SALMO 2 - O SALMO DO BEIJO EM CRISTO JESUS

Entre rejeitar a Jesus Cristo e beijá-lo, qual seria a sua escolha? 

Beijar, aqui, tem um rico significado teológico: A obediência. Conforme CHAMPLIN, ao citar as palavras de William R. Taylor, "beijar os pés [uma tradução possível e sugerida] era um ato de reverência requerida da parte dos príncipes subjugados a seus senhores (cf. Sal. 72:9; Isa. 49:23 e Miquéias 7:17)." - O Antigo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, página 2067. Editora Hagnos

Os versículos 1 a 3 falam da conspiração das nações contra o Rei de Yahweh: Elas se enfurecem, imaginam coisas vãs, conspiram, querem se livrar de qualquer laço com este Ungido. 

Dos versículos 4 a 6, o SENHOR Deus reage contra os que rejeitam seu rei Ungido: Ele ri e zomba delas, ira-se e promete a elas o seu furor e confundi-las, e lhes garante ter constituído seu Rei em Sião. 

Nos versículos 7 a 9 são palavras de autoridade do Rei davídico: Ele proclama o que é do SENHOR. Ele ouve do SENHOR que foi gerado por Ele e que é Filho dEle. E fala que este SENHOR lhe dará nações para regê-las com vara de ferro, símbolo de sua autoridade. 

Finalmente, dos versículos 10 a 12 proclama-se um ultimato às nações: Devem usar de prudência, deixarem-se ser advertidas (referindo-se aos juízes); devem BEIJAR o Filho, evitando a ira dEle. Serão felizes se nele se refugiarem. 

Este Salmo foi interpretado pela Igreja de Atos como se aplicando a Jesus Cristo, num cumprimento maior. (Atos 4:25-28) Como este Salmo ainda se cumprirá plenamente não é o objetivo desse texto. Qual seria, então?

Beijar alguém não significa necessariamente amor sincero, reconhecimento pleno. Judas beijou a Cristo e o traiu, rejeitou-o. (Lucas 22:48) A questão, então, é: Qual a motivação por trás de um beijo? Numa aplicação cristã do Salmo 2, para alguns até alegorizada, poderíamos dizer que beijamos o Filho quando nós o reconhecemos um dia como nosso único e suficiente Salvador. Propusemo-nos a obedecer-lhe e a servir a Deus com temor e a alegrarmo-nos nele com tremor. 

Desse primeiro e único beijo no Filho jamais deveríamos nos esquecer. Somos noiva dEle! Temos a certeza de nossa salvação. Está garantida em Cristo Jesus. O verdadeiro cristão não anda como como se tivesse esquecido de sua conversão, mas em obediência se refugia em Jesus. Mesmo que caia, o que Jesus foi capaz de fazer pelos salvos [na opinião de alguns, por toda a humanidade] encoraja-o a se levantar e perseverar até o fim. - Mateus 24:13; Tiago 1:3.

Então, faço uma pergunta: Como andamos entre as nações (pessoas) que não beijaram o Filho ainda? Onde precisamos melhorar? Se tivéssemos tivesse beijado uma pessoa famosa, não sairíamos contando a todos que tivemos esse privilégio? Então, será que fazemos o mesmo por termos beijado a Jesus Cristo? 

Ele é o nosso Rei! Em breve, no reino dos céus, experimentaremos mais intensamente os benefícios desse beijo, e para todo o sempre. Se você tem certeza de que beijou o Filho com a motivação correta e é salvo, e não um traidor como Judas, e que está na entre nós porque é um dos nossos (1 João 2:19), então nosso ponto de encontro é no céu. Mas por favor, conte a todos sobre esse beijo! - Fernando Galli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres