CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17


 Texto base - "Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão." - Provérbios 17:17.
video
Nas minhas pesquisas pela internet, deparei-me com uma frase muito interessante de Demetrio de Falero, discípulo de Aristóteles, que viveu de 350 a 280 antes de Cristo, sobre os verdadeiros amigos:

"Os amigos verdadeiros são aqueles que vêm compartilhar a nossa felicidade quando os chamamos, e a nossa desgraça sem serem chamados."
Assim que as li, lembrei-me do texto base de nossa mensagem de hoje. - Provérbios 17:17.
Quais são as características de um amigo verdadeiro?

É muito comum confundirmos o significado das palavras "amigo" com "conhecidos". Os conhecidos são pessoas que não têm uma relação achegada a nós, conhecem pouco sobre nossos problemas, e se interessam pouco por nós. Outro ponto importante: Quando falamos em amigos verdadeiros, logo pensamos em como podemos escolhê-los, mas a questão melhor é: Como poderíamos ser escolhidos como amigos genuínos? Então, como identificar ou ser um amigo de verdade?
  1. O verdadeiro amigo, segundo o texto de Provérbios, em todo o tempo o amigo ama, e ele, nos tempos de angústia, se faz presente.
  2. O verdadeiro amigo quer o nosso bem-estar. - Mateus 8:3.
  3. O verdadeiro amigo demonstra o amor leal. - 1 Coríntios 13:7.
  4. O verdadeiro amigo não é interesseiro. - Provérbios 14:20; Provérbios 19:6.
  5. O verdadeiro amigo compartilha em adorar o verdadeiro Deus. - Rute 1:16.
  6. O verdadeiro amigo compreende os defeitos e perdoa-os. - Mateus 26:69-75; João 21:15-17.
  7. O verdadeiro amigo não espera perfeição dos outros. - Tiago 3:2.
  8. O verdadeiro amigo compartilha sua vida com os outros. - Mateus 26:38.
  9. O verdadeiro amigo fala sempre a verdade. - Mateus 10:21.
  10. O verdadeiro amigo demonstra fidelidade, confiança e cumplicidade.
Qual lição que Provérbios 17:17 quer nos transmitir? O valor de uma grande amizade. Quando nós somos amigos de verdade, compartilhando lutas e vitórias, nasce um irmão (aqui, irmão e amigos parecem ser sinônimos). A definição que Aristóteles dá de amizade tem muito a ver com essa mutualidade aqui abordada:
"Amizade são dois corpos que compartilham uma só mente".
  1. Será que conseguimos amar nossos amigos a ponto de considerá-los como nossos irmãos, e de eles nos considerarem da mesma forma?
  2. O modo como trato meus amigos tem a aprovação de Deus?
  3. Será que a amizade que demonstramos às pessoas é apenas enquanto vemos a possibilidade de elas nos acompanharem em nossa religião?
Peçamos a Deus amigos e irmãos verdadeiros
Evidentemente, Deus se alegra de que peçamos amigos e irmãos verdadeiros. Deus quer o nosso bem. Mas precisamos merecer que Deus nos atenda nessa questão. Pode acontecer que precisemos aprimorar algumas qualidades cristãs e evitar algumas não-cristãs para que Deus nos atenda. Egoísmo, mentira, calúnia, inveja e vingança não podem existir na vida de quem procura bons amigos. Quando nossas qualidades cristãs são atraentes, como sinceridade, cumplicidade, amor abnegado, somos usados por Deus para ensinar pessoas não-cristãs e até nossos irmãos em Cristo a se aprimorarem. O valor de quem está apto para ser um amigo-irmão é tão grande que pode, de fato, ser o meio pelo qual o Espírito Santo usará você e eu para levarmos o maior amigo de todos para os não-salvos: Jesus Cristo - aquele que deu o maior exemplo de amor e amizade - o de morrer por nós. Que o nosso modo de sermos amigos seja um reflexo de nossa amizade como nosso Deus - Pai, Filho e Espírito Santo. - Fernando Galli.