DINÂMICA DA IGREJA LOCAL - CRECIMENTO QUANTITATIVO, QUALITATIVO E ORGÂNICO

Questionário

01. Por que se pode dizer que o crescimento da igreja é um conceito Bíblico?

Porque a Bíblia revela que para a igreja crescer há uma metodologia (Atos 1:8), um fundamento (Efésios 2:19-22) e que tal crescimento ocorre naturalmente quando se permanece na doutrina de Cristo. – Atos 2:41, 42, 47.


02. Como o desejo de Deus que sua igreja cresça é ilustrado na Bíblia?
Através das parábolas do grão de mostarda (Mateus 13:31, 32), do fermento (Mateus 13:33), da rede cheia de peixes (Mateus 13:47, 48) e do semeador. – Mateus 13:24-30.


03. O que significa crescimento equilibrado da igreja?

Deus deseja que a igreja tenha crescimento quantitativo (número dos participantes, pois cada salvo procura levar outros a Cristo), qualitativo (pessoal, íntimo e vertical – que são sinais do relacionamento do salvo com Deus) e crescimento orgânico (coletivo interno – sinal do relacionamento e serviço mútuo prestado pelos salvos).


04. Qual a base bíblica, no livro de Atos, para o crescimento quantitativo?

Há 21 textos que possuem números ou expressões que transmitem a idéia de crescimento quantitativo. São os seguintes: 

  1. Atos 1:15 – “120 pessoas”.
  2. Atos 2:41 – “3.000 pessoas”.
  3. Atos 2:47 – “acrescentaram-lhes”
  4. Atos 4:4 – “5.000 homens”
  5. Atos 5:14 - “crescia a multidão”
  6. Atos 6:1 - “multiplicando-se”
  7. Atos 6:7 – “multiplicava”
  8. Atos 8:6 – “multidões”
  9. Atos 9:31 – “crescia em número”
  10. Atos 9:42 – “muitos”
  11. Atos 11:21 – “muitos”
  12. Atos 11:26 – “numerosa multidão”
  13. Atos 14:1 – “grande multidão”
  14. Atos 16:5 – “aumentavam em número”
  15. Atos 17:4 – “numerosa multidão”
  16. Atos 17:12 – “mulheres e homens”
  17. Atos 18:8 – “muitos coríntios”
  18. Atos 19:18 – “muitos creram”
  19. Atos 19:20 – “Palavra crescia”
  20. Atos 21:20 – “dezenas de milhares”
  21. Atos 28:22 – “toda a parte”
05. Mencione dez conceitos que conduzem ao crescimento da igreja.
  1. O crescimento é bíblico;
  2. A necessidade do uso de objetivos e alvos;
  3. Uso do tempo de cada um para o evangelismo;
  4. Ver o nosso campo em termos de grupos homogêneos;
  5. Observar quais são os grupos receptíveis;
  6. Evangelismo de famílias e grupos inteiros;
  7. Encaixar cada pessoa no evangelismo de grupos e pessoas que ela mais se identifica.
  8. Reavaliar métodos e modificar estratégias.
  9. Agir com urgência para evangelizar indivíduos e grupos.
  10. Exemplo de cada líder em evangelizar. 
06. Dê alguns conceitos básicos de evangelismo e discipulado.
  1. Ambos devem existir num só ministério.
  2. Têm como alvo o crescimento da igreja local.
  3. O alvo só será atingido quando os novos convertidos se tornarem cristãos reprodutivos.
  4. A igreja deve sempre estar evangelizando e discipulando.

 07. Cite alguns métodos de evangelismo.
  1. Evangelismo explosivo. – 2 Timóteo 2:2.
  2. Ganho um por um.
  3. Quatro Leis Espirituais.
  4. Estrada de Romanos para o céu.
  5. A Ponte.
08. Quais são os passos do evangelismo bíblico? 
  1. Presença – A motivação (Mateus 5:13-16; 1 Pedro 2:11, 12; Mateus 9:35-38) deve ser a compaixão.
  2. Proclamação – O alvo (Mateus 10:5-7; Marcos 16:15) deve ser a comunicação.
  3. Persuasão – O propósito (2 Coríntios 5:20; Atos 26:28, 29) deve ser conversões.
  4. Perfeição – Devemos buscar (Colossenses 1:28; 1 Pedro 3:18) o crescimento.
  5. Plantação – Precisamos formar (Atos 16:5) congregações.
09. Que textos bíblicos reforçam a ideia de que devemos praticar o evangelismo total? 
  1. Mateus 28:19 – “fazei discípulos de todas as nações”;
  2. Marcos 16:15 – “Ide por todo o mundo”.
  3. Atos 1:8 – “sereis minhas testemunhas [...] até os confins da terra”.
  4. Atos 5:28 – “enchestes Jerusalém de vossa doutrina”.
  5. Atos 8:4 – “... iam por toda a parte pregando a palavra.”
  6. Atos 9:35 – “... todos os habitantes de lida e Sarona...”
  7. Atos 9:42 – “... toda a Jope, e muitos creram no Senhor.”
  8. Atos 13:49 – “... por toda a região.”
  9. Atos 19:10 – “todos os habitantes da Ásia ouvissem a palavra do Senhor.”
  10. Colossenses 1:4-6 – “... em todo o mundo está produzindo fruto e crecendo.”
  11. Colossenses 1:23 – “... e que foi pregado a toda criatura...”
10. Defina “evangelismo”.

É o esforço da igreja local através do Espírito Santo para proclamar o Evangelho e persuadir os pecadores a seguir Cristo como seu Salvador e Senhor, e se tornarem membros na sua igreja local.

11. Qual é, então, o alvo do evangelismo?

Semear a Palavra de Deus de modo que produza uma colheita abundante na seara de Deus, e cada semeador se tornar um ceifeiro.

12. Qual é, então, o método correto para o evangelismo?

Cada igreja local deve deve treinar cada cristão e ter um programa de evangelização total para comunicar o evangelho numa determinada área.

13. O que você entende por A Grande Comissão?

É um programa sistemático para o estabelecimento da igreja através do crescimento, discipulado e reprodução no mundo inteiro.

14. Quais são os alvos da Grande Comissão?
  1. Uma igreja de crentes maduros em cada bairro, cidade e país, até atingir o mundo;
  2. Que todos os países, tribos e nações ouçam o Evangelho na sua própria língua.
  3. Que o descrente tenha oportunidade de aceitar a Cristo como Salvador e Senhor, e servi-lo como um discípulo fiel e reprodutivo na igreja local.
15. Como Deus nos dá recursos para cumprir a Grande Comissão?
  1. Dando-nos a sua autoridade, seu poder. – Mateus 28:18-20; Atos 1:8.
  2. Estando presente. – Mateus 28:20.
  3. Dando-nos sua estratégia: Fazer discípulos e ensinando-os. – Mateus 28:19, 20; Colossenses 1:28, 29.
16. Defina “discípulo”.

É um crente verdadeiro que está crescendo na maturidade espiritual de modo que seja fiel a Deus e à sua Palavra, sendo frutífero, servindo a Cristo e à igreja.

17. Qual é o alvo do discipulado?

É alcançar um discípulo e treiná-lo para ser reprodutivo, para que ele treine. Assim, cada discípulo será um discipulador.

18. Qual é o método para um bom discipulado?


Um programa de mobilização total e treinamento de todo o crente para terem um testemunho efetivo e contínuo.


19. O que você entende por integração?

É integrar o novo convertido na igreja e ajudá-lo em cada passo na vida cristã até que ele possa crescer e se reproduzir, levando outros a Cristo e discipulando-os.


20. Quais são os passos para produzir discípulos equilibrados?
  1. Segurança – Certeza da Salvação. – 1 João 5:13.
  2. Estabilidade – Firmeza, solidez, que produz equilíbrio, resultado do crescimento espiritual na Palavra. – 1 Pedro 2:2.
  3. Vitória – Em meio a lutas, o discípulo vê Deus agindo ativamente em sua vida. Há sucesso. – Efésios 6:13.
  4. Fidelidade – Exatidão à sã doutrina, lealdade, perseverança e observância rigorosa à verdade. – Gálatas 1:6-9; Judas 3.
  5. Santidade – Prática de uma vida de pureza moral, intelectual e emocional. – 1 Pedro 1:13-16.
  6. Reprodução – imitar fielmente e multiplicar, sem ficar dependendo dos outros. – Marcos 1:17; Colossenses 1:28.
21. Defina crescimento qualitativo.

É o crescimento na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. (2 Pedro 3:18) É o crescimento pessoal, íntimo e vertical (relacionamento com Deus). Esse crescimento é demonstrado pelo tipo de vida de cada crente: vitória contra o pecado, o seu andar no Espírito, e na sua reprodução espiritual.

22. Como integrar novos convertidos?
  1. O líder deve adotar material de integração.
  2. O líder deve treinar conselheiros para o momento do apelo.
  3. Cada novo convertido deve receber o material de integração.
  4. Providenciar a visita ao novo convertido em 48 horas.
  5. Iniciar o plano de adoção do novo convertido.
  6. Matricular o novo convertido na E.B.D. ou classe de novos crentes.
  7. Oferecer estudos bíblicos.
  8. Envolver o novo crente em testemunhos e orações públicas.
  9. Batizar logo que possível.
23. Qual deve ser o conteúdo do programa de integração?

Deverá ser dividido em três áreas:
  1. Área de discipulado – testemunho de vida, andar no espírito, evangelização, mordomia bíblica.
  2. Área de doutrinas – doutrinas bíblicas, ética bíblica, dons espirituais e igreja.
  3. Área de devocional – tempo com Deus em oração, estudo bíblico, leitura bíblica e vontade de Deus.
24. Como se avalia um crente de boa qualidade?

De maneira geral, pelo fruto do Espírito Santo. (Gálatas 5:22, 23) Todavia, dos nove frutos, três demonstram o relacionamento de crente com Deus (amor, alegria e paz), três relacionam-se com o próprio crente (fidelidade, mansidão e domínio próprio) e três em relação ao próximo (longanimidade, benignidade e bondade). Por último, o crente pratica a mordomia, pois reconhece que toda a sua suficiência vem de Deus e a ele pertence seu tesouro, tempo e dons/talentos.

25. Como podemos ter olhos para o crescimento da igreja?

Precisamos ver que:
  1. No mundo, todos estão perdidos. – Romanos 3:23.
  2. O plano de Deus para salvar os perdidos é: Cristo (o meio – João 3:16, 17) – Igreja (o meio de Cristo alcançar o perdido – Mateus 16:18) – Grande Comissão (é o meio da igreja alcançar o perdido – Mateus 28:18-20).
  3. O papel de cada um como fazedor de discípulos.
  4. A visão bíblica para a igreja: crescimento equilibrado – uma visão total.

·     A igreja deve anunciar o poder de Cristo para salvar e transformar o perdido. – Lucas 24: 46, 47.
O alvo é se tornar uma igreja reprodutora, com vida espiritual para ser plantada em todo o mundo.
Pela expansão total (desenvolvimento) e extensão total, cada igreja deve desejar ser uma igreja-mãe, com suas congregações, que se tornarão igrejas com suas congregações também.

26. Defina crescimento orgânico.

É o crescimento interno, demonstrado pelo relacionamento mútuo dos membros pelo uso dos dons espirituais e por uma liderança treinada e madura.

27. Quais são os mandamentos sobre os relacionamentos interpessoais?
  1. Amai-vos – Procurar o bem estar do outro. – João 13:34, 35; 1 João 3:11, 16-18, 23; 1 João 4:11; Romanos 12:9, 10; 13:8; 1 Pedro 4:8.
  2. Acolhei-vos – receber nossos irmãos em Cristo em igualdade e comunhão. – Romanos 15:7; 14:1.
  3. Saudai-vos – Reconhecimento aberto de nossa comunhão, que envolve cumprimentar e comunicar-se. – Romanos 16:3-23.
  4. Submetei-vos – É ser humilde, colocando-se abaixo dos outros. – Efésios 5:18, 21.
  5. Suportai-vos – Ter paciência até que termine a provocação. – Efésios 4:2.
  6. Compadecei-vos – É o pesar que sentimos ao ver os outros em sofrimento e que nos move a agir em favor dele, procurando aliviar-lhes o a dor. – Efésios 4:32.
  7. Perdoai-vos – Libertar a pessoa do pecado e não remoer os erros dela. – Efésios 4:32 c/ Jeremias 31:34b.
  8. Preferindo-vos – Dar primazia aos irmãos em Cristo. – Romanos 12:10.
  9. Confessando – Declarar com humildade a sua ofensa e comprometer-se a fazer de tudo para não repetir o erro. – Tiago 5:16.
  10. Sentindo-vos – Consenso: concordar juntos, ser unânimes; ter a mesma atitude mental. Ter unidade na Palavra que produz harmonia. – Romanos 12:16.
  11. Cuidando-vos – Atitude de demonstrar atenção, carinho, dedicação, vigilância, ao seu irmão. – 1 Coríntios 12:25, 26.
27. No que se refere aos relacionamentos interpessoais, quais aos mandamentos sobre o que não devemos fazer?
  1. Não julgar – Não apontar o erro ou condenar precipitadamente, sem ver todos os fatos. Não se deve julgar a espiritualidade baseando-se em acontecimentos isolados. – Romanos 14:13.
  2. Não falar mal – Não falar os erros de outrem para quem ainda não está pronto para ajudar a restaurar a pessoa. É não fofocar. – Tiago 4:11.
  3. Não se queixar – Não reclamar de outras pessoas. – Tiago 5:9.
  4. Não atacar – Não atacar física ou moralmente outras pessoas. – Gálatas 5:15.
  5. Não provocar – Não instigar a ira ou qualquer sentimento negativo de outrem. – Gálatas 5:26a.
  6. Não invejar – Não desejar o bem que pertence a outro, nem sentir desgosto ou pesar pelo bem pela felicidade de outrem. – Gálatas 5:26b.
  7. Não mentir – Não enganar nem faltar com a verdade. – Colossenses 3:9.
28. No que se refere aos relacionamentos interpessoais, quais aos mandamentos, quais os mandamentos sobre a edificação mútua?
  1. Edificai-vos – Contribuir para o aperfeiçoamento do caráter de outrem. – Romanos 14:19; 1 Tessalonicenses 5:11.
  2. Instruí-vos – Ensinar o que e como deve ser feito. – Colossenses 3:16.
  3. Aconselhai-vos – Aproximar-se de uma pessoa com o propósito de ajudá-la a fazer o que é correto. – Colossenses 3:16b.
  4. Consolai-vos – Aproximar-se das pessoas para animá-las e confortá-las. – 1 Tessalonicenses 5:11.
  5. Admoestai-vos – Aproximar-se para advertir severa ou amorosamente uma pessoa sobre o seu pecado. – Romanos 15:14.
  6. Cultuar a Deus juntos, publicamente – Falar com salmos, hinos, cânticos espirituais. – Efésios 5:19; Hebreus 10:25.
29. No que se refere aos relacionamentos interpessoais, quais aos mandamentos, quais os mandamentos sobre o serviço mútuo?
  1. Servir – Trabalhar uns para os outros. – 1 Pedro 4:10; Gálatas 5:13, 14.
  2. Levar as cargas – Enfrentar as dificuldades de outra pessoa junto com ela. – Gálatas 6:2.
  3. Ser hospitaleiro – Hospedar outros quando precisarem (1 Pedro 4:9) evitando duas grandes barreiras para tal ato bondoso: o orgulho e a preguiça. – Salmo 101:5; Gálatas 6:3; Provérbios 10:27; 2 Coríntios 10:4, 5.
  4. Orar – Pedir a Deus em favor de outra pessoa. – Tiago 5:16.
  5. Considerar/estimular – Ter o irmão em alta conta a ponto de envolver-se em sua vida. – Hebreus 10:24.
30. Defina “dom espiritual”.

É a capacidade especial proveniente da graça de Deus, recebida do Espírito Santo no momento da conversão do crente, capacidade esta que é controlada por este Espírito Santo, para o serviço e crescimento cristão do corpo de Cristo.

31. Como saber quais são os dons espirituais de cada um?
  1. Compreendendo claramente a definição de cada dom e sua importância para o corpo de Cristo.
  2. Tendo uma convicção pessoal sobre a vontade de Deus para cada um.
  3. Experimentando, ou seja, servindo naquele ministério pelo qual a pessoa tem forte desejo de atuar.
  4. Tendo uma realização pessoal observada pelos frutos do serviço, mais o reconhecimento de outras pessoas.
32. Quais são os resultados de se compartilhar os dons?

As pessoas são fortalecidas e revigoradas: espiritual, emocional e fisicamente. – Romanos 1:11, 12.

* Calvino disse: Não há ninguém tão pobre na igreja de Cristo, que não possa compartilhar conosco algo de valor.

33. Quais as características de uma liderança treinada e madura?

  1. Ela tem em mente os objetivos dos dons ministeriais: Aperfeiçoar os santos para o desempenho do serviço para edificar o corpo de Cristo.
  2. Ela vence a perigo da sobrecarga (Atos 6:1) porque multiplica os esforços e delega responsabilidades a outros (Atos 6:2, 3), de modo que cada um cumpra bem o seu ministério. – Atos 6:3, 4.
34. Quais são as igrejas que crescem?

a. Aquelas que desejam crescer. – Romanos 12:2..

b. Aquelas cujos membros não se envergonham de pregar. – Romanos 1:16.

c. Aquelas que não param de dizer à comunidade: “Nós queremos você!” – Atos 2:47.

d. Aquelas que estabelecem padrões sobre os programas de ensino. – 1 Tessalonicenses

5:21.

  1. Aquelas que treinam as ovelhas para servir e evangelizar. – Efésios 4:11, 12.
  2. Aquelas que iniciam novas igrejas. – Mateus 28:18-20.
  3. Aquelas que têm uma boa base doutrinária e definida. – Atos 2:42, Judas 3.
  4. Aquelas que têm o conceito de ministério em equipe. – Atos 20:17.
35. Quais são as doenças e seus respectivos sintomas que impedem o crescimento da igreja, e como tratar cada uma delas?
  1. Tolerância para com o pecado conhecido. – Efésios 4:25-31; 1 Coríntios 5:1-6.
    • Os sintomas são: divisão, atitudes negativas, clima desagradável, discórdia, falta de amor pelos perdidos, falta de harmonia e a não-freqüência à igreja.
    • O remédio: tratar o pedaço biblicamente, com a disciplina que restaura um crente à comunhão com Deus e com a igreja. - Mateus 18:15-20; Gálatas 6:1; 1 Timóteo 5:20; Mateus 5:23, 24.
  1. Falta de desejo de crescer. – Efésios 4:15, 16.

· Os sintomas são: Apatia, indiferença, acomodação, panelinhas, ninguém deseja ganhar almas.

· O remédio: Verificar as necessidades das pessoas e planejar meios de supri-las, bem como desenvolver uma “boa dieta” equilibrada e com objetivo.
  1. Falta de dedicação à oração. – 1 Tessalonicenses 1:2; 5:17; 2 Timóteo 1:3.

· Os Sintomas são: falta de alegria, entusiasmo; insensibilidade para com o próximo e a não-confiança em Deus.

· O remédio é: Exortar sobre o arrependimento e confissão, para que a pessoa volte a sentir sua dependência de Deus.
  1. Falta do desenvolvimento da liderança e exercícios dos dons. – 2 Timóteo 2:2; 1 Coríntios 12:12-14.
· O Sintoma é: um pequeno grupo fazendo tudo.

· O Remédio é: Treinar novos líderes, delegar mais.

Conclusão

Que possamos realmente contribuir para o crescimento de nossas igrejas, perguntando a Deus: Onde posso melhorar? Como posso influenciar outros? Onde posso ser usado por Ti? Participar do crescimento da igreja é um privilégio, pois significa viver debaixo do controle de Deus e servi-lo com a alegria que resulta de uma semeadura e colheita eficazes. – Salmo 126:5, 6. - Fernando Galli.