O CONCEITO CRISTÃO SOBRE AS MENSAGENS PSICOGRAFADAS DE CHICO XAVIER


De que forma uma pessoa, através de um médium espírita, como o falecido Chico Xavier e outros ainda vivos, pode receber cartas psicografadas, as quais são atribuídas a espíritos de pessoas já falecidas? E como explicar que nessas cartas são revelados nomes e fatos que só os parentes conheciam do falecido?

Segundo a Bíblia, não se trata de espíritos de pessoas falecidas que usam médiuns para se comunicar com os vivos. Eclesiastes 9:3-11 afirma que após a morte, nada sabemos do que ocorre debaixo do sol. Portanto, nenhum espírito dos que aqui viveram se comunica com médiuns. Mas e o caso do espírito de Moisés, que conversou com Jesus, conforme relata Mateus 17:1-5? Isto ocorreu porque Jesus se transfigurou, ou seja, assumiu uma forma para tornar essa comunicação possível. Nenhum humano pode se transfigurar, nem mesmo os espíritas. Assim, não faz o menor sentido usar essa passagem para provar mortos e vivos se comunicam através de médiuns.

Mas o que dizer dos supostos relatos de comunicação do mundo de lá com o de cá? Se é que há contato com o mundo espiritual e que não seja uma farsa, não são os espíritos dos mortos que se comunicam com  os médiuns. Então quem seria? A Bíblia diz que Satanás, e evidentemente seus demônios - anjos decaídos que se rebelaram contra Deus - foram expulsos da presença de Deus. Desde que isso aconteceu, eles procuram cegar o entendimento dos incrédulos. (2 Coríntios 4:4) Chegam a transformar-se em anjos de luz. (2 Coríntios 11:14) A Bíblia nos ensina que nos lugares celestiais há as forças espirituais do mal. (Efésios 6:12) Estes seres conhecem, dentro das limitações deles, nomes e fatos sobre os vivos e os mortos. 

Assim, pessoas com inclinações para não crerem na Bíblia buscam consolo nas mensagens psicografadas, as quais são ditadas por espíritos maus, demônios, que fingem ser espíritos de pessoas que aqui viveram. 

No caso específico de Chico Xavier, creio que na maioria das vezes ele realmente recebia mensagens de demônios. E como um homem tão bom, de um coração tão nobre, pode ser enganado? Porque não creu na Palavra de Deus, que fala sobre ressurreição, sobre os ensinos de Jesus que jamais deram respaldo à doutrina espírita. Por exemplo, meu pai faleceu há mais de vinte anos. Se eu tivesse uma visão, através da qual "meu pai" procurasse se comunicar comigo, acreditaria na doutrina espírita e naquele espírito? Jamais! Na hora, eu expulsaria aquele demônio, em nome de Jesus, sem o menor receio de estar desonrando o meu pai. 

Portanto, a minha convicção em Cristo Jesus, e naquilo que Ele nos ensinou na Bíblia, não me deixam a menor dúvida sobre os truques, as mágicas espirituais dos demônios para promover uma doutrina antibíblica - a reencarnação, atestada por esses espíritos enganadores a seus médiuns. 

Por isso, pergunto: Se você, cristão, recebesse uma mensagem psicografada, mencionando detalhes da vida de um pai, de um filho, ou de um parente seu já falecido, e depois disso você visse esse espírito na porta de sua sala ou quarto tentando lhe comunicar algo, teria você a maturidade e a coragem cristã para não ser enganado e expulsar aquele espírito mal no nome de Jesus? - Fernando Galli.