TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E JOÃO 1:1

A Tradução da Bíblia mais combatida e questionada! Seria perseguição à organização que a produziu?  Não! Durante dezesseis anos achei que tive o prazer de usá-la. Depois de convertido, decepcionei-me. Todos nós sabemos que a Tradução do Novo Mundo [TNM], em João 1:1, traduz: "No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com o Deus, e a Palavra era [um] deus." Por que acrescentam o artigo definido "um"? Porque no grego, quando não há artigo definido "o", "a", "os", "as" diante dos substantivos, podemos acrescentar os artigos indefidos do português. Veja, em grego, de João 1:1:
.
 

Temos em amarelo, acima, as duas ocorrências da palavra "deus", uma com o artigo definido [tòn theón], traduzida pela TNM por "o Deus", e outra sem o artigo definido [theòs], traduzida por "um deus". Gramaticalmente, está correta? Sim! Se déssemos essa tradução para um ateu, perito em grego, ele chegaria a essa tradução. Todavia, a Bíblia não é um livro de gramática, e o significado teológico está acima da gramática, em si. Como no mundo espiritual só há dois tipos de deuses, o Deus Verdadeiro, que no grego ocorrerre com ou sem artigo definido, e os deuses falsos, como o próprio Satanás, chamado de "o deus deste século" em 2 Coríntios 4:4. Assim, gramaticalmente, a palavra "deus", com ou sem artigo definido, não designa, em si mesma, quem é o Deus verdadeiro ou falso. De acordo com o próprio Jesus, quando estava na terra, em sua natureza humana, chamou seu Pai de "o único Deus verdadeiro". (João 17:3) Todos os outros deuses, além do Deus e Pai de Jesus, são falsos. Por quê? Porque só o Deus da Bíblia é Deus por natureza, por essência. A questão é que Jesus, conforme João 1:1, lá no princípio, antes mesmo de haver anjos, era Deus, e não "[um] deus". Por quê? Porque Jesus seria outro deus, se fosse "um deus". Não teria natureza divina, pois só o Deus verdadeiro a tem.

Interessante é que João não escreveu "e o verbo era um deus", mas "deus era o verbo". Por que essa inversão? Para realçar a natureza do Verbo. As Tjs, seguidoras de seu Corpo Governante, afirmam crer que Jesus tem natureza divina, mas não é o Deus Todo-Poderoso. Isso é bizarro e herético! Só Deus é Deus, pois só Ele tem natureza divina. Assim, a TNM acerta gramaticalmente, mas peca onde mais interessa: No campo teológico, doutrinário. E a TNM é tão desonesta, pérfida, horripilante e satânica, pois é a Satanás que acaba por honrar, que das 282 vezes que théos (deus) ocorre sem artigo, no Novo Testamento, apenas 16 vezes recebeu o mesmo tratamento que deram para "deus", em João 1:1, ou seja, não foi fiel a seus princípios. Por exemplo, somente em João 1:1-18, "théos" (deus) ocorre oito vezes, nos versículos 1, 2, 6, 12, 13, 18, e dessas oito apenas em duas vezes ocorre com o artigo definido, nos versículos 1 e 2. Nos outros seis casos, não há artigo definido antes de "theós" (deus). O que seria de esperar que a TNM fizesse nesses casos? Que fosse fiel ao que faz em João 1:1 e acrescentasse "[um]" também. Adivinha se o fizeram! Não!, mostrando sua arbitrariedade. (Compilado de Gramática Grega, página 267, de Daniel B. Wallace, IBR.) Veja:


TEXTOS EXTRAÍDOS DA TRADUÇÃO INTERLINEAR DO REINO GREGO-INGLÊS DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Graças a Deus, libertei-me da TNM. Estou do lado das centenas de peritos que a reprovam, e não do lado de uns poucos que a aceitam, e ainda não inteiramente. Que as TJs possam se conscientizar dessa farsa e perniciosa destradução. - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7