HOMOSSEXUALISMO - COMO A IGREJA DEVE ENCARAR?


“Assim que o pastor soube que eu era homossexual, passou a me olhar com outros olhos. Certo dia, do púlpito, ele disse que um espírito satânico e maldito estava rondando a igreja dele, e que este espírito era de homossexualismo. Aos poucos, as pessoas da igreja começaram a me evitar. Nunca havia me insinuado para ninguém. Mas busquei a Deus ali. Quando finalmente perguntei ao pastor por que a igreja estava me tratando daquela forma, ele me disse: ‘Você precisa de Jesus, rapaz. Cria vergonha na sua cara e acabe com essa frescura! Você é uma aberração da natureza!’ Nunca mais voltei à igreja. Mal sabia aquele pastor que o filho dele era homossexual também.” – R.C.P.D, Brasil.

 Aprendemos pelas Escrituras Sagradas a amar a toda sorte de pessoas. Jesus disse que o amor identificaria os cristãos. (João 13:34, 35) Esse amor não significa apenas dizer que nos importamos com os outros, mas é uma demonstração vívida, real. Mas Além de demonstrarmos amor pelas pessoas, amamos a Palavra de Deus, que diz:.
“Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus. Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.” – 1 Coríntios 6:9-11.
Não temos dúvidas sobre o conceito bíblico a respeito do homossexualismo – Deus não aprova o ato e a prática, pois os termos "efeminados" e "sodomitas" realmente são palavras bíblicas para se referirem ao homossexualismo. Então, mediante a Bíblia - a nossa regra de fé e prática -consideramos o ato homossexual – homem com homem, mulher com mulher – como pecado. Em contrapartida, os homossexuais não pensam assim, e há igrejas formadas por muitos deles que defendem uma reinterpretação das palavras de Paulo em 1 Coríntios 6:9-11. Outros, cansados do preconceito, principalmente da parte de religiosos, buscam a aprovação de leis, aqui no Brasil, que punam com veemência atos preconceituosos contra homossexuais. Diante disso, o que fazer, como igreja, quando homossexuais desejarem fazer parte dela? Como falar de Jesus com eles? 

O Que Jesus Faria? 

A Bíblia não relata nehum caso de Jesus abordando homossexuais. Certamente aprenderíamos muito com o modo de Jesus tratar tais pessoas. Mas visto que Jesus deixou exemplo para seguirmos os seus passos (1 Pedro 2:21), devemos nos perguntar: Está correta a forma com que muitos cristãos tratam os homossexuais? Teria Jesus falado palavras parecidas com as do pastor, no exemplo introdutório? Dificilmente. 

Baseados na Constituição Brasileira e na Bíblia, temos o direito de achar correto ou não determinado proceder. É nossa liberdade garantida. Assim como os homossexuais têm o direito de desejar reinterpretar as palavras do apóstolo Paulo, e nada podemos fazer contra esse direito, nós também temos o direito de defendê-las. Mas de forma devemos fazer? Agredindo pessoas, chamando-as de “aberração da natureza”? Jesus disse:

"Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas.” – Mateus 7:12.

Se você fosse homossexual, e visitasse uma igreja cristã, como gostaria de ser tratado? E se você tivesse um filho homossexual, como desejaria que ele fosse tratado? Como sujeira? Com desrespeito e palavras ofensivas? E a questão mais importante: Se achamos o homossexualismo pecado, isso nos daria o direito de maltratarmos tais pessoas, pelo fato de a Bíblia dizer que eles não herdarão o reino de Deus? Então, meditemos em dois versículos bíblicos:

“A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.” – Colossenses 4:6. 

“Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira.” – Apocalipse 22:15.

Percebeu que devemos usar de palavras agradáveis, temperadas com sal, ou seja, que dão um sabor cristão à conversa? Percebeu também que os praticantes da mentira não herdarão o reino de Deus, mas ficarão lá fora? Mas como Deus encara a mentira? Bem, o pai dela é o Diabo. (João 8:44) Será que os mentirosos são tratados como os homossexuais, de modo geral, pelas igrejas? A Bíblia fala contra seis práticas que Deus odeia, e a última ele abomina. Observe:

“Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos.” – Provérbios 6:16-19.

Será que nunca cometemos nenhum desses delitos? Claro que, como filhos de Deus, convertidos a Jesus, não podemos praticar isso! Mas muitos de nós já semeamos contenda entre irmãos. Essas comparações não estão sendo feitas aqui para abrandar o pecado do homossexualismo, mas sim com o intuito de todos refletirem em como tratar com respeito toda pessoa praticante de qualquer tipo de pecado, principalmente aquelas não-convertidos a Jesus. Quando um homossexual lhe abordar, ou visitar a sua igreja, ou até mesmo lhe “cantar”, o proceder cristão é buscar compreendê-lo, com uma resposta educada, temperada com sal. Nuca se ire contra ele. Acima de tudo, pergunte-se: por que tal pessoa age assim? Há mais casos na família? Quais foram os amigos dessa pessoa? Que tipo de pessoas conviveu o homossexual quando enfrentou problemas na família? Como ele foi tratado pelos pais e avós? O que o levou a procurar pessoas do mesmo sexo?

Longe de maltratá-los, devemos amá-los com o amor de Jesus Cristo. Evidentemente, se um homossexual entrar em nosso meio e causar problemas, buscando dividir à igreja, deveríamos tomar atitudes enérgicas, não por ele ser homossexual, mas por estar desrespeitando nossas crenças. E se ele desejar estar presente em nossos cultos, respeitando nossas crenças? Certo irmão disse: “Eu nem dou a mão para essas pessoas.” Lamentável esse proceder. Os homossexuais devem ser bem recebidos em nossas igrejas, da mesma forma como receberíamos ateus, gnósticos, bruxos ou panks. O amor de Cristo é contagiante. Esse amor motiva as pessoas a fazer as devidas mudanças conforme a vontade de Deus e não a nossa. Seriam os maus-tratos para com os que consideramos ser pecadores a melhor forma de convencê-los do erro? Foi assim que o Espírito Santo o convenceu do erro quando você se converteu? Pense nisso com carinho. Pergunte a Deus: Senhor, em nome de Jesus, como posso evangelizar homossexuais da forma mais próxima possível da qual Jesus faria? Senhor, poderias me ensinar a compreendê-los melhor com o uso de palavras sábias e respeitosas, sem criticar a pessoa, e também indicar-me o melhor momento para mostrar a ela o que a Bíblia diz sobre o assunto? 

O desafio está feito 

Quando Paulo diz que se tornou judeu para o judeu, fraco para o fraco, sem lei para os sem-lei, o que desejava ele nos ensinar? (Leia 1 Coríntios 9:19-23) Que devemos nos colocar no lugar dos judeus, dos fracos, dos sem-lei, e de toda sorte de pessoas, incluindo os homossexuais, e nos perguntar: O que eu gostaria de ouvir de um cristão se eu estivesse no lugar dos não-cristãos, ou daqueles que me procuram para receber Jesus, mas têm problemas com alguma prática que a Bíblia reprova? O desafio seria, então: Evangelizar homossexuais com amor e respeito, trata-los com dignidade, e não do modo como muitos têm feito. Na Brochura Ágape – Almas Ganhando Almas pelo Evangelho, foram sugeridas algumas respostas para darmos a homossexuais que nos abordam. Observe uma delas: 

Se um homossexual dissesse assim: “Sou homossexual. Você tem algum preconceito?Não sabe como sou feliz sendo assim!” 

Você poderia responder assim: “Contra a sua pessoa, não posso demonstrar desrespeito, pois aprendi nas Escrituras que preciso amar o meu próximo. (Marcos 12:31) Todavia, eu posso ter o direito de discordar de algumas atitudes suas, assim como você pode discordar de algumas atitudes minhas. No que se refere ao homossexualismo, eu sigo a opinião da Bíblia sem desconsiderá-lo como o meu próximo. Você sabe o que a Bíblia diz sobre o homossexualismo. Mas precisamos antes entender o que Deus requer de nós, por que ele nos criou, qual é o plano de Deus para nossas vidas, as virtudes que Deus espera que a nossa personalidade tenha. Há outro ponto importante: Os homossexuais apreciam muito a liberdade, a fraternidade, pois são um grupo desprezado por muitos. Queria que você soubesse o quanto Jesus te ama, e de modo algum ele te trataria com preconceito se ele fosse falar do amor de Deus a você. No entanto, seja sincero consigo mesmo e responda: Se você perguntasse a Jesus, pessoalmente, o que ele acha do homossexualismo, o que acha que ele diria a você? (Permita uma resposta.) Então, eu gostaria de considerar com você as inúmeras demonstrações do amor de Deus na sua vida. Poderíamos fazer isso livre de qualquer preconceito religioso?” – AGAPE – Almas Ganhando Almas Pelo Evangelho, Volume 1, página 66. 

Deus certamente nos capacita a amarmos com o amor de Cristo toda sorte de pessoas. Que os homossexuais venham, pelo nosso exemplo, aproximar-se cada vez mais de Jesus. Que nunca o preconceito, a prepotência, o descaso afastem de Deus estas pessoas, mas que a compreensão, o respeito, a empatia (colocar-se no lugar dos outros) sirvam de exemplo para gays, lésbicas e simpatizantes a buscar a sentirem o maior amor de todos. - João 3:16. Fernando Galli.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VÓ ROSA - APOSTILA PARA ESTUDAR AS CRENÇAS DA SEITA

CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL - LIBERTANDO-SE DE UMA INVERDADE CABELUDA

ESBOÇOS DA FÉ - QUE TIPO DE UVAS VOCÊ PRODUZ? - ISAÍAS 5:1-7

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - DESCULPAS PARA JUSTIFICAR SUAS FALSAS PROFECIAS PARA 1914, 1925 E 1975

O QUE SIGNIFICA SER MANSO?

APOSTILA - RAZÕES PARA JAMAIS SER TESTEMUNHA DE JEOVÁ - NÍVEL INICIANTE 1

CARACTERÍSTICAS DO VERDADEIRO AMIGO - PROVÉRBIOS 17:17

MAÇONARIA - UM SEGREDO SOBRE AS ORIGENS DE SEUS SINAIS SOLENES.

COMUNIDADE CRISTÃ AMOR E GRAÇA - ALGUMAS DE SUAS HERESIAS