DROGAS E ALCOOLISMO - UM DESAFIO PARA A IGREJA CRISTÃ


Segundo a Bíblia, somos criados de um modo assombrosamente maravilhoso. (Salmo 139:14-16) Como Criador, Deus pede a todos os que o servem algo muito importante:

“Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.” - 2 Coríntios 7:1.
Embora o contexto de 2 Coríntios 7:1 esteja provavelmente relacionado com impureza advinda da idolatria, não acho um exagero esticar a interpretação de "purificarmo-nos de toda impureza da carne e do espírito" ao modo como muitos estão escravizados ao álcool e às drogas. Eles têm sido a razão de viver (ou de morrer) de muitos. E como tudo começa? A maioria dos viciados admitem que experimentaram drogas e álcool graças às más companhias. - 1 Coríntios 15:33.

Deus quer que apresentemos os nossos corpos a ele da seguinte forma:
"Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” - Romanos 12:1, 2.
Precisamos ajudar os viciados a terem "uma nova visão de mundo e não olharem para a vida nos termos desse século." - CARSON, D. A. Comentário Bíblico Vida Nova. Página 1731. Editora Vida Nova. 2009.

No caso das drogas, desde a mais fraca até a mais terrível, todas elas destroem a vida quantitativa e qualitativamente. E visto que cada vez o indivíduo deseja uma droga mais forte, valeria a pena começar com a mais fraca?

Quanto ao álcool, alguns afirmam que beber um pouco em casa não fará mal a ninguém. Mas todos os alcoólatras começaram com um pouco. Será que a Bíblia permite o seu uso? Paulo, ao escrever a Timóteo, aconselhou-o:
"Não continues a beber somente água; usa um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades.” - 1 Timóteo 5:23.
Muitos veem nessa passagem uma licença para beber álcool (cerveja, caipirinha, vinho, vodca, etc). Todavia, parece que o texto apresenta um sério motivo para se beber vinho: O texto diz que Timóteo não devia beber somente água. Na época, não havia água encanada, muito menos tratamento para ela. Talvez a água da cidade em que Timóteo morava não fosse boa para se beber, e esta piorasse os problemas estomacais de Timóteo. Para esse fim medicinal, Paulo aconselha-o a usar “um pouco” de vinho. Com certeza, nada a ver com beber socialmente. O contexto é dietético-medicinal.

Sobre o vinho, escreveu O Dr. Salvatore P. Lucia, professor de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia: 
"O vinho é amplamente usado no tratamento dos distúrbios do sistema digestivo. [...] O teor de tanino e as moderadas propriedades anti-sépticas do vinho o tornam valioso no tratamento das cólicas intestinais, da colite mucosa, da constipação espástica, da diarréia e de muitas doenças infecciosas do trato gastrointestinal.” - Wine as Food and Medicine (Vinho Como Alimento e Remédio), página 58.
Assim, ao desejar beber álcool, pergunte-se: Para que fim medicinal desejo ingeri-lo? Mas no afã de justificar o uso de bebidas alcoólicas, alguns cristãos mencionam o fato de Jesus ter transformado a água em vinho. (João 2:9-11) O texto mostra que Jesus fez esse milagre para manifestar a sua glória e para que seus discípulos cressem nele. Assim, quando bater em você uma vontade de ingerir álcool, pergunte-se: a glória de quem quero manifestar bebendo álcool e a quem desejo converter? Em quem eu quero que as pessoas creiam com essa minha atitude? 

Portanto, siga a Bíblia, e não dê o primeiro passo dado por todos os drogados e alcoólatras – o primeiro gole ou a primeira "cheirada". O que nossas igrejas estão fazendo por essas pessoas? Confesso que poderíamos fazer mais. Só orar não adianta. É preciso diálogo na família sobre o assunto, palestras ou seminários nas Igrejas sobre o tema, onde se inclua testemunhos de quem está vencendo o problema do vício. Acima de tudo, aos que ainda apresentam problemas com drogas e álcool, o amor de Deus deve predominar no modo de lidar com essas pessoas. - Fernando Galli.

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS