A PARÁBOLA DO CONTADOR DE PARÁBOLAS


Certo homem sábio, que vivia no interior do Ceará, estava sentado na grama de uma praça, quando percebeu que uma jovem senhora casada aproximava-se chorando. Preocupado com suas lágrimas, bondosamente a interceptou e perguntou o que estava acontecendo. Então, a jovem disse ao homem sábio:
- Quando eram por volta das duas horas desta madrugada, acordei e percebi que meu esposo não estava do meu lado. Então, fui até o banheiro, mas não estava. Fui à cozinha, mas não o vi. Então, percebi que a porta que separa a sala da cozinha estava entreaberta. Abrindo silenciosa e vagarosamente a porta, adentrei na sala e observei algo que me chocou. Era meu esposo. Aproximei-me dele, por trás, e o flagrei teclando na internet com uma moça, e ambas as webcams estavam ligadas. Com meus olhos já em lágrimas, toquei nos ombros dele e disse: A partir de hoje não sou mais sua esposa.
Tentando acalmá-la, o homem sábio pediu a ela que se sentasse na grama. E abrindo sua boca passou a lhe contar a seguinte parábola:
Certo Rei, escoltado por seus soldados, percebeu uma movimentação estranha entre as pessoas e um grupo de seu soldados, no centro da cidade-sede de seu reinado. Ao aproximar-se, perguntou:
- O que está acontecendo aqui?
E o soldado que segurava a cabeça de um rebelde contra a lama do chão respondeu ao Rei:
- Majestade, este rebelde foi pego fazendo planos para tirar vossa vida. Por isso, pretendemos, de acordo com as leis deste reino, matá-lo imediatamente. 
Ao ouvir isto, aquele rei fechou os olhos, respirou fundo e disse àquele soldado:
- Por favor, não mate este homem. Em vez disso, ponha-o em minha carruagem. Pois eu o levarei para para meu castelo e o adotarei como meu filho.
Então, aquele homem sábio, após terminar esta parábola, perguntou àquela jovem casada no que aquela parábola pôde ajudá-la. E ela respondeu:
- Meu senhor, como posso saber se não entendi a moral da história?
E o homem sábio a explicou:
- Um dia, muitos estavam com a face prensada na lama do pecado. Mas Jesus, o Rei do Reino de Deus, mesmo sabendo que tais mereciam a morte, perdoando-os, não lhes permite morrerem. Mas não só isso, convida-os para morarem em seu Reino e os adota como seus filhos. Da mesma forma, você apanhou seu esposo com o rosto prensado contra o pecado. Visto que temos que imitar Jesus, o que você deveria fazer com seu esposo?
E a jovem respondeu comovida:
- Vou lhe fazer um jantar inesquecível, expressar como me sinto diante do que ele fez, e dizer que o amo.
E o homem sábio terminou suas palavras, dizendo:
- Jesus acabou de perdoar você, por não ter tido perdoado seu esposo anteriormente, e deseja adotar você como sua filha. Você aceita?
E a jovem prontamente aceitou, e confessou:
- Espero que meu esposo me perdoe também por ter gastado todo o limite do cartão de crédito dele, sem ele saber.
Eis a grande misericórdia de Deus em não castigar as pessoas com o que merecem. Eis a grande graça de Deus em dar a muitos o que não merecem. - Fernando Galli.
_____________

Créditos da foto acima: Paramount Pictures, do filme Forrest Gump, O Contador de Hisórias.
Observação: A parábola do Rei, aqui enxertada no texto, foi contada pelo Pastor Ebenézer Bittencourt, do Instituto Haggai do Brasil.