A IGREJA DA UNIFICAÇÃO - REVERENDO MOON E SEU CONCEITO SOBRE A BÍBLIA


A luta para defendermos a Palavra de Deus é constante. As verdades que ela contém nos faz sentir um amor muito grande por ela. Sente você esse mesmo amor? Esperamos que sim. Todavia, os representantes humanos de Satanás, o Diabo, continuam dia após dia seus esforços em desacreditar o Livro dos livros. Observe o que um deles, o Sr. Sun Myung Moon, líder mundial da Seita A Igreja da Unificação, afirmou sobre a Bíblia:
"A verdade, logicamente, é única, eterna, imutável e absoluta. A Bíblia, porém, não é a própria verdade, senão um livro de textos que ensina a verdade. Naturalmente, a qualidade do ensinamento, o método e a amplitude da verdade dada, devem variar de acordo com cada idade, pois a verdade é dada a povosde épocas diferentes, cujos níveis espirituais e intelectuais são diferentes. Portanto, não devemos considerar um livro de textos como absoluto em todos os detalhes." - Princípio Divino, página 7..
Comentário Apologético - O autor do livro Princípio Divino é Sun Myung Moon, nascido aos 25 de fervereiro de 1920 (outras fontes dizem que ele nasceu aos 06 de janeiro de 1920) . Em 1o. de maio de 1954 fundou a seita A Igreja da Unificação, ou "Associação do Espírito Santo para a Unificação da Cristandade" e agora também conhecida como Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial.

Aos 17 de abril de 1935, quando ele tinha 16 anos, afirma Moon, ter tido uma visão, ao orar em uma montanha, em que Jesus lhe pede implorando para terminar sua missão de salvar a humanidade, iniciada por Jesus. Mas afirmar que Jesus não cumpriu sua missão é uma heresia. Na cruz, Jesus disse como últimas palavras antes de morrer: "Está consumado." (João 19:30) O que essa expressão significava? Que não haveria necessidade de outro Redentor. Também, tudo o que Jesus fez cumpriu as Escrituras (João 19:28).

No livro Princípio Divino, Moon escreve que a Bíblia não é a própria verdade, mas um livro que fala a verdade. Com isso, pretende afirmar que dentre as verdades da Bíblia, podem ter muitos erros, pois as destinavam-se foram para aquele povo daquela época debaixo daquele conhecimento. Qual seria então, na opinião de Moon, a verdade para os nossos dias? Evidentemente, o livro dele, Princípio Divino.

Repleto de heresias, esse livro alega que Eva fornicou com Satanás, que Jesus falhou em sua missão de salvar completamente a humanidade. Mas será que esse livro representa a nova verdade para nossos dias? Bem, primeiro ele usa a Bíblia, de modo errôneo, muitas vezes para defender suas doutrinas. Por que uma verdade ultrapassada seria de base para uma verdade atual? Depois, Moon fala sobre Deus possuir uma dualidade: Positividade (masculinidade) e Negatividade (feminilidade). Nada de novo nisso! Vemos as origens dessa crença baseada no doutrina da polaridade universal, o YIN (o princípio passivo, feminino) e YANG (o princípio ativo, masculino), na crença confucionista e taoísta (século VI a.C., aproxmadamente). Portanto, nada de novo!
.
Quanto à alegação de a Bíblia ter sido um livro para aquela época, podemos contestar isso de várias formas. Primeiro, os conselhos, leis e normas bíblicos sobre como ser bem-sucedido no relacionamento inter-pessoal, na vida familiar , na saúde, no trabalho, e em outras áreas de nossa vida provam que a Palavra de Deus é viva e exerce poder em nossas vidas. - Hebreus 4:12; 2 Timóteo 3:16, 17.

Segundo, a maioria das profecias bíblicas se cumpriram, mas ainda outras se cumprirão, mostrando assim o seu caráter sempre atual. Aguardamos a volta de Jesus Cristo, a mais linda profecia de todas a ser cumprida. - Tito 2:13.

Terceiro, a Bíblia contém centenas de vezes as expressões "disse Deus", "disse o SENHOR", mostrando que o Único Autor dela é Deus. E o que Deus nos diz sempre tem valor, não se perde. (Isaías 55:8, 9)

Quarto, o testemunho de Jesus Cristo sobre a Palavra de Deus é o que nos interessa, não o que o Sr. Moon acha. Norman Geisler, renomado apologista cristão, daria uma excelente resposta ao Sr. Moon, sobre a Bíblia. Ele escreveu:
"Jesus afirmou que o AT [AntigoTestamento] era a Palavra de Deus e prometeu guiar seus discípulos para saberem toda verdade. Jesus reivindicou para a Bíblia: 1. Autoridade divina - Mt 4.4, 7, 10; 2. Indestrutibilidade - Mt 5.17, 18; 3. Infabilidade - Jo 10.35; 4. Supremacia Absoluta - Mt 15.3, 6; 5. Inerrância Factual - Mt 22.29; Jo 17:17; 6. Confiabilidade histórica - Mt 12.40; 24:37, 38; 7.Precisão científica - Mt 19:4, 5; Jo 3:12." - GEISLER Norman, Enciclopédia Apologética, página 121, Editora Vida.
Será que poderíamos dizer o mesmo do livro do Sr. Moon? Evidentemente que não. É mero rearranjo de crenças passadas. Nada de novidade. Suas idéias também são uma cópia das de Paik Moon Kim, outro que se intitulava Messias. As interpretações que Moon faz da Bíblia chegam a ser bizarras. Por exemplo, lemos em Apocalipse 21:9 sobre o casamento do Cordeiro, Jesus, com sua Igreja. Moon interpreta que isso se cumpriu quando ele, após se divorciar, casou-se com Hak Ja Han.
.
Evangelizando os seguidores de Moon
.
No que se refere à Bíblia, podemos estar preparados para responder a algumas objeções dos seguidores desse movimento sectário, também apelidado de Moonismo. Observe:
Objeção sectária do moonismo: "Para nós, seguidores de Moon, as Escrituras Sagradas são compostas por três partes: O Antigo Testamento, o Novo Testamento e o Livro Princípio Divino, de nosso Messias, Moon."
Resposta Apologética Evangelística: Interessante saber que você reconhece o Antigo e o Novo Testamentos como Escritura Sagrada. Todavia, precisamos analisar se realmente o Livro Princípio Divino está em harmonia com a Bíblia, pois uma parte da Escritura Sagrada não pode contradizer a outra. Por exemplo, poderia me responder umas perguntas? (Espere a resposta afirmativa.) O Sr. Moon, a quem respeitamos como pessoa, ensina ser ele o Messias. Mas a Bíblia diz que o Messias, Jesus Cristo, já veio, morreu por nós, cumpriu as profecias bíblicas, morreu por nós, e disse: "tudo está consumado". (Leia João 19:30) Então, porque esperar que o Sr. Moon seja um outro Messias, se ele mesmo aprendeu muito de suas idéias com uma outra pessoa que se intitulava Messias, o Sr. Paik Moon Kim? (Espere uma resposta.) Então, vamos examinar juntos os ensinos de Jesus e compará-los com os do Sr. Moon?

Por mais estranhas que possam ter sido as crenças do Sr. Moon, devemos ter compaixão por todos os que tem seguido seus ensinos. Oremos a Deus por todos eles! Eles precisam ouvir palavras do verdadeiro Jesus Cristo. - Fernando Galli.
____________________

Observação: Fale sempre com mansidão e respeito. Os seguidores de Moon amam esse líder, e o consideram como "Verdadeiro Pai da Humanidade". Estude os ensinos de Moon nesse livro e em outros, e prepare-se para falar de Jesus, sempre provando que as palavras de Jesus são declarações de vida para você e para seu ouvinte.