MINISTÉRIO CRESCENDO EM GRAÇA E SEU "JESUS CRISTO HOMEM".


Estamos em 2008 e este homem está causando polêmica no meio sectário. O que será que ele tem na mente? Ele é, segundo seus seguidores, o "Papai", a "encarnação de Jesus Cristo Homem", ou "o próprio Deus". José Luis de Jesus Miranda, 62 anos, porto-riquenho, ex-batista pentecostal, é o fundador da seita Creciendo en Grácia (nome em espanhol). Atualmente, mora em Miami, EUA. Segundo afirma, ele é o Senhor mencionado no Salmo 2:4:
"Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles." - Salmo 2:4.
Sim, ele se denomina o Senhor que zomba de todos os líderes e religiões da Terra, inclusive do Papa. O céu, para ele, é a terra, que seria o primeiro céu, conforme também pronunciam seus líderes. A seita Creciendo em Gracia também envia DVDs a todos aqueles que solicitam material de doutrinas de José Luis de Jesus Miranda. Num desses DVDs, extraímos trechos do que esse personagem do mundo sectário diz:

Tema da Mensagem: A DESTRUIÇÃO DA GRANDE RAMEIRA
Orador: José Luis de Jesus Miranda



Tela de abertura do DVD:
"Você está sendo testemunha do maior acontecimento da história da humanidade. A Segunda vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo em sua última manifestação. O Filho do Homem."
O Desejado das Nações.
O único mediador entre Deus e os homens.
Jesus Cristo Homem.
Ministério Internacional Creciendo en Gracia.
O Governo de Deus na Terra."
Refutação Apologética - De acordo com o Movimento Creciendo en Gracia (MCG), José Luis de Jesus Miranda é a encarnação de Jesus Cristo homem. Mas será que a Bíblia apóia essa interpretação? Evidentemente, não. É bem verdade que a Bíblia nos fala da volta de Jesus Cristo "e que todo olho o verá". (Apocalipse 1:7) Todavia, o texto diz que Jesus viria com as nuvens, mas esse não foi o caso do Sr. José Luis de Jesus Miranda. Ele nasceu em Porto Rico. Ademais, em todos os textos bíblicos sobre a volta de Jesus Cristo, nenhum deles diz sobre ele nasceria de novo aqui na terra. Ou será que a mamãe deste homem também recebeu a visita do anjo Gabriel, anunciando que o nascimento dele seria de novo por Espírito Santo, sem a intervenção de um pai humano? De jeito nenhum!

Também, até o menino Jesus sabia de sua identidade. Aos doze anos, ele disse a seus pais, que o questionaram por que ele os havia deixado preocupados por não retornar com eles de Jerusalém:
"Ele lhes respondeu: Por que me procuráveis? Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai? Não compreenderam, porém, as palavras que lhes dissera." - Lucas 2:49, 50.
No caso deste senhor, afirma ele que por volta de 1980 soube quem ele era: a encarnação de Jesus Cristo Homem, anúncio este dado pelo próprio Senhor Deus. Enquanto não sabia disso, casou-se, teve filhos, fez parte do que hoje ele chama de religiões falsas - tudo porque Deus não teria ainda lhe revelado a sua identidade. Como Jesus Cristo, o Todo-Poderoso, não saberia de sua real identidade durante os seus primeiros 40 anos de vida? O interessante é que essa desculpa é a mesma dada pelo nosso outro falso Jesus Cristo brasileiro, o tal INRI Christo, o qual também declara ter sabido de sua real identidade já em sua meia-idade, no Chile. Quanto absurdo de quem quer ser o Todo-Poderoso!

Por outro lado, se José Luís de Jesus Miranda fosse Jesus Cristo Homem, quais frutos, ou obras, o qualificariam para ser o nosso tão aguardado Senhor? Analisando suas palestras em seu programa na internet, nada de maravilhoso e revelador observamos. Não que sejamos como os fariseus hipócritas dos dias de Jesus, que viviam pedindo um sinal, mesmo porque os milagres de Jesus já eram o suficiente para indicá-lo como tal. Mas e o Sr. José, ex-pastor evangélico, será que ao menos conseguiria andar numa vasilha d´água sem afundar, ou multiplicar uns pães e peixinhos lá no continente Africano para ajudar as crianças famintas? Nenhum único sinal podemos observar, a menos as suas palavras: "Eu sou o próprio."

E falando em sinal, temos só sinais ruins de sua parte. Acredita o leitor que Ele, no DVD acima, se identifica como a besta cujo número é 666? Veja como isso é verdade:


No DVD acima mencionado, José Luis de Jesus Miranda, na palestra A DESTRUIÇÃO DA GRANDE RAMEIRA E O VATICANO, afirma que Deus deve gostar muito do número 666, e usa até um cálculo matemático interessante: De todos os anjos celestiais, 1/3 (um terço) foi lançado à terra, ou seja, 0,333333... de todos os anjos. Quantos sobraram no céu? Dois terços (2/3), que equivale a 0,6666666.... O argumento é bem criativo, mas ele não se sustenta, pois o número da besta é 666, e não um zero seguido de um infinito número de seis, o que em matemática chamamos de dízima periódica. 

Mal sabe o Sr. José que o número 6, quando se refere ao homem, é usado na Bíblia como referência a algo impefeito. Por exemplo, o gigante inimigo de Deus que "tinha em cada mão e em cada pé seis dedos". (2 Samuel 21:20) Em toda a história do Cristianismo, depois do Apocalipse ter sido incorporado no Cânon bíblico, o número 666 passou a ser encarado como símbolo do mal, o oposto de 7, número da perfeição espiritual. Por isso, R. N. Champlin comenta sobre Apocalipse 13:18:
"O número do anticristo é o tríplice seis, o número do homem, um menos que o sete, o número da perfeição divina. Embora ele venha a ser indivíduo revestido de tremendo poder, será a epítome da imperfeição humana, do ponto de vista espiritual. Ele incorporará tudo quanto significa imperfeição e maldade no homem. Jesus Cristo, por outro lado, incorpora tudo quanto indica a perfeição parao homem, que é o nosso alvo e padrão de vida. [...] Assim como há a trindade divina, que poderia ser representada pelo 777, também haverá a trindade satânica, composta do próprio diabo, de sua besta saída do mar, e de sua besta saída da terra; e o caráter malévolo dessa trindade satânica é simbolizado pelo 666." - Champlin, R. N., O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo, Volume 6, página 562, [comentário de Apocalipse 13:18], Editora Hagnos, 2005.
De fato, até os satanistas se identificam com o número 666. Mas no DVD acima, ensina o Sr. José que 666 é número de bênção e prosperidade. Tanto que seus seguidores costumam ofertar (eles dizem semear) para a igreja quantidades com o número 6, por exemplo: 666 dólares, 6666 reais, e assim por diante.

Mas se o Sr. José Luis de Jesus Miranda é a besta 666, quem seriam as sete cabeças e dez chifres mencionados pela Bíblia? Veja:
"Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia." - Apocalipse 13:1.
De acordo com o Sr. José, no DVD acima, serão reis e reinos políticos, dos quais ele ainda, não sabe, mas sugere que possam ser Muculmanos, que o apoiarão por serem contra Roma e o Vaticano, e os destruirão com fogo descendo do céu.

Na palestra A DESTRUIÇÃO DA GRANDE RAMEIRA E O VATICANO, ele diz:
"Se você está planejando em viajar prá lá,não vá não. E se tiver parentes morando ali, diga prá eles fugirem logo de lá." 
Quanta interpretação errônea! A Bíblia diz, nesse mesmo versículo, que essa besta possui nomes de blasfêmia. A palavra grega "blasfemia" significa, segundo a Concordância de Strong de Palavras do Novo Testamento "1) calúnia, difamação, discurso injurioso contra o bom nome de alguém; 2) discurso ímpio e repreensivo, injurioso contra a majestade divina." Um outro substantivo grego "blasfemos" significa "que fala mal, difamador, repreensível, que injuria, abusivo." Como poderíamos conceber Jesus Cristo tendo nomes blasfemos?

E pior, conforme Apocalipse 13:2, quem dá à besta poder, trono e grande autoridade é o dragão. Nas doze ocorrências de Dragão, em Apocalipse, a saber: 12:3, 4, 7, 9, 13, 16, 17; 13:2, 4, 11; 16:13; 20:2, todos esses versículos estão se referindo ao Diabo. Veja:
"Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar." - Apocalipse 12:7
"Então, vi sair da boca do dragão da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs. - Apocalipse 16:13.
"Ele segurou o dragão a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos." - Apocalipse 20:2.
Então, respeitamos o desejo do Sr.José Luis de Jesus Miranda desejar ser a besta com o número 666. Gosto não se discute. Mas se é o Diabo quem dá poder, trono e grande autoridade a essa besta, os cristãos não devem ser bestas e cair nessa nova onda de ensino errôneo e herético.

Por Que O MCG é perigoso?

Os sectários, quando ouvem os cristãos dizerem sobre o perigo dos ensinos das seitas, zombam de nós. Dizem: "Acham-nos perigosos porque falamos a verdade." Todavia, Paulo fala sobre o mesmo dragão de Apocalipse 16:13 e 20:2, sobre o seu temor de que alguns cristãos fossem arrastados por astúcia e engano:
"Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo." - 2 Coríntios 11:3.
O apóstolo Paulo achava perigoso o ministério satânico. Atualmente, o MCG e as doutrinas errôneas desse novo falso Cristo, em versão mais perigosa, preocupam-nos principalmente quanto aos cristãos inativos, aos novos convertidos, e principalmente àqueles que saíram ou desanimaram devido a abusos religiosos da parte de líderes, pois talvez possam ser levados por tamanho engano como alguns já foram.

Outro ponto a considerar é que, como em todo movimento herético, há verdades ensinadas nesta seita. O tal Jesus Cristo Homem cunha-se em verdadeiros abusos religiosos praticados por pseudo-pastores evangélicos para induzir outros a acreditarem numa nefasta mentira: Que o MCG é a única religião verdadeira. Ele consegue cativar a atenção de suas ovelhas falando mal da Igreja Cristã e de outras religiões mundiais, e muitas vezes ele está falando verdades, mas que nada têm a ver com as mentiras da seita, como, por exemplo, que não existe pecado, que o diabo já foi destruído, que não se deve mais batizar ninguém, etc.

Conforme a volta do Verdadeiro Jesus Cristo se aproxima, Satanás tem intensificado seus esforços em desviar, se possível, até os escolhidos. Precisamos estudar a Bíblia, com suas doutrinas maravilhosas e edificantes. Que tal começar a fazer isso hoje de uma forma mais dinâmica?

Quanto ao Sr. José Luis de Jesus Miranda, e todos aqueles que o seguem, desejamos que reflitam e retornem ao Senhor Jesus Cristo. E em especial ao Sr. José, perguntamos: Gostaria de aceitar, dessa vez de verdade, a Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador de sua vida? (Isaías 55:7; Atos 16:30, 31) - Fernando Galli, julho de 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários devem contem no máximo 500 caracteres