LINGUAGEM OFENSIVA DO SITE TJ PEDRAS QUE CLAMAM

Os adeptos de seita, em geral, após serem refutados, começam a usar linguagem caluniosa e ofensiva.  A forma com que praticam o amor é esta, quando observam seus ensinos serem questionados. Após comentarmos alguns textos do site Pedras Que Clamam, recebemos com apreciação e ao mesmo tempo perplexidade as refutações do tal site TJ para cada um de nossos textos. Gostaria de comunicar aos  leitores deste blog que apesar de amarmos os adeptos de seitas, não somos coniventes com a linguagem de quem nada tem a nos acrescentar de bom. Consultando pessoas de bom senso, chegamos a algumas conclusões iniciais:

O que esperar de um apologista TJ que desobedece à lei, escrevendo ofensas sem revelar seu nome? O que esperar de quem usa as Escrituras para ofender as pessoas? Embora o tal apologista afirme em seu site que não pretende ofender, usou as Esscrituras para me chamar de estúpido. Observe:


Sei que ele fala de mim porque refuta o que eu escrevo. Durante os 17 anos em que fui Testemunha de Jeová, não me lembro de ter sido tão grosso com as pessoas que discordavam de mim. Que cristão maduro, pregando a um questionador, usaria a argumentação acima? Mas por que isso ocorre? Porque é praxe da maioria dos membros dessa organização tratarem assim os que saem dali, e os que discordam do movimento. Coleciono insultos de TJs, em e-mails, em salas de bate-papo, e estão sendo guardados para provas em ambientes mais oficiais do que este site. A forma como este apologista se dirige a minha pessoa, é audaciosa e ofensiva. Por exemplo, falando de mim e de todos os que vendem cursos bíblicos para evangelismo de TJs, e não ataques pessoais, e sem saber que usamos o dinheiro para investir na obra missionária, no sustento de pessoas que vivem exclusivamente de anunciar o evangelho, tal site disse:
Segue abaixo fotocópia
Será que teremos invocar às autoridades para que essa pessoa, que vive burlando a lei de que "é vedado o anonimato", e que calúnia e difamação é crime, continue atrás de seu teclado ofendendo pessoas em meio a seus debates teológicos? Que provas perante a justiça dos homens este apologista TJ teria para fundamentar sua acusação? Todos os textos que ele escreve, cruzados um com o outro, o entregam como agredindo minha pessoa.

Sobre a desculpa que este senhor dá para ficar no anonimato, afirma ser costume das TJs omitirem seus nomes em suas publicações, pois assuntos espirituais não precisam, segundo ele, de reconhecimento de autoria. Todavia, o ignorante em Bíblia se esquece que há vários escritores bíblicos que puseram seus nomes em escritos inspirados, como os profetas menores, por exemplo: Oséias, Naum, Habacuque, entre outros. E o ignorante em leis do país se esquece que as publicações das Testemunhas de Jeová estão protegidas por direitos autorais e vinculadas a um órgão jurídico, a uma instituição, que se responsabiliza pelos autores e possíveis violações às leis do país da parte destes. ESSE NÃO É O CASO DO SITE PEDRAS QUE CLAMAM, que deveria se chamar Pedradas que Ofendem. Ninguém o respalda. Ele fala em nome dele mesmo. Em vez de refutar meus questionamentos, ataca minha pessoa, generaliza todas as religiões como sendo falsas, e em tom agressivo enquadra todos os evangélicos em suas acusações infundadas. Será que deveríamos dar crédito a pessoas que se comportam assim? Coisas de sectários!

Continuaremos a refutar as crenças TJs e a esse site de autoria anônima, com classe e postura cristã. Agressões desse naipe, oriundas de indivíduos que se escondem atrás de um teclado, são dignas de compreensão e perdão. Pessoas sem Deus , ou com um falso-deus, agem assim. É compreensivel. - Fernando Galli.
______________

Fotocópia do texto mencionado acima.
 A mentira de que meu curso ataca as TJs é evidente. Em momento algum no curso faço isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres