EVANGELISMO - NÃO SE ACANHE DE FALAR A VERDADE COM A BÍBLIA

Os tempos mudaram. A expressão "Jesus te ama" virou clichê, embora não deixe de ser uma verdade inquestionável. Deus é amor! (1 João 4:8) Conhecer o amor de Cristo excede todo entendimento. (Efésios 3:19) E o que é conhecer o amor de Cristo?
"É conhecer o próprio Cristo em uma experiência cada vez mais abrangente, e ter seu permanente e abnegado amor reproduzido em nós mesmos". - Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento, página 1233. 2a. Edição. 2004. CPAD.
Quando conhecemos a Cristo, conhecimento este inesgotável, precisamos expressar esse amor por falar algumas verdades às pessoas. É óbvio que há assuntos que elas não estarão ainda preparadas para ouvirem. - João 16:12. 

Todavia, aqueles que se negam a crer nos ensinos de Jesus precisam ouvir a verdade! Então, embora seja bom fazer elogios, não acho correto dizer aos espíritas: "Parabéns por suas boas obras. Isso mostra que você é uma pessoa de Deus." Ou então aos budistas: "Que bom que você vê Deus numa flor, na água, nas estrelas. Tudo é Deus! Deus é tudo!" Ou aos questionadores da Bíblia: "Aprecio saber que você é um questionador. Jesus ama essas pessoas, pois ele mesmo questionava." Com nossas palavras temperadas com sal, a verdade precisa caminhar. Por isso, nossas tentativas de lançar uma base para acordo mútuo com essas pessoas têm limites. Não podemos elogiar o que não é para ser elogiado. Paulo elogiou os atenienses por serem religiosos (Atos 17:22), mas não elogiou suas crenças, nem os considerou como filhos de Deus porque de fato não eram. Segundo a Bíblia, só é filho de Deus quem recebe a Jesus, quem tem fé verdadeira em Jesus. (João 1:12; Gálatas 3:26) Em nosso evangelismo para com os que negam a Bíblia como a inteira Palavra de Deus, ou para com espíritas que negam a salvação pela morte sacrificial de Cristo Jesus, não podemos ter receio ou vergonha de dizer ao pecador: "Deus exige isso de você!", "Você precisa mudar, segundo a Bíblia", "a Bíblia diz assim, você precisa reavaliar seus conceitos". 

Já conheci muitas pessoas que não creem na Bíblia, e elas dizem com sinceridade: "Nem tudo é verdade na Bíblia." Eu posso elogiar a sinceridade da pessoa, mas não posso elogiar a crença dela. Outros me disseram: "Não creio em tudo o que Jesus falou." Novamente, posso agradecer a pessoa por ter dito o que pensa, mas não posso compactuar com o que pensa. Então, como evangelizar essas pessoas? 

Primeiro, entender que é o Espírito Santo quem convence o pecador. - João 16:8. 

Segundo, entender que nem todos serão convencidos. Por quê? Ineficiência do Espírito Santo? Não! Acha mesmo que alguém resistiria ao poder do Espírito Santo de convencer a menos que não fosse escolhido desde a fundação do mundo? - Efésios 1:3-5. 

Terceiro, somos instrumentos de Deus para convencer os "escolhidos" antes da fundação do mundo. E quem não foi escolhido? Bem, predestinação não se discute! Eu creio piamente nessa doutrina. E evangelizo porque Deus me deu essa Grande Comissão: Discipular pessoas de todas as nações e pregar até mesmo para aqueles que jamais se arrependerão, pois no julgamento isso será usado contra eles. Lembra-se do profeta Jeremias? Deus o enviou para pregar e avisou: Ninguém te ouvirá! E a minha alegria é não saber quem foi escolhido e quem não foi, assim, sempre terei a esperança amorosa de ver se converter até quem Deus sabe que jamais se converterá. Assim, quando uma pessoa é teimosa, orgulhosa, diz-se ser a dona da sua vida e faz o que bem entende, e crê no que melhor lhe convém, minha única saída é persistir por amor a ela, mas sempre lhe dizendo a verdade com ousadia. 

Em quarto lugar, amo falar de Jesus porque me significa agradecer pelo que Ele me fez: Morreu por mim. Mas talvez você me questione: "Eu não creio que Deus escolheu uns para serem salvos e consequentemente outros não serão". Nesse caso, não entro em discussão. O que sugiro a você é: Fale mesmo assim a verdade para os homossexuais, para os adúlteros, para as prostitutas. Fale a verdade também para os corruptos, os assassinos. Não tenha medo de compartilhar as verdades da Bíblia. Aliás, quem não crê na Bíblia com certeza quer viver sem prestar contas de seus atos a Deus. Sabe que pratica o que Deus odeia, e por isso quer crer em seus conceitos. Só nos resta persistir em ajudar essas pessoas, conforme nos permitem. 

E o que você fará com a expressão "Jesus te ama"? Deixe pelo seu modo de vida o contradizente perceber isso. Mas acima de tudo, fale desse amor em verdade, na verdade e com verdade e de verdade. Faça de tudo para ganhar pessoas, adapte-se a elas, ponha-se no lugar delas (1 Coríntios 9:19-23), mas quando elas, depois de tantos esforços em ajudá-las, mostrarem-se orgulhosas, insensíveis à Palavra de Deus, irredutíveis em seus pecados, não desejando mudar (Atos 3:19), então, no meu caso, faço uma pergunta franca:
"Amigo(a), você crê ou não que a Bíblia está certa, que Jesus é a verdade, e que você só terá a salvação pela graça de Deus através da fé, e não através do que você acha que tem que ser feito (Efésios 2:8, 9)?"
Se a resposta não for a que Deus positiva, procurarei ajudar outras vezes, mas sempre usando a Bíblia como meu livro de fé e prática em todos os assuntos que ela trata, nos seus 31.173 versículos. Quanto ao pecador não escolhido desde a fundação do mundo, ele morrerá insensível, e caminhará para o inferno. Entendeu, agora, por que Paulo diz sobre os que saem da Igreja para nunca mais voltar, que saíram porque não eram dos nossos? (1 João 2:19) Por isso, falemos a verdade de Cristo, com coragem, doa a quem doer. Não se envergonhe do evangelho e das verdades atreladas a ele. (Romanos 1:16) Muitos escolhidos desde a fundação do mundo só serão convertidos quando ouvirem as verdades em alto e bom som - Fernando Galli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres