Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

A SOTERIOLOGIA CRUCIFICADA DAS SEITAS

Imagem
O sacrifício expiatório de Jesus Cristo foi completo, perfeito.Na cruz, Ele mesmo disse: “Estáconsumado!” (João 19:30) Não há, então, uma outra etapa no ministério salvífico de Cristo. Por isso, os apóstolos ensinaram que a salvação em Cristo Jesus dependia de um só ato: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo”. (Atos 16:30, 31) A salvação vem pela graça por meio da fé, não pelas obras. (Efésios 2:8, 9) A verdadeira fé, demonstrada numa única vida (Hebreus 9:27), traz consigo boas obras, as quais não salvam, mas revelam uma fé viva ou morta. (Tiago 2:26) Mas fé em quem? No Salvador, Jesus, o “único nome dado pelo qual importa que sejamos salvos”. (Atos 4:12) Não há outro meio de alguém ser salvo sem a fé no único mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem. (1 Timóteo 2:5) Através dessa fé, o salvo recebe poder de se tornar filho espiritual de Deus. (João 1:12; Gálatas 3:26) Como consequência, tem a certeza da salvação. (Romanos 8:38, 39) Opostamente a esses ensinos …

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - SÃO ESCRAVAS DO CORPO GOVERNANTE?

Imagem
O Corpo Governante das Testemunhas de Jeová tentam usar de argumentos não bíblicos para induzir seus adeptos a crerem que desde o primeiro século da era cristã havia um corpo governante. Tentam provar isso para dar a entender de que essa organização seria uma continuação do cristianismo daquela época. Observe o que dizem:

Testemunhas de Jeová - Interpretações Blasfemas do Livro de Apocalipse - PARTE 1

Imagem
No meio cristão, sabemos que o livro bíblico de maior diculdade para interpretação é o Apocalipse. Jamais uma denominação, ou um autor de livros, por mais famoso e conhecedor da Bíblia que fosse, poderiam afirmar interpretar o livro de Apocalipse do modo como Deus o interpreta. Ele é o plenoconhecedor dos segredos e mistérios contidos ali. Apsear de sermos limitados em interpretar o Apocalipse, fazemos esforços sinceros de torná-lo útil, quando arriscamos interpretações de possíveis cumprimentos em nossos dias. Com certeza, podemos acertar, podemos errar.

ISLAMISMO - COMO ENCARAR SEU AVANÇO NO BRASIL?

Imagem
Um representante do Islã disse-me por e-mail: "Espero que o Brasil não seja intolerante com nossas crenças".

Quando estive no Havaí, EUA, conheci ex-muçulmanos. Aprendemos sobre como os cristãos são tratados na Indonésia por grupos Islâmicos: Nossas igrejas são queimadas, cristãos são assassinados. Será que isso vai acontecer aqui no Brasil? Claro que sim!

Em todos os países onde o Islamismo cresce, há grupos radicais perseguindo cristãos. Por quê? Porque somos impuros para eles. Tenho, por exemplo, contato com um ex-muçulmano aqui no Brasil. Hoje ele e sua família são,conforme se intitulam, cristãos-católicos. Mas me contaram que já receberam muitas ameaças de morte por telefone, por terem abandonado o Islamismo. É uma religião perigosa? Não preciso responder.

Basta assistirmos aos tele-jornais e observarmos as notícias: "Uma bomba explode e mata 35 pessoas no Irã." Foram cristãos os responsáveis pelo atentado? Não! Todos os dias os tele-jornais pe…

EVIDÊNCIAS ASSOMBROSAS DA PLENITUDE DA DIVINDADE DE JESUS

Imagem
Os pensamentos" de Deus registrados na Bíblia, suficientes para que o concebamos como o Todo-Poderoso, dão-nos uma pequenina idéia sobre o Ser Divino. Lemos em Jó 26:14 sobre quanto sabemos dele: "Eis que isto são apenas as orlas dos seus caminhos! Que leve sussurro temos ouvido dele!" E desse sussurro divino, quanto podemos assimilar sobre a sua natureza? 
Quando conheci o Deus da Bíblia, do modo como Ele se revelou em sua Palavra, respeitando nossas limitações, deparei-me com um grande mistério: O DEUS TRIÚNO, totalmente diferente do "deus" explicável em que cri por 17 anos como testemunhas-de-jeová. Por oito anos tenho dedicado a me aprofundar nas evidências deixadas por Deus na Bíblia desse mistério insondável, inexplicável: O DEUS TRIÚNO. Quanto mais me aprofundo, mais descubro sobre esta verdade.
Jesus, através da irresistível graça de Deus, salvou-me. Em nome dEle, tenho meditado sobre duas grandes evidências de que Jesus é o Deus Tod…

SALMO 1 - OS DOIS ESTILOS DE VIDA.

Imagem
Em toda a história da humanidade, dois caminhos diante do homem são postos para ele trilhar: o caminho da vida eterna e os caminhos da morte eterna. Em Deuteronômio 30:19, 20 lemos "a vida e a morte, a bênção e a maldição".
Com certeza, os salvos escolhem o caminho da vida, mas os não-salvos seguem o seu pensar independente do de Deus. Nos dias de Jesus aqui na terra, o Salvador fez um contraste entre "a porta estreita" que conduz à vida e o caminho espaçoso (ou "larga é a porta") "que conduz à perdição". (Mateus 7:13, 14) Evidentemente, os salvos e os ímpios seguem seus caminhos com estilos de vida opostos em relação aos padrões divinos. 
Encontramos no Salmo 1 uma eficaz diferença o andar dos bem-aventurados e dos ímpios. Neste Salmo, canta-se que "Senhor conhece o caminho dos justos", e pelo que aprendemos, Deus nos dá uma pista muito importante que diferencia o caminho do bem e do mal: "O seu praze…

DINÂMICA DA IGREJA LOCAL - A IMPORTÂNCIA DE PERDOAR UNS AOS OUTROS

Imagem
A definição de perdão contemporânea é: “Remissão de pena; desculpa; indulto.” (1) Todavia, as palavras bíblicas para perdão carregam significados mais profundos. ALEXANDER & ROSNER definem “perdão” e “perdoar” da seguinte forma:“No AT, as principais palavras hebraicas para “perdão”, e seu sentido básico, são as seguintes: slh (perdoar, perdão, enviar), noe’ (carregar, levar embora), kpr (cobrir), mhh (limpar) e ksh (cobrir). [...] O NT usa uma seleção bem menor de palavras. A mais comum é aphiêmi (usada com a conotação teológica de perdão cerca de 40 vezes), que é o principal verbo para “perdoar” encontrado nos Evangelhos [...] Em menor frequência, mas característico de Paulo, é charizomai (conceder graça, perdoar; e.g., Ef 4.32).” (2)Ao comentar a palavra grega para perdoar, aphiêmi, VINE explica o seguinte: “Significa primariamente a remissão do castigo devido à conduta pecaminosa, à libertação do pecador da pena divinamente – e, portanto, justamente – imposta; em segundo lugar…