AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE UM CONDENADO À MORTE

Já presenciei alguém morrer, aos meus oito anos, quando um trem atropelou um bêbado, cujo corpo esfacelou-se. Mas nunca ouvi as palavras de alguém condenado à morte. Infelizmente já li cartas deixadas por suicidas, despedindo-se desta vida. Mas nem em sonho imaginei que pudesse ler palavras de um condenado à morte, e injustamente. Estou pasmo, sentindo suas dores, com um breve texto,  que se prolonga nos meus pensamentos desde que o li. Leia:

"Olá! Quando minhas palavras forem publicadas, provavelmente não estarei mais vivo. No local onde vivo, cada dia mais pessoas como eu esão sendo condenadas à morte, e infelizmente, pelo menos no meu caso, estou para pagar com minha vida por algo que não fiz. Mas já soube da sentença. Sinto-me preso, sem alegria, embora devesse me sentir esperançoso. Meus batimentos cardíacos aumentaram demais depois que soube da decisão. Queria tanto viver mais, poder contribuir com meu país, casar-me com quem seria alvo do meu amor pelo resto da vida. Que pena! Minha vida está por um fio. Meus olhos não veem uma luz sequer. Minhas mãos nada podem fazer. Deus me deu a vida, mas meus semelhantes a tirarão. Tenho gemido, esperneado, suplicando pela vida. Eu não tenho culpa, não fiz nada de errado. Por que me condenar injustamente? Por que há humanos tão maus? Por favor, coloque-se em meu lugar. Ore por mim. Minha hora chegou. Meus executores já estão a postos. Estou ansioso. Não sei se será envenenamento ou esquartejamento. Espere! Estou ouvindo uma voz entranha e uma voz conhecida. Alguém parece estar falando com minha mãe. Não! Minha mãe está contra mim. Socorro! Ajudem-me! Eu quero viver! Eu quero te amar, minha mamãe! Mãe, eu te amo! Nãooooo! Um tubo se aproxima de mim. Que dor! Não vou suportar. Estão me despedaçando. Parem com isso, por favor! Deixem-me nascer! Não mãe, deixe-me nas..." 

Em hipótese nehuma, sob a mais aparente justa escusa, gostaria que pessoas como estas morressem sem ter a menor culpa. Infelizmente, ateus e religiosos, mães e mãos, corroboram com isso. Lamentável. Jogam a vida no lixo. Forma desumana de reagir covardemente diante de um problema que gerou uma vida. Meio trágido de preferir conviver com o trauma de se ter matado alguém a superar o trauma de um estupro. Jeitinho malvado de matar para poder viver sem o risco de morrer por um filho. Modus operandi de quem não tem o Deus da vida como certeza de vida eterna.  Meio esdrúxulo de apresentar a falácia "você nunca foi mãe nesta circunstância" e esquecer-se da verdade "você nunca foi aquele feto". - Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS