé e o amor que há em conexão com Cristo Jesus. Guarda, por intermédio do espírito santo que mora em nós, o que de excelente te foi confiado.” [3]"
RESPOSTA CRISTÃ - Por que creio que elas sofrem lavagem cerebral? Diante da definição do Dicionário Aurélio:
"Método pelo qual, por meio de cansaço sistematicamente produzido, de agentes químicos, persuasão e doutrinação, se procura converter pessoas, privadas de livre determinação de sua vontade, a um credo, em geral político, que não abraçariam se estivessem em liberdade; lavagem de cérebro." 
O problema nesta organização é: Uma vez que a pessoa é ali batizada, não tem a liberdade de discordar da organização, a menos que esteja disposta a ser expulsa, e uma vez expulsa, ninguém mais ali poderá conversar com ela. Isso é privar a pessoa de liberdade, pois lhes é ensinado a jogar no lixo um texto feito por um ex-adepto dessa organização. Por isso, escrevi o artigo em sã consciência, defendendo a sã doutrina e a causa de Cristo, e recebi e-mails de outros grupos sectários dando apoio para mim, confessando que sofreram esse tipo de prisão.

Quanto a levar uma crença a sério, isto não implica que seja a suposta “única religião verdadeira”. Os adeptos de Jim Jones também o levaram a sério; os seguidores de Jose Luis de Jesus Miranda (O Jesus Cristo Homem) seguem direitinho os seus passos, e também usam o texto de 2 Timóteo 1:13, 14, em seu site oficial, para ensinar que são os únicos certos. Usar um texto bíblico em favor de si só prova, a princípio, o conceito que possuem de si mesmos. Isso até os espíritas kardecistas fazem, valendo-se de versículos bíblicos para ensinar suas pretensas verdades. E nós respeitamos, mas discordamos. Mas o TJ continua:
APOLOGISTA TJ - "Conforme sabemos, cada língua tem seu padrão de palavras. Similarmente, a “língua pura” da verdade bíblica possui um padrão que garante a supressão de paradoxos inconvenientes.[4] As Testemunhas valorizam muito esse padrão. Elas se ‘apegam’ a ele, assim como Paulo orientou que Timóteo fizesse. Esse padrão, embora não paradoxal, permite a constante progressão no entendimento de suas partes e, por fim, levará os que o aceitam a entender a verdade em sua imagem completa. Por isso, nós dizemos costumeiramente que não podemos entender toda a verdade até que toda ela se torne manifesta. Não é a verdade que muda, nosso entendimento dela é que melhora. Esse padrão ou, conjunto de crenças e princípios acabam se tornando, com o tempo, uma grande força na vida das Testemunhas de Jeová, tanto assim que elas se permitem orientar por ele e o defendem - como disse nosso opositor - ‘até mesmo com a sua vida, se for preciso. ’ Pelo visto, era assim mesmo que agiam os cristãos do primeiro século, como se deduz dos seguintes comentários:"
RESPOSTA CRISTÃ - Compreendo você, meu estimado apologista TJ. Eu sei de várias seitas que afirmam ter a tal língua pura. Eu também cria assim. Todavia, como já disse, usar um texto bíblico em favor de si apenas significa gostar de si mesmo. E quanto a suposta progressão do entendimento da verdade, sei muito bem ela não ocorre entre a sua “religião verdadeira”. São 314 mudanças de ensinos, e as vezes mudando para o ensino anteriormente corrigido. Embora eu ame as TJs, como pessoas, não posso dar crédito a uma progressão que muda, faz flip-flop, volta ao mesmo ensino, quando não se adequa ao que nós, crstãos, já ensinávamos antes. E quando me chama de "opositor", novamente, como em outros artigos, insisto em dizer que não o sou. Apenas discordo das interpretações sectárias. Caso insista em me chamar de opositor, vou chamá-lo também de opositor pelo simples fato de discordar de minhas crenças. Isso é Síndrome de Perseguição. E ainda, quanto a estar disposto a morrer por uma verdade, isso em si não prova a verdade. Basta o exemplo dos kamikazes, que pulavam do avião em honra a um ideal. Continuando...
APOLOGISTA TJ - "Os cristãos negaram-se a . . . oferecer sacrifícios ao gênio do imperador — o que hoje em dia equivale aproximadamente a negar-se a fazer continência à bandeira ou a repetir o juramento de lealdade. . . . Pouquíssimos cristãos abjuraram, embora geralmente se mantivesse para a conveniência deles um altar com fogo na arena. Tudo o que o prisioneiro tinha de fazer era espalhar um pouquinho de incenso sobre a chama, e ele recebia uma Certidão de Sacrifício e era libertado. Explicava-se-lhe também cuidadosamente que ele não estava adorando o imperador; reconhecia apenas o caráter divino do imperador como chefe do estado romano. Ainda assim, quase não houve cristão que se aproveitasse da oportunidade de escapar.” [5]"
RESPOSTA CRISTÃ - Isso mesmo! Os cristãos! Naquela época, as muitas seitas que atuam hoje no cenário mundial nem sonhavam em existir.
APOLOGISTA TJ - "O ato de adoração do imperador consistia em aspergir alguns grãos de incenso ou algumas gotas de vinho sobre um altar que havia diante duma imagem do imperador. Talvez, por estarmos tão afastados daquela situação, não vemos neste ato nada de diferente de . . . erguer a mão numa continência à bandeira ou diante dum famoso chefe de estado, uma expressão de cortesia, respeito e patriotismo. É possível que muita gente, no primeiro século, pensasse a mesma coisa sobre isso, mas não os cristãos. Eles encaravam o assunto inteiro como adoração religiosa, reconhecendo o imperador como divindade, e, por isso, como deslealdade a Deus e a Cristo, e recusavam-se a fazer isso.”[6]"
RESPOSTA CRISTÃ - Isso mesmo! Os cristãos! As TJs foram fundadas em 1879, por Charles Taze Russell. Quem te ensinou, meu caro apologista, a cortar a história e remendar os fragmentos, para fazer parecer que os cristãos daqueles idos são da sua "religião"? 
APOLOGISTA TJ - "Assim, aqueles cristãos estavam dispostos a render a própria vida em favor daquilo que entendiam ser a verdade. Não há nada que indique que eles separavam o defender seu conjunto de crenças com o defender a causa de Cristo. Na verdade, o apego intransigente às suas crenças era nada menos que uma emocionante maneira de demonstrar que - por amor a Cristo -, estavam dispostos a ‘resistir até o sangue’. (Hebreus 12:4) E é também por isso que Paulo pôde incentivar o ‘apego’ às verdades aprendidas ‘em conexão com a fé e o amor que há em Cristo Jesus. ’"
RESPOSTA CRISTÃ - Novamente, aqueles cristãos não são as TJs, os mórmons, os espíritas, os macumbeiros, os satanistas, etc. E obviamente, por crerem no verdadeiro Jesus, seguiam o verdadeiro ensino, a sã doutrina, que em momento algum insinuei que estivessem dissociados um do outro, pois faz parte de minhas crenças que não seja assim. Por isso que cristãos - batistas, presbiterianos, metodistas e outros - têm morrido vítimas de perseguição nas maõs de muçulmanos. Quando estive no Havaí, EUA, conheci um pastor em prantos, que soube de sua igreja toda ser espancada por muçulmanos radicais em seu país. Isso sim é oposição! Se quiser experimentar o que é ser vítima de um apositor, caro apologista TJ, converta-se a Jesus Cristo que te envio como missionário para a Indonésia. Pregar um "jesus" um pouquinho melhor do que o dos muçulmanos, não causa muito problema, mas anunciar o Jesus "ho kýrios mou kaí ho théos mou" (O Senhor de mim e o Deus de mim) - aí sim eu quero ver!
APOLOGISTA TJ - "Se você ama Jesus Cristo, pergunte-se: Seria válido acusarmos Jesus e os apóstolos de terem realizado “uma lavagem cerebral tão bem feita e diabolicamente planejada” naqueles cristãos primitivos, ao ponto de eles entregarem a própria vida a favor daquilo em que passaram a acreditar?"
RESPOSTA CRISTÃ - De fato, não seria válido! Afinal de contas, Jesus não é Corpo Governante, não mudou 314 vezes de ensinos, Jesus não é Joseph Smith e nem usava um Novo Evangelho que mudou 3913 desde sua tradução original [Livro dos Mórmons]; Jesus não é Allan Kardec, com suas codificações da doutrina espírita; Jesus não é Ellen Gould White, com suas visões e experiências interplanetárias; Jesus não é Charles Taze Russell, com suas falsas profecias - Hei, que século 19 criativo, você não acha? É muito simples eu fundar uma religião e usar fatos ocorridos com os apóstolos, interligando ou remendando a história, para dar a entender anacronicamente que somente eu estou continuando a histório dos apóstolos. 
APOLOGISTA TJ - "As Testemunhas de Jeová fazem esforço sincero para desenvolver esse tipo de fé e confiança cristãs, que se traduzem em lealdade para com Deus. Por isso, até que agradecemos aos opositores que reconhecem isso. Então, onde está o erro?"
RESPOSTA CRISTÃ - O que eu, servo do Deus Altíssimo, com toda humildade e respeito, mas com coragem, reconheço, é que cada seita exclusivista compoe-se de pessoas extremamente diligentes em seguir seus líderes (ou outros títulos) e suas interpretações de seus textos sagrados. No caso das TJs, reconheço de fato que o mesmo acontece. Por exemplo, quando se proibia as TJs de fazerem transplantes de órgãos, e se ensinava o perigo de ocorrer uma transferência de personalidade num transplante, todos seguiram isso com muito afinco, e enche-me os olhos de lágrimas saber que uma TJ fiel, entre 1967 e 1980 morreria fiel a esse pensar. Então, onde está o erro? Creio que o apologista TJ possa responder por si mesmo.
APOLOGISTA TJ - "Aquele artigo crítico continuava assim seu ataque às Testemunhas: “Mas os cristãos verdadeiros também não fariam isso? Não, daríamos nossas vidas pela causa de Cristo.” Notou como esse senhor procura separar o apego às crenças pessoais do apego à Cristo? Porém, já vimos que Jesus e seus ensinamentos não estão suscetíveis a serem separados. Os discípulos primitivos não fizeram essa separação. Com certeza eles tinham bem fixo em suas mentes aquela instrução do próprio Jesus: “Se observardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu tenho observado os mandamentos do Pai e permaneço no seu amor. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que vos mando.” [7] Entenda de vez senhor apologista, “especialista” em criticar TJ’s: Não dá pra separar uma coisa da outra! Você só morre por suas crenças cristãs se tiver muito, mas muito amor mesmo por Jesus Cristo. E isso, como o senhor mesmo afirmou, as Testemunhas têm de sobra.[8]"
RESPOSTA CRISTÃ - A melhor forma de um intérprete mau intencionado tentar manipular o texto de um autor de opinião contrária é induzir o leitor a interpretar o que tal autor não quis dizer. E eu sei com quem você aprendeu isso, meu caro apologista TJ - com um grupo de homens que já até foi processado várias vezes por autores cristãos que ficaram surpresos de terem seus artigos usados para provar o que não criam. Você sabe muito bem do que estou falando! 

Em momento algum, no texto, insinuei que eu separo minhas crenças pessoais do meu apego a Cristo. E para provar até que ponto um sectário vive em conflito com a própria acusação infundada, conheço uma seita que seus adeptos morreriam defendendo os 314 ensinos mudados, antes de terem sido mudados. Conheço também uma seita cujos fieis morreriam defendendo que Jesus Cristo reina desde 1914, sendo que nem Jesus, nem a Bíblia ensinam isso; quem ensina isso são aqueles que precisaram justificar o fiasco de 1914, assim como os Adventistas do Sétimo Dia ensinam que Jesus, desde 22 de outubro de 1844, entrou no Santíssimo, para justificar o fiasco profético de que Ele retornaria em tal data. Quanta semelhança entre as duas seitas! Deve ser por isso que Russell se considerava devedor dos adventistas - porque de  fato aprendeu os mesmos métodos deles. E quanto a me considerar especialista em criticar TJs, os mórmons dizem que eu especialista em cristicá-los; os adventistas dizem que eu o sou também, e inclusive que persigo a igreja remanescente. O que é isso? Síndrome de Perseguição. Amo todos vocês, apenas discordo de suas crenças. A propósito, nobre Apologista TJ, você teria morrido pelo ensino de que em 1925 o Reino de Deus seria estabelecido na Palestina?
APOLOGISTA TJ - "No entanto, paradoxalmente, o senhor afirma em seguida a nosso respeito que nossas ‘crenças são como uma prisão que nos condenam à morte eterna. ’ Sabendo que o senhor passou dezessete anos entre nós, é realmente estranho que se sinta tão à vontade para propagar tamanha discrepância entre os fatos e suas afirmações a nosso respeito."
RESPOSTA CRISTÃ - Da mesma forma como meu querido apologista TJ é exclusivista em considerar seu “movimento religioso” a única “religião verdadeira”, interpretou meu texto exclusivamente à sua “organização”. Respeito você. Se não interpreta a Bíblia corretamente e apóia quem mudou 314 vezes de ensino, como eu poderia esperar que fosse interpretar meu texto corretamente?
APOLOGISTA TJ - "Mas o senhor teimosamente continua seus ataques: “Ao mesmo tempo, precisamos ajudá-las a perceber que não servem a Deus, mas a doutrinas de homens muito bem mescladas com verdades bíblicas, as quais objetivam camuflar as heresias ensinadas por uma liderança exclusivista, "amorosa" para os cegos que tateiam versículos com uma inteligência programada e perigosa para aqueles que passam a enxergar o fim terrível reservado para todos os integrantes sincera e convictamente enganados.” Não há o que comentar aqui, exceto o fato de que tais palavras cheias de ódio constituem argumentação puramente circulatória, baseada em suas próprias premissas falsas. Não é honesto usar sua própria opinião para comprovar sua própria argumentação.[9] Além do mais, quem é tal senhor para falar sobre “inteligência programada”, se é exatamente isso o que ele faz com os seus alunos? Ele os programa para combater as testemunhas de Jeová em seus cursos que, até bem recentemente eram pagos, inclusive com parcelamento em cartão de crédito.
RESPOSTA CRISTÃ - Em momento algum minhas palavras indicam ou incitam o leitor ao ódio contra as TJs. É apenas um ponto de vista. Novamente, mania de perseguição. São minhas interpretações baseadas em pesquisas, opiniões de estudiosos, e a experiência de ter pertencido a uma seita. Da mesma forma não acho ser palavras repletas de ódio quando você e seus irmãos nos chamam de membros de Babilônia, a Grande, o império mundial da religião falsa. Tudo isso é amor da parte de vocês. Quanto a dizer que programo meus leitores a responder a vocês, uso o método (O MESMO) do livro Raciocínios à Base das Escrituras: oferecer respostas amorosas e bíblicas a quem pensa diferente. Novamente, Síndrome de Perseguição. Vou sugerir aos cientistas brasileiros criarem um medicamento chamado "Anti-perseguil". Quem sabe resolve.
APOLOGISTA TJ - "Foi após a leitura de um de nossos artigos que tal apologista parou de cobrar por seus cursos de ataque às testemunhas de Jeová. Mas não é nisso que vamos nos concentrar. (Sobre esse assunto, verifiquem o artigo “Vendedores ambulantes da palavra de Deus”, neste site.)
RESPOSTA CRISTÃ - Eu não acho errado cobrar para ministrar um curso bíblico que me faz dedicar todo o meu tempo para pesquisas, e que me ajuda a sustentar meu ministério cristão, voltado exclusivamente para evangelizar sectários. Nada na Bíblia me proíbe quanto a isso. Não vendi a palavra de Deus. Fiz um voto a Deus de didicar todo o meu tempo nessa causa, desde minha conversão a Jesus. E Deus provê o necessário para mim. Tive 125 alunos, sendo que 100 deles pagaram 10,00 Reais, 8 foram bolsistas integrais, 10 pagaram 50% e o restante integral. Assim, em 9 meses recebi 3.600,00 Reais por todos esses alunos, ou seja, 400 Reais por mês. Devido a problemas de saúde, não sou permitido ainda ter um emprego fixo já há 4 anos, então meu querido apologista TJ, recebi essa enorme quantia, gasta para pagar farmácia e parte das despesas de casa, sem contar que distribuí muito CDs e DVDs gratuitamente, gravados por mim mesmo, com todas as despesas bancadas por mim.  Perante Deus, digo a você que em momento algum explorei a ninguém, e suas palavras de ataque pessoal, como se eu fosse um vendedor ambulante da Palavra de Deus, serão pesadas na balança por Deus, por isso, estou tranquilo. Fui pioneiro regular das TJs por anos, e vendia as revistas e assinaturas pelo dobro do preço que comprava. Se eu somar o que lucrei vendendo milhares de literatura pelo dobro do preço, verá que ganhei muito mais do que em meu curso. Portanto, com todo o respeito, vá acusar o pai da mentira - aquele que inspirou as 314 mudanças de ensinos! - João 8:44.
APOLOGISTA TJ - "Certamente não estamos acusando ninguém, apenas como ele mesmo admitiu, mostrando os motivos pelos quais discordamos de determinadas crenças e comportamentos. De forma alguma é nossa intenção levar as questões para o mérito pessoal. Embora o artigo não tenha mencionado nomes, este senhor tomou para si as palavras, como se ele fosse o único que se utilizava destes métodos de ensino. Porém, seu e-mail nos fez verificar melhor sua atuação. Temos a salvo, uma página offline do site deste senhor, um dia após a publicação de nosso artigo, onde fica evidente que o método de Pay-per-view (pague para ver) ainda era o meio utilizado por ele mesmo após a nossa publicação.
RESPOSTA CRISTÃ - Sua resposta é tão pessoal que você se dirige em seus textos a "esse Senhor" e leva o leitor a crer que sou hipócrita, vendedor da Palavra de Deus, cisterna rota, etc. E estou te dando corda. Vamos ver até onde você vai com seus ataques pessoais.
APOLOGISTA TJ - "Nosso artigo criado em 03/03/2011 as 17:55  (Retirado do histórico do site) Salvamos uma cópia em cache com um instantâneo do site deste senhor do dia 04/03/2011 das 10:30 da manha a qual ainda constava o anúncio do curso pago para evangelizar as Tjs na coluna a direita do site. Ao clicar sobre o anúncio aparece a mensagem dizendo que a página não pode ser encontrada, pois atualmente ela não existe mais, porém, isso prova que um dia após a publicação de nosso artigo, o site ainda parcelava seus ensinos anti-tjs.  De modo que o e-mail do dia 08/03/2011 acima, só mostra que nos chamar de desatualizados é uma piada.  Diante de tudo isso, cabe perguntar:  Pode você confiar nestas fontes?
RESPOSTA CRISTÃ - Fazia dias que estava planejando tornar o curso gratuito, pois percebi que poderia ajudar mais pessoas, visto que finalmente consegui um trabalho para me sustentar em casa, por uns três meses. Como agradecimento a Deus, tornoi o curso gratuito. Se você acha que mudei de opinião devido a seu site, tenha a plena certeza de que até agora não aprendi nada de bom nele. Prefiro aprender com a Palavra de Deus. Ela é a luz (Salmo 119:105) de Provérbios 4:18, que brilhou até ser dia, quando terminou de ser escrita. Mas as luzes de vocês...
APOLOGISTA TJ - "Mas, dando prosseguimento à nossa consideração, a linguagem feroz usada nesse artigo contra as Testemunhas de Jeová prossegue e traz uma surpreendente comparação: Seriam as testemunhas de Jeová iguais aos muçulmanos xiitas? O artigo daquele senhor diz que sim. Afirma que um está armado com bombas e que o outro está armado com textos mal interpretados, fazendo com que os outros explodam de raiva. Será que é assim que ele costuma reagir? Nem de longe ele pensa em lembrar seus leitores de que há uma possibilidade de que as testemunhas estejam seguindo a orientação de 1 Pedro 3:15, que diz: “Mas, santificai o Cristo como Senhor nos vossos corações, sempre prontos para fazer uma defesa perante todo aquele que reclamar de vós uma razão para a esperança que há em vós, fazendo-o, porém, com temperamento brando e profundo respeito.”"
RESPOSTA CRISTÃ - Realmente, não acho nenhuma diferença entre uma bomba nas mãos de um suicida e um ensino flip flop, que muda 314 vezes - ambos matam, um literalmente, o outro espiritualmente. Se sua seita se reverna no direito de ensinar no livro Clímax de Revelação que nosso ensino é venenoso, é absinto, o mesmo direito tenho de considerar os ensinos de vocês dessa forma. Mas com todo respeito, não de forma explosiva, pois particularmente não tenho raiva de vocês. Lamento que outros, menos maduros, tenham.
APOLOGISTA TJ - "Após isso, aquele artigo apresenta uma experiência (argumento circular, baseado na premissa tendenciosa de que o que se diz é verdadeiro) vivida pelo senhor com um ancião das testemunhas. É pena que não existam provas de que essa experiência realmente tenha ocorrido. Não estou inclinado a acreditar “nem um pingo” nesses contos que, até com certa freqüência, ele apresenta. Esses relatos me cheiram à calúnia. É algo além de comprovação, pura baixaria para quem se diz apologista cristão. [10]"
RESPOSTA CRISTÃ - Pois aconteceu sim, e reafirmo isso em nome do Senhor Jesus. O ancião tratou-me ironicamente. Mas quando eu era TJ, aprendi a não responder como você, mas a lamentar o ocorrido, e pedir desculpas se algum de meus ex-irmãos se comportaram de modo errado. A questão é: Deus sabe que não menti, e sabe também que um Superintendente de Circuito contou isso numa reunião no Salão do Reino das TJs, afirmando que dois membros do Corpo Governante haviam sido desassociados - um por pedofilia e outro por homossexualismo.
APOLOGISTA TJ - "O ataque contra as Testemunhas prossegue com outra analogia cujo conteúdo visa transmitir, não amor, mas um sentimento de puro nojo por nós. O apologista recomenda: “Evangelizar TJs com amor é como limpar um balde de água suja, pingando água limpa gota a gota.” Vocês não acham que devemos formar um conceito sobre uma pessoa somente após conhecê-la? Mas o apologista batista recomenda que as testemunhas de Jeová sejam previamente encaradas como ‘balde de água suja’. A menos que a Bíblia classifique alguém, ou algum grupo epecífico, de tal forma, não temos o direito de transmitir esse tipo de pensamento preconceituoso. É lamentável!"
RESPOSTA CRISTÃ - Jamais disse que as TJs são um balde de água suja. Novamente, o nobre Apologista TJ quer por seu leitor contra mim. O ensino TJ para mim é um balde de água suja, que precisa ser limpo, com amor. E diga-se de passagem, aprendi essa ilustração com as TJs, numa reunião antes de sairmos de casa em casa: “Você sabe como se pode limpar um balde de água suja sem relar nele? Jogando água limpa, de preferência aos poucos. Assim são as mentes das pessoas da Cristandade - Estão cheias de sujeira espiritual e precisam ser limpas com as águas das verdades bíblicas”. (Superintendente de Circuito das TJs) E para que o leitor entenda o que eu quis dizer, vamos reler o texto todo:
"Evangelizar TJs com amor é como limpar um balde de água suja, pingando água limpa gota a gota. Posso pensar? Um coração cristão amoroso faz a diferença na vida de um herege cuja mente está espiritualmente sedenta da Palavra de Deus,. Por isso, mostre que do mais profundo do seu ser, Jesus Cristo lhe deu de beber a água da vida."
Como poderia eu chamar uma TJ de balde de água suja e falar de evangelismo com amor? Quis evidentemente dizer que o processo de evangelizar é como limpar um balde de água suja - tem que ser gradativo, gota a gota, trocando tal água suja pela água que Jesus dá de beber.
APOLOGISTA TJ - "Paulo escreveu a Timóteo: “Ó Timóteo, guarda o que te foi confiado, desviando-te dos falatórios vãos, que violam o que é santo, e das contradições do falsamente chamado ‘conhecimento’. Por ostentarem tal conhecimento, alguns se desviaram da fé.” [11] Este “conhecimento” representa também os ensinos de demônios. Nos dias de Paulo, este provavelmente se referia às idéias apóstatas que alguns nas congregações promoviam. (2 Timóteo 2:16-18) Mais tarde, um falsamente chamado conhecimento, tal como o gnosticismo e a filosofia grega, corrompeu a congregação. No mundo atual, o ateísmo, o agnosticismo, as teorias da evolução e a alta crítica feita à Bíblia são exemplos do falsamente chamado conhecimento, assim como são as idéias antibíblicas promovidas por apóstatas da atualidade, ainda que disfarçados sob o manto de apologistas. Os frutos de todo este falsamente chamado conhecimento podem ser vistos na degradação moral, no amplo desrespeito pela autoridade, na desonestidade e no egoísmo que caracterizam esse mundo."
RESPOSTA CRISTÃ - Meu querido apologista TJ, peço a você em nome do Senhor Jesus Cristo não esquecer de mencionar que o Gnosticismo apregoava pessoas portadoras de um conhecimento especial. Mas quando esse conhecimento era analisado, como um ourives (pessoa que lida com ouro) EXAMINA, percebia-se a verdadeira face dele. Atualemente, conheço uma seita que apregoa o conhecimento que conduz à vida eterna, mas mudou 314 veze svezes de ensinos, sendo que algumas mudanças foram de X para Y, depois voltaram para X. Pior do que o Gnosticismo!
APOLOGISTA TJ - "Paulo escreveu também: “Digo isso para que nenhum homem vos iluda com argumentos persuasivos. Acautelai-vos: talvez haja alguém que vos leve embora como presa sua, por intermédio de filosofia e de vão engano, segundo a tradição de homens, segundo as coisas elementares do mundo e não segundo Cristo.” [12]"
RESPOSTA CRISTÃ - Amado TJ apologista, o ensino de proibir vacinas entre 1921 e 1952 foi segundo Cristo? E as 314 mudanças? E as falsas profecias escritas pela classe de Ezequiel - o profeta que representava os 144.000 ungidos (supostamente, como você crê)? Parece-me que o seu conhecimento está pior que o dos filósofos.
APOLOGISTA TJ - "Os cristãos colossenses achavam-se cercados pela influência insidiosa do que na verdade era falsamente chamado conhecimento. Muitos em Colossos e nas vizinhanças da cidade estimavam grandemente as filosofias gregas. Havia também judaizantes, que queriam que os cristãos guardassem a Lei mosaica, tal como a referente aos seus dias festivos e aos requisitos alimentares. (Colossenses 2:11, 16, 17) Paulo não se opunha a que seus irmãos obtivessem conhecimento verdadeiro, mas eles precisavam ter cuidado para que ninguém os levasse como presa sua, usando argumentos persuasivos para convencê-los a adotar um mero ponto de vista humano sobre a vida e o modo de agir."
RESPOSTA CRISTÃ - Amigo TJ apologista, pelo que percebo você mesmo admite que havia heresias entre os verdadeiros cristãos. E até hoje há. Por isso, entenda que os erros que você menciona em nosso meio, e que eu também percebo, como igrejas contaminadas com heresias, existem porque ainda há joio no meio do trigo. Por isso, que dentre nós mesmos é que surgem as seitas - cristãos que nunca foram dos nossos, mas passaram a fundar movimentos, um em 1820, outro em 1821, outro em 1879 - todas seitas novas. Por quê? Cumprimento de profecias! Obrigado! 
APOLOGISTA TJ - "Se você fosse um daqueles primitivos cristãos, teria ficado impressionado com os argumentos persuasivos da elite intelectual da época ou se sentido intimidado com sua sabedoria? (Colossenses 2:4) De acordo com o apóstolo Paulo, não teria havido razão para isso. Ele lembrou aos cristãos que Jeová considera “a sabedoria dos sábios” e a “inteligência dos intelectuais” como tolice, embora esses, em sua arrogância, nos taxem de ‘balde de água suja’. (1 Coríntios 1:19) “De que adiantou toda a sabedoria do filósofo, do escritor e do crítico deste mundo?”, perguntou Paulo. (1 Coríntios 1:20, Phillips, em inglês)"
RESPOSTA CRISTÃ - Novamente, mudou o sentido de minhas palavras. Já expliquei o que quis dizer. Jamais chamaria uma tj de balde de água suja. As TJs são pessoas de bom caráter, mas infelizmente, na minha opinião, precisam limpar as águas sujas de seu conhecimento bíblico, que muda sempre. Sobre conhecimento intelectual, todo sectário que se depara com uma pessoa preparada para ela, com argumentos plausíveis, embasados em evidências, leva o nome de sábio tolo. É praxe isso!
APOLOGISTA TJ - "Independentemente do preparo que as pessoas afirmem ter, você não é obrigado a aceitar as conclusões delas caso contradigam a Deus, desconsiderem a Palavra dele e contrariem o bom senso, como certamente é o caso do escritor do artigo que acabamos de contestar. Em última análise, a sabedoria dita que “seja Deus achado verdadeiro, embora todo homem seja achado mentiroso”. (Romanos 3:4)"
RESPOSTA CRISTÃ - Em momento algum desferi ataques contra a Palavra de Deus e o próprio Deus. Apenas questiono veementemente os ensinos sectários.

Após isso, o Apologista TJ passou a comentar um outro artigo meu intitulado COMO IDENTIFICAR UM SECTÁRIO COM FÉ PATOLÓGICA, no qual procurei não mencionar nomes de seita nenhuma, mas o referido apologista assimilou como se fosse sobre as TJs. Sobre esse artigo, ele continua seus clamores pétreos (o Site dele agora se chama "Pedras que Clamam")
APOLOGISTA TJ - "COMO IDENTIFICAR UM SECTÁRIO COM FÉ PATOLÓGICA. As Testemunhas de Jeová são constantemente acusadas de examinar exaustivamente suas publicações e de desconsiderarem as publicações de outras igrejas. Os opositores geralmente citam as seguintes palavras de Paulo para nos acusarem de possuir uma “fé patológica”: "Julgai todas as coisas, retende o que é bom. Abstende-vos de toda a forma de mal". (1 Tessalonicenses 5:21, 22) Será que suas acusações são razoáveis?"
RESPOSTA CRISTÃ - Sim, é muito razoável, pois é isso que ocorre, e conheço TJs que foram expulsas da seita porque insistiram em ler literatura que não era do corpo governante. O que é isso? Você já sabe a resposta.
APOLOGISTA TJ - "Pense no seguinte: para sermos completamente justos com TODAS as denominações da cristandade, precisaríamos dedicar tempo a analisar TODAS elas, não apenas superficialmente, mas CADA UM DOS SEUS ENSINOS E PRÁTICAS. No entanto, se você pesquisar um pouquinho, verá que existem em todo o globo cerca de 37 mil denominações que se dizem cristãs, entre elas, as várias manifestações batistas.(Eles estão muito divididos. Veja 1 Coríntios 1:10) Isso significa que se passássemos a vida inteira, todos os dias dela, examinando superficialmente tais denominações, não seria possível examinar a todas. De modo que, no final, algumas poderiam nos acusar de termos sido injustos em nossa avaliação. Ora, tal proceder de examinar cada religião, cada ensino, cada prática e costume, não seria razoável. Não é isso o que Deus espera de nós. Então, o que Paulo quis dizer em 1 Tessalonicenses 5:21,22?"
RESPOSTA CRISTÃ - Esse argumento me deixou triste. Fui convidado para ir a uma pizzaria, com mais de 100 opções de pizzas. Não irei mais! Não consiguirei comer de todas.  Acho que você entendeu o que quis dizer. Mas para não haver erros, o fato de um sectário não poder ler a literatura de todos os movimentos religiosos diferentes do seu não deveria impedi-lo de ler alguma literatura, com opiniões diferentes.
APOLOGISTA TJ - "A palavra para “julgai”, usada por Paulo, também pode ser vertida por “examinai” ou ‘examinar’. Esse termo era também usado com relação a examinar metais preciosos para ver se eram genuínos. A pessoa prudente sempre examinava o que comprava para ver se era genuíno. Senão, poderia acabar comprando o que se chamava de ouro dos trouxas — algo que parecia ser ouro, mas não era; na realidade, algo sem valor."
RESPOSTA CRISTÃ - Por isso mesmo, a verdade não pode temer a mentira. Em minha biblioteca, tenho livros de diversas seitas. Li todos. Um por um! Nenhuma dúvida me causou com respeito à sã doutrina. Por quê? Porque não sofri lavagem cerebral, a ponto de temer cair da fé diante de outras argumentações. É óbvio que os novatos poderiam cair em dúvida, por isso acho justo e próprio a apologética, que mostra o erro e o refuta com o correto.
APOLOGISTA TJ - "As testemunhas de Jeová, na realidade, examinam cuidadosamente tudo o que lhes é ensinado. Sem desconfiar indevidamente da motivação de seus irmãos, elas fazem como os bereanos: ‘examinamos cuidadosamente as Escrituras, cada dia, quanto a se estas coisas que se nos ensinam são realmente verdadeiras. ’ (Atos 17:10-12) Por exemplo: todas as testemunhas de Jeová são incentivadas a 'examinar' antecipadamente cada artigo que será estudado em suas reuniões públicas. Esse exame antecipado é feito na privacidade de seus lares, vagarosa e calmamente. Quem o faz, pode consultar obras de referência confiáveis, não tendenciosas, a que tenha acesso. Pode usar, se quiser, qualquer outra tradução bíblica a que tenha acesso. Ela deve se certificar de compreender bem aquilo que será estudado. Obviamente que isso não é característico de pessoas adoecidas com ‘fé patológica’. Nos estudos bíblicos domiciliares, os seus alunos podem questionar exaustivamente o instrutor. Em contrapartida, o instrutor fará o seu melhor possível para compreender tais questionamentos e os responder dentro daquilo que entende ser a instrução das Escrituras."
RESPOSTA CRISTÃ - Novamente, o TJ apologista demonstra sua esperteza em lidar com as palavras. Eu também examino tido o que me é ensinado, mas nem por isso sou proibido de ler textos de quem foi batista, por exemplo. Esses dias, li um folheto de um ex-batista, hoje ateu, e respondi a ele com minha opinião, tentando ajudá-lo. Uma coisa é você comer de tudo o que lhe põem à mesa, outra é você ser proibido de comer na mesa vizinha. Você poderia até não gostar da comida vizinha, mas teria a liberdade de experimentá-la. E por que deveria fazê-lo? Porque falamos da Bíblia. Por isso, recomendo a meus irmãos em Cristo adquirir literaturas das seitas, para saber em que creem e ajudá-las a se converterem a Jesus. O que você achou, meu caro apologista TJ, de ter lido meus textos? 
APOLOGISTA TJ - "Na verdade, entendemos que a melhor maneira de identificar notas falsas de dinheiro é estudar cuidadosamente as características das notas verdadeiras. Nós estamos profundamente convictos de que aquilo em que cremos possui embasamento bíblico. Então, estudamos mesmo nossas publicações! E esse exame tem-se mostrado muito revelador quanto à sua concordância com as Escrituras. Alguns, no entanto, não satisfeitos com as condições de “falência espiritual” dentro de suas próprias igrejas, divulgam conceitos deturpados, preconceituosos, a nosso respeito."
RESPOSTA CRISTÃ - Paulo também estava convicto, mas mesmo assim exortava a analisar tudo e reter o que é bom. Parece que o medo de alguns líderes de perder seus asseclas tem sido a verdadeira razão para proibi-los de raciocinar melhor. Quanto à falência espiritual, ela existe na mente dos que estão falindo, e eles pagarão por isso. Há seitas que expulsam 30 mil membros por ano, porque “faliram” na fé. A expulsão não elimina o perigo, assim como cortar uma perna não elimina o câncer generalizado. Felizmente, eu não fali espiritualmente, mas sei o que é viver falido 17 anos sem saber que estava. Glórias ao nome santo de Yahweh, que através de Jesus e da ação do Espírito Santo, salvou-me de tão grande falência!
APOLOGISTA TJ - "Agora, veja como tais opositores usam um padrão desonesto de argumentação para nos acusar. Em determinado artigo de seu site, um deles verbera acusações contra anciãos e irmãos que serviram no Corpo Governante, acusando-os, com base em relatos de terceiros, de terem se tornado vítimas de práticas homossexuais. Daí ele assevera: “Então, dirão as TJs que clamam anonimamente: "Mas foram disciplinados!”Mas demorou, hein?!” Ele acusa a suposta demora para disciplinar tais irmãos. No entanto, quando se trata de explicar os casos de homossexualismo cada vez mais comuns em sua igreja, segundo a própria palavra dele, sua defesa vem da seguinte forma: “Certa vez, ouvi um pastor batista dizer que tolerava os homossexuais na igreja dele. Mas não deu em nada, porque ele negou tudo, e não tive testemunhas para o caso. Qual a minha atitude, depois desse passo tomado, e da hipocrisa do pastor, que permaneceu no cargo? Esperar em Deus. O Soberano Senhor Yahweh demorou, do nosso ponto de vista, quarenta anos para disciplinar Eli e seus filhos, que viviam em flagrante pecado. Deus tem o tempo dEle para agir, quando sabemos de erros de falsos cristãos.”   Ora, sobre os erros dos nossos irmãos, quando existem de fato, sabemos que Deus realmente possui o seu tempo para discipliná-los. A hipocrisia aqui reside no fato de tal apologista usar essa argumentação de defesa e ao mesmo tempo criticar as Testemunhas quando a usam também. Que repulsivo preconceito contra nós!
RESPOSTA CRISTÃ - Novamente, entendeu errado. Posso lhe dar umas aulas de interpretação de texto, amado apologista TJ? O que claramente quis dizer é: Quando vocês mencionam os erros e heresias entre nós, que há com certeza, cobram-nos como se pudéssemos resolver os problemas de uma só vez. Não podemos. E como não podemos, concentram-se neles para generalizar, INSNUANDO QUE EU DEVERIA DEIXAR DE SER BATISTA DEVIDO AOS MAUS CRISTÃOS ALI, mas por que não respondeu meu questionamento: POR QUE JEREMIAS NÃO DEIXOU DE SER JUDEU QUANDO SOMENTE ELE VIVIA À ALTURA DO QUE DEUS EXIGIA? (Jeremias 5:1) Todavia, Deus tem o tempo devido de resolver tudo. Assim, querido, julgar uma religião inteira, que em sua declaração doutrinária se posiciona contra o pecado, mas que não pode eliminar os pecadores de uma só vez, é uma desonestidade. E ela aumenta quando você me insunua que não posso provar, quando você mesmo admite que há erros entre vocês. O mesmo ocorre entre nós. E eu não vou perder meu tempo em ficar mencionando mais erros, porque há muitos tanto aqui como aí entre vocês. A salvação é individual, não coletiva.
APOLOGISTA TJ - "Explicando o motivo de não abandonar os batistas, embora veja a terrível corrupção espiritual em seu meio, tal apologista diz: “Por que não deixo de ser batista quando sei que há pastores maçons, líderes que toleram o homossexualismo, entre outros erros? Primeiro, porque meu compromisso é com "o meu Senhor e o meu Deus". Coverti-me a Ele, não à Igreja Batista.” Esse argumento cai por terra diante do próprio título que ele escolheu para seu artigo: “NOSSAS HERESIAS!” Se ele chama tais heresias de “nossas” é porque as abraça como dele também. Sente-se perfeitamente bem em ser uma parte de apoio ao todo corrupto. Está ainda disposto a comer areia de sua ‘cisterna rota’."
RESPOSTA CRISTÃ - Perceba o leitor que em nenhum momento eu disse que apoio as heresias por serem nossas. Quando digo “nossas”, quero evidentemente dizer que há entre nós. Há pouco, o nobre apologista TJ admitiu que houve erros entre a seita dele. E erro é heresia. O apóstolo Paulo disse:
“Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles.” (Atos 20:29, 30) 
 Assim, quem ouviu aquilo de Paulo, disse: "Surgirão entre nós mesmos tais pessoas." Mas o fato de haver entre nós, não segnifica que eu tenha culpa. Se assim fosse, nobre Apologista TJ, você admite sua culpa por dois casos que conheço, em que dois casais americanos, na época TJs, perderam seus filhos por não permitirem que seus rins fossem transplantados a seus respectivos filhos? Sobre heresias, o mesmo ocorre hoje. E Deus, no seu devido tempo, mesmo que tenha que demorar 40 anos, como no caso de Eli e seus filhos, Ofni e Fineias, serão disciplinados. Por isso, eu não preciso deixar de ser batista para ser cristão, porque sou cristão desde que aceitei a Jesus como meu Salvador único! Você, meu nobre apologista TJ, usa o método de seus líderes: Enfiar tudo o que não é TJ num saco e jogar fora. Você aprendeu a fazer isso com seus pais na fé. E que fé!
APOLOGISTA TJ - "Portanto, caros leitores, é realmente preciso ter cuidado com tais predadores apologéticos. Continuemos a receber a palavra de Deus com o ‘maior anelo mental’. Não desfaleçamos em nossa determinação de repudiar o “falsamente chamado conhecimento”, e o Deus verdadeiro nos fará cada vez mais firmes e fortes para defendermos o seu Nome, nesta guerra feroz com as forças ocultas da escuridão.
RESPOSTA CRISTÃ - Muito obrigado por suas palavras gentis. São dignas de você. É bem verdade que pensei assim como você, e entendo. Que o Senhor Jeová, em nome de Jesus, possa nos conduzir a toda verdade, através do Espírito Santo de Deus. - João 16:13, 14.

Conclusão - Louvo a Deus por ele me capacitar a fazer uma defesa da fé corajosa, e ganhar quatro horas, em pleno domingo, para prover ajuda aos que desejam aprender a evangelizar as TJs, e respondê-las num espírito cristão. - Fernando Galli.

2 comentários:

  1. Parabens meu irmão Galli pela ousadia na defesa da fé biblica. Que seu ministerio ajudem os incautos a reconhecerem a verdade da Palavra de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato por seu comentário. É amor pelas almas perdidas. Digo... o meu pelas TJs.

      Excluir

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres